RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

1 de julho de 2015

Enterro do galo: outra barbárie em Portugal


Gente, onde anda este mundo? como pode, hoje em dia, ainda acontecer coisas do gênero? que lástima isto acontecer com nossos irmãos.... Ainda bem que temos uma resistência boa naquele país..... Detalhe que a associação de moradores daquela cidade tirou todo material do site, mas, consegui salvar várias fotos. Vejam ao final.
-------------------------------------------

26 de junho às 07:03 ·
A única vantagem de um acto de selvajaria é que dá a descobrir outros actos de selvajaria. Em Ruivós, acha-se óptima ideia enterrar um galo vivo com a cabeça de fora e depois estimular os habitantes de todas as idades a tentar matá-lo à paulada. Este texto é real: "O dia mostrou-se muito tímido e com frio mas a população de Ruivós saiu à rua para o convívio e a animação dinamizar. Por volta das 15 horas, os mais atrevidos percorreram as ruas da aldeia anunciando a sentença do galo. De seguida e destacando os mais pequeninos, um a um, foram tentando a sua sorte, de olhos vendados, matar o galo. A tarde foi passada entre risos e gargalhadas". E eu sei o que alguns dirão: que isto é hipócrita tendo em conta a maneira como são tratadas as aves que nos servem de alimento. Aceito. Mas aqui, tal como na Queima do Gato, o que está em causa é isto: uma população a estimular junto das crianças a agressão selvática a um ser vivo a quem nem é dada a possibilidade de fugir. E tudo entre risos e gargalhadas. Não se perceber a ténue linha que separa "a tradição" de uma cultura do Mal e da violência, é triste.

Outras matérias:













5 comentários:

Sandra disse...

Esse povo só pode ter pacto com o diabo, porque descontam suas taras e psicopatias nos animais inocentes e depois vão à igreja rezar o têrço para receber imerecidas bênçãos. Vão receber a colheita dos seus atos sim, mas não bênçãos, que elas não fluem de Deus para a crueldade e sim para a compaixão. "O que fizerdes a um destes pequeninos a Mim o fareis", a coisa é séria.

Anônimo disse...

Ô nojo! Vergonha de ser humana!
Mônica Luz - Rio de Janeiro

Victória disse...

Está aí um país civilizado, de primeiro mundo. Só sendo mesmo, um grandessíssimo maldito covarde para agredir até a morte um galinho preso num buraco. Como aceitar uma pessoa dessa em meio a sociedade? Se não é psicopata, é o quê?

Mari disse...

MelsDels e eu pensava que já tinha visto tudo nessa vida ainda me espanto com issoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O povo perdeu totalmente a noção do bem do mal, onde vamos parar ???

Ja to acreditando na minha avó, isso deve ser o final dos tempos

Ana Gama disse...

Existem demônios em todos os países! Infelizmente.