21/07/2014

A história do último dia de vida deste cachorro vai te emocionar



Gente, a história é bem triste e é preciso ter coragem mesmo.... Sempre ficamos parados questionando se devemos fazer ou não a eutanásia, né mesmo? eu já fiz e não é mole..... Agora, não teria feito todo este ritual não....
---------------------------------
du
O cão Duke nem sempre teve uma vida simples. O labrador foi um cão abandonado e viveu nas ruas de Houston, Estados Unidos, por bastante tempo até que em 2011 ganhou um lar. Ele recebeu abrigo, alimento, carinho e muito amor.
Infelizmente ele viveu apenas três anos nesta nova vida, pois desenvolveu um câncer incurável no osso
de uma das pernas dianteiras. Na tentativa de acabar com a doença, teve o membro amputado, mas o câncer se espalhou ainda assim.
No último dia 7, sua dona Jordan Roberts levou Duke para a última consulta no veterinário. Foi quando ela soube que não havia mais nada a ser feito e que seu amado cão precisaria ser sacrificado. O procedimento foi marcado para o dia 13, mas antes Jordan quis prestar uma última homenagem a seu cão e pediu que uma amiga fotógrafa, Robyn Arouty, registrasse o último dia de vida de Duke.
“O seu tumor estava crescendo rapidamente e nós estávamos sem opções. Durante o dia ele aguentava a dor, mas piorava muito durante a noite e foi ficando cada vez intenso. Com o tempo o tumor começou a separar suas costelas. Lutamos com a decisão de deixar Dukey ir, mas no final fizemos tudo ao nosso alcance para protegê-lo de mais dor”, escreveu Jordan em seu perfil no Facebook.
Para celebrar seu último dia de vida, Jordan, familiares e amigos, fizeram com que tudo fosse perfeito. Eles deram a Duke sua comida favorita, o levaram para passear, o rodearam de pessoas que o amaram e tiveram certeza de que sentirão muita saudade.
Os momentos do dia foram registrados em fotos e publicadas no Buzzfeed. Abaixo reproduzimos o conteúdo traduzido.
Não se importe se lá pela terceira ou quarta foto você se pegar soluçando muito com lágrimas escorrendo pelo rosto.
Eu morri Hoje. Por Duke Roberts
01

E comi um monte de hambúrgueres… Fizemos uma festa!

E eu ri.

02

E pensei sobre o quanto sentirei falta daqui.

03

Nós contamos piadas.

04

Ficamos sérios.

05

Meus vizinhos vieram me ver. Eles são gêmeos. Quando alguém ofereceu a eles um hambúrguer, um deles disse: “Não, obrigado. Não quero tirar nada do Duke”. 

06

Kristen veio me ver. Ela é sexy. Ela é minha cabeleireira. E minha amiga…

07

Enquanto esperávamos o veterinário chegar, Kristen disse que iríamos sair para caminhar. Então alguém sugeriu: “Que tal irmos brincar no parque aquático descendo a rua?”. Então nós fomos!

08



Sabe que vou sentir sua falta, né?

duke123

E a sua também, certo?

011

Preciso que me ajude a cuidar da minha família.

012

Você me ouviu? Isso é tudo que quero.

013



Hoje ficamos molhados.

014



Hoje nós sorrimos.

015



Hoje nos sentimos gratos.

016



Hoje nós quebramos as regras.

017



Ouvi o barulho das crianças brincando ao longe e pensei em meus dois bebês em casa. Eu amava protegê-los.

018



Hoje eu relaxei.

019



Não senti dor. Ainda que o tumor tenha crescido tanto.

020



Hoje eu me senti amado.

021



Eu disse adeus a minha linda amiga Kira. Ela me viu em pé no meio de todo mundo antes do veterinário dizer que estava na hora. Eu estava animado, pulando e feliz.

022



Bem, eu não disse adeus, eu disse até mais.

023



Deus, eu tive sorte. Nosso tempo juntos foi curto, mas todos vocês me deram uma segunda chance e vivemos isso juntos. Vocês amam quando eu os olho e eu nunca deixarei de olhar.024



Para sempre, Duke.

025

Abaixo um vídeo de três anos atrás, quando Duke foi adotado:

8 comentários:

  1. fabiola ratton21/07/2014 13:49

    Eu morri de chorar com essa história. Eu adotei uma cachorrona idosa que apareceu em frente a minha casa num dia de tempestade. Ela tinha dono pq estava com uma coleira muito podre e já tinha passado por uma mastectomia. Anunciei como perdida, mas nunca apareceu ninguém e jamais saberei a história dela. Ela ficou com a gente quatro anos. Tinha displasia e já não andava bem, era quase cega. Morria de medo de chuva e fogos e foi uma benção quando ficou surda. Teve mais um tumor nas mamas, que foram retiradas. Teve metástase e foi operada novamente. Fazia um ano e meio dessa cirurgia, ela começou a dar sinais de demência, na sua última semana ela passou a bater a cabeça nas paredes e a gritar, mordia os lábios até sangrar. Não tivemos outra escolha, deixá-la viver mais alguns dias ou semanas daquele jeito não dava... O consolo é que ela realmente não estava mais consciente. Ver esse cão ainda sorrindo e interagindo com a família, deve ter sido muito difícil pra eles...Sofremos muito com a partida da Valentina, mas pensar nesses quatro anos em que ela foi tão feliz me faz um bem... Quando penso nela só me vem a imagem de felicidade dela dormindo segura em sua cama, com a barriga pra cima, e dos abraços e beijos que eu dava naquela ursa gigante.
    Tomei a decisão de só adotar cachorros idosos depois que os dois que tenho agora nos deixarem.

    ResponderExcluir
  2. eu não teria coragem como não tive com nenhum dos meus, é preciso dar-lhes assistencia ate´ultimo minuto, se não fazemos com uma pessoa porque fazer com um animal?

    ResponderExcluir
  3. Depois de desabafar com A Sheila resolvi postar aqui todo o sofrimento que estou passando hoje.

    ... "Muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito obrigado Sheila pelo retorno!

    Eu fiquei desesperado e na hora a primeira pessoa que veio no meu pensamento foi você.
    Estava lendo a história do cachorro e por uma dessas coincidências da vida, o telefone tocou. (minha mãe me dando a notícia)
    Doe e nessas horas fico sem saber o que fazer, porque queria doar um pedaço de mim para ela.
    É muito pouco tempo de convívio para tanto amor e alegria que eles nos oferecem.

    Já sabia como era essa dor do sacrifício, mas não tem jeito mesmo sabendo, impossível controlar.
    Os peludinhos da casa dos meus pais viram estrelas depois de muito tempo de convívio e isso aumenta a dor
    na hora da despedida e pior, quando tem que sacrificar, eu morro junto.

    segue anexo uma das últimas fotos feitas no celular.
    Dentro dessa foto tem 22 anos juntos de uma convivência que sera eterna de amor e alegria.

    perdão pelo desabafo

    Carlos



    obs: Hoje uma das minhas irmãs (assim são tratados nosso peludinhos em casa, fazem parte da família) e companheira de vida virou uma estrela lá nesse céu infinito e cheio de surpresas boas, seu nome Vitória.
    A Vitória da vida de quem foi abandonada na rua, e a Vitória de nome por termos encontrado ela no inverno e devolvido a ela a alegria de viver e ser feliz ao nosso lado por 22 anos!!!!

    Morri de saber que ela sofria e não tinha mais jeito...
    tudo o que poderia ter sido feito, foi,ela se foi...
    Hoje morri mais um pouco.
    Brilha meu Anjo Negro de olhos verdes, Brilha para Sempre nesse céu meu Diamante Negro!!
    para sempre vou te lembrar e amar...
    perdão pelo desabafo

    ResponderExcluir
  4. maria do carmo21/07/2014 20:44

    Me acabei de chorar....

    ResponderExcluir
  5. Perdi o grande amor da minha vida, tem oito anos. É muito difícil vc ter que parar o sofrimento de quem te amou por doze anos anos. Choro até hoje a sua partida. As pessoas dizem que fazer eutanazia é cruel, que não fazemos com os humanos, pq fazer com eles? Se nós pudessemos escolher, eu preferia acabar com a dor insuportável, do que viver dopada. Mas cada um com seu cada um. No meu caso, não me arrependo, ela já não comia e não bebia agua. O cancer foi um dos mais agressivos, boca e esófago. Como vc deixar o seu amor morrendo ali a mingua diante de vc, e não fazer nada? Foi duro deixa-la, mas sabe o que me conforta? Na hora de colocar ela para dormir, ela deu a patinha p a vet, como se dissesse, me deixa ir. As dores eram 24 horas sem cessar, foram 3 meses. Enquanto ela teve qualidade de vida, nem me passava pela cabeça. livra-la da dor. Mas doi e muito. Nesses 3 meses, ela pode fazer de tudo, sem regras e nem censuras. Eu sabia, o vet tinha me dito que eu a teria por pouco tempo. Desculpem o desabafo, mas a história desse cão, trouxe as lembranças dessa fase tão difícil da minha Nuã. Eu realmente espero um dia reencontrar todos que á passaram na minha vida, principalmente minha negona!!!!

    ResponderExcluir
  6. Sei bem o que é isso, porque perdi meu vira lata Buiú para o câncer em 08.10.2012, quando este tinha apenas sete anos. Sempre o tratei como se fosse um sultão, dormia a meu lado apesar do tamanho e sempre fiz de tudo para vê-lo feliz, mas quando descobri a doença já era tarde, porque ela veio tão rápido e tão silenciosa... Juro que fiz até mais do que estava a meu alcance para salva-lo, mas não existem milagres. Quando ele parou de comer, beber e me reconhecer, tive que leva-lo para dormir, pois eu jamais permitira que sofresse, que sentisse dor, pois seria egoísmo de minha parte.
    Nenhum animal merece sofrer, nenhum. Ele ainda vive em minha mente e meu coração, mas ainda não superei sua ausência, mesmo com outros treze cães ao meu redor, pois cada um deles é tão precioso quanto o ar que absorvo e para cada um que se vai, minha respiração se torna escassa. Foi-se a Madona, já velhinha no início do ano e a Golda no início desse mês. Quando o último se for, quero ir em seguida.

    ResponderExcluir
  7. Não paro de chorar...Não sei o que escrever...Desculpe.

    ResponderExcluir
  8. quase morri de tanto que chorei, tinha recebido por email, meu Deus que como emociona e machuca a gente,e ainda vejo e choro, não tem como é lindo e triste ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪