• ALÔ, AMIGOS!!!

    Revista Eletrônica "O Grito do Bicho" - Fazendo a notícia na luta pelo direito dos animais do céu, da terra e do mar.

    O resultado é pela Loteria Federal.

    E, o principal, é DIGRATIS E VOCÊ PODE SE INSCREVER TODO DIA !!!
    Boa sorte!!!

Faça sua doação:

Texto

Receba nossos boletins diários no seu e-mail: *

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

ONG de proteção animal é acusada de sacrificar milhares de cães e gatos nos EUA

Olha, sinto muito, mas, este papo é muito antigo...... Já publicamos várias matérias a respeito. A PETA já pediu, várias vezes,  que seus críticos adotem os animais que eles recolhem porque não há dinheiro suficiente no mundo para enxugar este gelo. Claro que eu não teria coragem para matar os animais que não são adotados, mas, a maioria dos abrigos americanos e europeus fazem isto. Os críticos só pegam no pé mesmo da PETA porque ela tem maior projeção além do cara que já fez parte da sua direção. Volta e meia ele volta a carga.... Acho que quem não tem como fazer melhor deveria ficar na sua.....
-----------------------------------
"É fácil apontar o dedo para os que são forçados a fazer o ‘trabalho sujo’", diz a Peta

A ONG norte-americana de proteção animal, Peta, sacrificou quase 90% dos cães e gatos abrigados em instalações localizadas no Estado norte-americano da Virginia, no ano passado.

De acordo com o jornal The Huffington Post, 2.454 cães e gatos foram sacrificados, de um total de 3.369 que estavam sob proteção do grupo.

Apesar de serem um choque para muitos, esses números não são novidade para
os críticos de longa data da Peta, que vêm por anos apontando a discrepância entre a forma como este grupo dos direitos dos animais é percebida e o que eles realmente fazem.

Os críticos acreditam que há uma dedicação maior à publicidade do que à responsabilidade de manter os animais vivos.

A ONG se defendeu dizendo que recebe todo tipo de animais em seus abrigos e que, por isso, precisa sacrificar muitos dos cães e gatos.

Em seu site, a Peta firma sua posição sobre o sacrifício de animais e declara que, apesar de trágico, ele é necessário.

Em uma carta aberta, publicada no dia 21 de janeiro, a instituição acusa as pessoas que compram cães de raça ao invés de adotar de abrigos os principais causadores dessa situação. A carta foi escrita pela presidente da instituição  

— É fácil apontar o dedo para aqueles que são forçados a fazer o ‘trabalho sujo’ causado pela aquisição ocasional e criação de cães e gatos que terminam sem casa e indesejados. Mas a Peta nunca virará as costas ou negligenciará um animal sem teto e sem amor, mesmo se o melhor que podemos oferecer a ele seja livrá-lo de forma indolor de um mundo que não tem coração e lares suficientes para eles.

Agora se espera que o legislador de Virginia, nos Estados Unidos, tome uma decisão do que será feito com a ONG e pensar que os animais merecem um lugar melhor.

FONTE: R7

2 comentários :

  1. Quem abandona é o maior assassino ,ongs são sempre lotadas vivendo no limite,vivendo de doações,não culpo a Peta por fazer eutanasia,culpo sim esses malditos tutores irresponsaveis que pensam que animais são descartavéis,e não é só a Peta que sacrifica,ou vcs pensam que os cczs daqui não fazem isso,eu não acredito em papai noel,porque aqui no Brasil o serviço é bem mais sujo do que vcs pensam,porque lá sim eu acredito que os animais são sacrificados de forma correta,mas aqui não.Sou bem realista.

    ResponderExcluir
  2. AMO a Srª Ingrid, presidente da PETA. Basta olhar para ela para percebermos sua total dedicação à causa - ela não tem vaidade. O que ela alega é a realidade, e o que sempre digo e direi: não há lares suficientes para todos os animais. E mesmo quem adota amará, realmente, o animalzinho? cuidará dele corretamente? A maioria não cuida dos próprios filhos que jura amar. Conheço muito bem a minha espécie para crer em contos de fadas.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porem, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.