30/07/2014

Tatu faz amizade com humano... impressionante!

Inacreditável.... mas, eu teria trazido ele, pois, me parece um filhote.... tô enganada?


Tatus são geralmente animais muito ariscos. Quando este homem parou seu carro para observá-lo de perto não podia imaginar que o pequeno tatu foi tão amigável. É lamentável, porque tantas pessoas matar tatu para comer. Este animal era símbolo mascote da Copa do Mundo no Brasil este ano: (2014). O homem insistiu com sua esposa "deixe-me levá-lo para casa, por favor", e ela permanece irredutível "Pare, eu não vou deixar você levá-lo para casa, você soa como uma criança." O amigo pequeno foi deixado em seu habitat.

Fonte: Live Leak

13 comentários:

  1. Eu teria voltado ao mesmo local, escondida, é claro. Só pra ver se o bichinho realmente estava bem, ou se se atirou no cara porque estava sozinho e com medo.

    ResponderExcluir
  2. o tatuzinho é tao inocente que se esqueçeu que o hemem é seu próprio predador! tem gente que come uma coisinha linda dessas. deus me livre! se fosse eu eu levaria ele para dar muito amor.

    ResponderExcluir
  3. Jorge Romano30/07/2014 14:33

    Pode a até dar vontade de levar, mas o tatu-bola é animal em extinção e não pode ser retirado do seu habitat. Não sabia que eles eram tão inocentes a ponto de confiar nos humanos.

    ResponderExcluir
  4. Dá vontade de levar pra casa, mas tirar do habitat é péssimo. Porém, essa possibilidade de um animalzinho correr pra estrada é um risco muito grande! Efetivamente, o espaço em que ele habita não é uma zona segura.

    ResponderExcluir
  5. Pobre e inocente tatu... se ele soubesse corria léguas!!
    João

    ResponderExcluir
  6. esposa estúpida essa hein? melhor se divorciar, moço.

    ResponderExcluir
  7. Habitat??? Que habitat? O tal humano está invadindo tudo. Ele deve ser órfão,deve estar com medo e pede proteção. Eu o levaria e procuraria saber como cuidar da melhor maneira para que se sentisse bem e protegido. A voz da "mulher" já mostra a sua insensibilidade....E o "homem" submisso e sem atitude.

    ResponderExcluir
  8. Fiquei sem saber o que eu faria numa situação destas. O bichinho está totalmente desprotegido e vulnerável. Levar para casa para criá-lo como um animal de estimação não é correto. Deixá-lo ali tão desprotegido, pois ele não tem medo de humanos, é perigoso. Teria que ter um local adequado para que ele pudesse ser preparado para voltar à natureza com segurança. Existe isso aqui??? Será que o IBAMA sabe o que fazer neste caso ou vai fazer besteira??? Chamo de besteira não fazer a coisa certa como deve ser feita!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito, isso mesmo. Infelizmente não confiamos nas instituições. O certo seria encaminhá-lo a algum centro de cuidados para animais silvestres para ser tratado corretamente. Deixá-lo a sua própria sorte, em local desprotegido, é condená-lo. Pobre criaturinha! Rosicler.

      Excluir
  9. Ou muito me engano, ou vi uma manilha de esgoto no local ele pegou o tatu.... eca!

    ResponderExcluir
  10. essa mulher é uma escrota, e esse cara um babaca, eu teria trazido o bichinho,

    tadinho tao carente e fofo !!!!

    ResponderExcluir
  11. Gostei do casal: o homem querendo adotar e a esposa, ciente da espécie, não quer que o tatu seja retirado de seu habitat. Outros teriam assustado e maltratado o bichinho ou mesmo levado pra panela, mas eles só filmaram e fizeram carinho.

    ResponderExcluir
  12. Do jeito que ele se comporta com humanos, não me espantaria se ele já vivesse em um cativeiro! E alguém com medo do crime que estava cometendo o largou à própria sorte. Humanos, de humanos não têm nada.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪