17/09/2014

Hora de pendurar a coleira: repórter visita cão-guia prestes a se aposentar


Gostei da matéria..... Leia mais em nossa postagem:
Minha História: Vou aposentar meu cão-guia
-------------------------------------





Domingo Espetacular - Rede Record - 15/09/14 

Após oito anos de muito trabalho e companheirismo, chega o merecido descanso. O labrador Simon, de 10 anos, passa as últimas horas ao lado dono Alberto.

6 comentários:

  1. Não concordo com esse tipo de exploração. Seria o mesmo que nos colocassem uma coleira e nos obrigassem a ficar do lado de uma pessoa a vida toda, sem direito a brincar, sair, divertir, simplesmente fazer o que se tem vontade. Ok que o cachorro cumpriu sua tarefa com brilhantismo, mas isso é só porque o humano quer. Por que será que o contrário não acontece, ou seja, colocar um ser humano dedicado 24h/dia a um cão cego?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, por favor, Anônimo, é um trabalho digno que eles executam com prazer e se sentem felizes de ajudar o humano mais fraco do que eles. Muito diferente da exploração de animais em circos onde são treinados mediante tortura. Cães guia são diferentes dos outros cães de madame que passam a vida carregando lacinhos na cabeça e sendo mimados com roupinhas e festas de aniversário (nada contra). Esses são seres iluminados e nasceram para ser especiais, tanto quanto seus tutores o são.

      Excluir
    2. Sandra, não há dignidade na escravidão, seja de que forma ela for.

      Excluir
  2. Esses cães são seres muito iluminados. Cuidam de seu dono melhor que muitos pais (humanos) cuidam de seus filhos.

    ResponderExcluir
  3. Jorge Romano17/09/2014 18:50

    Belaq reportagem, mas o reporter poderia ter evitado dizer "parece que o Simon está sentindo" (???) . É preciso saber sobre animais para falar sobre eles. Pisou na bola. A ajuda que o cão guia presta ao deficiente visual não deiza de ser um trabalho escravo, mas eles são bem tratados e respeitados. Acho pior os que andam socados em uma sacola enquanto seus donos manés fazem comprinhas.

    ResponderExcluir
  4. Todo cão é bendito mas um cão guia é sagrado. Sábio e altruísta em sua renúncia de não poder ser visto pelos olhos de quem ama mas ciente de que o humano enxerga nele o amigo que não tem preço. A gente precisa “ver para crer” que “o amor é cego” e talvez por isso, nesse caso seja tão verdadeiro. “O que os olhos não vêem, o coração”... sente, sim e muito, porque quando “os olhos não podem ser o espelho da alma” a alma fica sendo o espelho dos olhos. Fidelidade mútua é o que neles se reflete.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪