29/05/2015

Fotos incríveis da vida secreta dos gatos de rua

É uma maneira de chamar a atenção para os animais abandonados na rua.... O trabalho da ONG me parece bastante válido posto que somente através da educação poderemos mudar todo caminho errado da humanidade. 
Fonte: Care 2
Colaboração: Helô Arruda
-----------------------------

Nos EUA há perto de 70 milhões de gatos que vivem nas ruas. Usando fotografias um casal está tentando mostrar ao mundo que estes animais merecem nossa compaixão.

Elizabeth e Jason Putsche passaram cinco anos compilando uma impressionante coleção de fotos que documentam as vidas de gatos de rua. Fundadores de “Fotógrafos Para os Animais”, uma ONG que utiliza o cinema e a fotografia para inspirar mudanças positivas
para os animais, o casal está dedicado a aumentar a consciência sobre esta questão e compartilhar as histórias destes indivíduos.

Vilipendiados, discriminados e mal compreendidos, embora existam muitos defensores de gatos ferais, o consenso geral em torno desses felinos é cheio de equívocos.



"Muitas pessoas fazem uma distinção entre os seus gatos e gatos que vivem no exterior, mas eles são realmente iguais", diz Elizabeth Putsche, fundadora e diretora executivo da Fotógrafos para Animais. "O cuidado e a compaixão que damos aos nossos animais em casa deve ser expandido para estes gatos, mesmo se não podemos acariciá-los. Cada um tem uma personalidade e individualidade, cada um tem uma história para contar".

Através das fotografias cativantes dos gatos de rua, a equipe tenta mostrar sua beleza, as ligações uns com os outros, bem como as suas capacidades de camaleão para se adaptar a todo o tipo de ambiente, seja ele rural, suburbano, urbano ou industrial . "Queremos que as pessoas passem a vê-los como eles realmente são - independentes, saudáveis, amáveis e felizes ao ar livre."

Cidades e abrigos em toda a América tiveram grande sucesso com programas do tipo  “Capturar-Castrar-Liberar” (TNR). Esta abordagem humana e eficaz funciona por aprisionamento, castração, vacinação e eartipping (removendo a ponta de sua orelha esquerda, enquanto sob anestesia, para que possam ser identificados) os gatos, antes de devolvê-los à sua casa ao ar livre.



A evidência científica tem demonstrado que os gatos selvagens vivem vidas saudáveis ao ar livre e não espalham doenças para as pessoas. Os opositores do método também culpar os gatos selvagens pelo o declínio da vida selvagem, mas os seres humanos são, de longe, a maior ameaça à perda de espécies.

“Dos 70 milhões de gatos de rua que povoam nossas ruas, em média, apenas 6-8.000.000 nunca passa pelo sistema de abrigo, e a maioria daqueles que fazem raramente sai vivo, diz Putsche. "Nacionalmente, mais de 70 por cento de todos os gatos que entram os abrigos são sacrificados, principalmente os gatos selvagens que não são socializados e não estão aptos a adoção”.



“Gatos têm vivido livres por 10.000 anos, por que é que isso tem que mudar agora? Apesar do que dizem os críticos, com programas de TNR e cuidados com a colônia, podemos alegremente co-existir com os gatos que habitam nossos bairros.
Precisamos parar de apontar o dedo para os gatos selvagens, e  ter uma atitude crítica sobre nossas próprias ações e o que podemos fazer para mudar nossa forma de impactar o mundo e os animais com quem o compartilhamos”.



Saiba mais sobre esse grande projeto  em defesa dos gatos de rua  no site: Alley Cat Allies.

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪