09/05/2015

Raposas impedem sepultamentos em cemitério de Palmeira dos Índios - AL

Temo por estes bichos... os coveiros devem ter outras razões para não querer trabalhar e estão apelando para as raposas.... eu, hein....
----------------------------------------

Os Coveiros estão impossibilitados de realizar enterros no cemitério municipal São Gonçalo, em Palmeira dos Índios, devido a um casal de raposas que fez morada no local. Eles alegam que os animais promovem ataques e não permitem a entrada de ninguém no cemitério.

Informações repassadas por populares da cidade dão conta que no local há duas raposas no cemitério.Os coveiros destacam que elas moram em um túmulo e que até o momento ninguém capturou os animais.

As informações dão conta ainda que no local haviam três raposas, mas que uma tinha sido atropelada por um veículo e morta ao sair do cemitério.

Os institutos responsáveis por animais silvestres foram acionados para retirar as raposas do cemitério.

Fonte: Alagoas 24 horas

3 comentários:

  1. Como o brasileiro é covarde! Ter temor em ser atacado por raposas? Em um cemitério desse tamanho? Garanto-lhes que elas têm muito mais medo deles - e com toda a razão - do que eles delas. Cadê a valentia tão propalada? Ela só acontece quando estão armados?

    ResponderExcluir
  2. rosa elisa villanueva09/05/2015 14:10

    Isso é conversa mole. Será que não tem ninguém da proteção animal nessa região que possa verificar o assunto e resgatar as raposas para encaminhá-las?

    ResponderExcluir
  3. Espero que tirem logo elas de lá, pois podem se contaminar com o necro-chorume daqueles corpos em decomposição.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪