28/02/2015

SeaWorld resgata 19 peixes-bois presos em tubo de esgoto na Flórida





Parece que há um lado bom na questão SeaWorld







------------------------------


Publicado em 26 de fev de 2015

Flórida, fevereiro de 2015 - A equipe de Animal Rescue do SeaWorld, juntamente com oficiais do governo e moradores de uma área residencial em Satellite Beach, na Flórida, trabalhou durante a madrugada da última terça-feira para resgatar 19 peixes-bois que ficaram presos em um cano de esgoto do local.

A Florida Fish and Wildlife Conservation Commission (FWC) chamou o SeaWorld e toda a sua equipe de especialistas para ajudar nesse salvamento em massa de peixes-bois. O processo de resgate
demorou aproximadamente nove horas. Membros de agências locais de obras públicas tiveram de cortar os tubos de esgoto para retirarem os animais e levá-los para uma lagoa próxima ao local e que deságua no Indian River Lagoon. Também participaram do resgate o corpo de bombeiros, policiais e o Instituto de Pesquisa Hubbs-SeaWorld.

Os peixes-bois precisam de águas mais mornas, acima dos 20° C, para sobreviverem. Com a recente frente fria que chegou na Flórida, os animais saíram em busca de uma fonte de água morna e acabaram ficando presos nos canos.

Em parceria com o governo e outras instituições de preservação de espécies, o SeaWorld Parks & Entertainment opera um dos programas mais respeitados de resgate de animais marinhos que são encontrados feridos ou doentes, com o objetivo de reabilitá-los e devolvê-los ao seu ambiente natural. Os especialistas do SeaWorld já ajudaram mais 24 mil animais que precisavam de ajuda - doentes, feridos, órfãos ou abandonados - em mais de cinco décadas.

Como membro da Manatee Rescue & Rehabilitation Partnership (MRP), o SeaWorld é um centro de reabilitação referência que oferece cuidados que salvam a vida de peixes-bois resgatados. O MRP é uma organização cooperativa sem fins lucrativos, na qual instituições privadas, estaduais e federais trabalham em conjunto para monitorar a saúde e sobrevivência de peixes-bois resgatados e devolvidos ao ambiente natural. Informações sobre peixes-bois que estão sendo monitorados podem ser acessadas em www.manateerescue.org . O peixe-boi nativo da Flórida está em risco de extinção devido a causas naturais e também devido a mortes e ferimentos causados pelo homem. Exposição à maré vermelha, estresse devido ao frio e outras doenças são ameaças naturais que podem afetar os peixes-bois. Os danos feitos pelo homem podem incluir batidas em barcos, esmagamento em comportas ou portões e ingestão de linhas ou anzóis de pesca.

3 comentários:

  1. Claro, salvaram para aprisiona-los e exibi-los ao público... Não confio nas boas intenções do Sea World

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ler a matéria até o fim vai ver que eles foram soltos em uma lagoa próxima. Acho engraçado essas pessoas que só criticam, mas também não fazem nada para ajudar os animais.

      Excluir
  2. Olha a minha ignorância: eu achava que peixe boi só existia na América do Sul e antes de ler a reportagem, cheguei a pensar que tratava-se de animais de cativeiro.
    O Grito do Bicho é educativo até pra tia aqui!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪