07/07/2015

Papa Francisco, a encíclica ecológica e os animais

Ainda não consegui ler, mas, recentemente, a ANDA publicou uma matéria falando sobre aquela encíclica feita pelo Papa Francisco sobre as questões do Meio Ambiente destacando os trechos onde é citado a vida animal. CLIQUE AQUI para ler.

Nesta ultima semana, pedi a um amigo para ler este outro artigo e marcar onde cita que o Papa fala sobre animais e
contra a experimentação animal:  O Papa, o aquecimento global e a encíclica ecológica

Veja aí:
- Ou seja, o Papa está criticando mais o processo que Max Weber chamava de racionalização e desencantamento do mundo. O Papa contorna o princípio colocado no livro do Gênesis, do Velho Testamento, que diz: “Frutificai, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra”. Parece que, neste ponto, o Papaficou aquém de São Francisco de Assis, embora busque substituir a ideia de “enchei a terra e sujeitai-a” por outra concepção mais amena: “Mas a interpretação correta do conceito de ser humano como senhor do universo é entendê-lo no sentido de administrador responsável” (p. 37). Ou seja, muda a ideia de ser humano dominador, para administrador.

- A encíclica condena “experimentações sobre os animais”, mas não combate a alimentação cárnea e nem defende a dieta vegetariana, que estaria mais coerente com o espírito de São Francisco de Assis e a defesa de todos os seres vivos sencientes

O pouco que consegui ler devido a minha visão (tem dias que piora p´ra caramba), vi que o artigo critica o reforço que o Papa dá ao antropocentrismo, o que é lamentável. Mas, de qualquer maneira, ele cita os animais de forma respeitosa. Ainda vou conseguir ler a tal encíclica para conferir tudo isto.

4 comentários:

  1. Queiroz Alcântara07/07/2015 07:56

    Acredito ser um grande passo o reconhecimento dos animais como seres que precisam de respeito. Sou otimista e também creio que logo a maioria da população vai deixar de comer cadáver.

    ResponderExcluir
  2. Sua Santidade está quase lá mas precisa ser mais coerente quando defende os animais comendo eles.

    ResponderExcluir
  3. Jorge Romano08/07/2015 20:34

    Concordo com o Queiroz. Infelizmente a decada da minha geração, e outras posteriores, ainda foram criadas com matança de animais para consumo. Mas as gerações mais recentes já se opõem de forma natural à essa prática. As churrascarias começam a falir, e a população busca uma alimentação mais saudável. O mito da proteina da carne e o cálcio do leite já não encontram mais defesa. Ainda é lento, mas é uma evolução.

    ResponderExcluir
  4. O Jorge tem razão - basta observarmos o desespero das empresas que vivem e enriquecem devido as atrocidades cometidas contra os pequeninos. A cada dia fazem mais e mais propagandas e lobbies junto aos supermercados, enchendo suas gondolas com produtos nefastos para tentar driblar o consumo consciente e respeitoso a todas as criaturas.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪