03/02/2015

Animais condenados a morte no zoológico da Faixa de Gaza

Que cenário dramático, meu Deus!!!!! os malditos zoológicos tinham que acabar.... Vejam as fotos ao final.....
---------------------------------------------

Macacos, leões, tigre, porcos-espinhos e crocodilos foram todos deixaram a apodrecer nos seus receptáculos no parque de animais

Moscas voam em torno do corpo magro de um leão enquanto impassivel exposto ao sol... nas proximidades o cadáver mumificado de um babuíno ainda mostra sua cabeça ainda inclinada para cima, como se olhando para fora de sua jaula.... em frente a ele espinhos frágeis de um porco-espinho se projetam a partir do seu corpo sem vida....

Eles estão entre as dezenas de animais que morreram em Khan Younis, um zoológico da empobrecida Faixa de Gaza depois que eles ficaram sem comida. O proprietário, Mohammed Awaida, culpou o conflito palestino e israelense para a tragedia alegando que os funcionários foram incapazes de se alimentar ou cuidar adequadamente dos animais no zoológico.

Mr Awaida disse  que abriu a 'South Forest Park', em 2007, mas, começou a perder um grande número de animais durante a ofensiva militar de Israel contra o Hamas, que começou em dezembro de 2008. Durante as três semanas de ofensiva, lançada em resposta aos ataques com foguetes contra Israel, Awaida disse que não poderia chegar ao jardim zoológico, e, por isso, muitos animais morreram por negligência e fome.


Khan Younis é um dos cinco jardins zoológicos na Faixa de Gaza, um enclave costeiro densamente povoada de 1,7 milhão de pessoas governadas por militantes islâmicos do Hamas. Como nenhum
órgão do governo em Gaza supervisiona zoológicos e não há nenhum movimento pelos direitos animais na região, a instalação de Khan Younis fica a vontade para fazer o que quiser com os animais. O cuidado é mínimo. Não há tratador no local e tratamento médico é feito através de consulta por telefone com os veterinários do jardim zoológico no Egito. O zoológico tem uma tradição de encher e embalsamar os que morrem e devolvê-los às suas jaulas. O centro tinha dez animais embalsamados em exposições temporárias. Mas depois de perder dezenas de 65 animais vivos do zoológico, que incluíram avestruzes, macacos, tartarugas, cervos, uma lhama, um leão e um tigre, o número de animais mortos ultrapassou o numero dos vivos.












Fonte: DalyMail (tradução Google)

6 comentários:

  1. q coisa horrenda, meu Deus. :'(

    ResponderExcluir
  2. GENTE QDO ESSA CARNIFICINA VAI ACABAR COM OS ANIMAIS! DEVERIA PEGAR ESSES DESGRAÇADOS E COLOCAR NESSAS MESMAS JAULAS COM OS CADAVERES DOS ANIMAIS E DEIXA-LOS SEM AGUA E NEM COMIDA PARA ELES MORREREM SENTINDO O FEDOR DA CARNIÇA DELES E DOS ANIMAIS MORTOS! PRA MIM ESSES MISERÁVEIS NAO SÃO HUMANOS!

    ResponderExcluir
  3. E ainda dizem que nós humanos estamos evoluindo. Eu digo que estamos retrocedendo.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a Josette

    ResponderExcluir
  5. Não existe uma ong de proteção? resgate para um santuario? triste...

    ResponderExcluir
  6. Que atrocidade meu Deus! Como podem relegar ao esquecimento tantas vidas inocentes? Monstros! Pagarão na mesma moeda oque fazem.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪