12/06/2014

Após dançar com galo amarrado ao pênis, artista paga multa



Isto é arte? tinha que dar muitos tabefes nele... pior que nestas papagaiadas nunca sabemos o que acontece com os bichos depois ... detalhe que o nojento dá entrevista com um gato no colo... palhaço!!!!


O artista plástico Steven Cohen foi punido pela justiça francesa por praticar gesto obsceno em público. Durante intervenção artística, ele dançou em frente à Torre Eiffel com um galo amarrado ao seu pênis (assista ao vídeo abaixo). Apesar de alegar que a performance era uma forma de expressar a arte e a liberdade sexual, Cohen foi preso em setembro, quando fez a intervenção, e julgado nesta segunda-feira (5). Por conta de sua exibição, ele não ficará preso, mas pagará uma multa de mil euros ao governo da França. Sua atuação durou 10 minutos, tempo que a polícia demorou para intervir na situação.

11 comentários:

  1. Achei que já tinha visto tudo mas quando um animal é usado sem o menor respeito, a arte perde sua beleza.

    ResponderExcluir
  2. Será que ele queria mostrar ao "pintinho" o que ele seria quando crescesse??? Idiota!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge Romano12/06/2014 20:38

      Acho que não. Aquilo é caso perdido. Talvez fosse alguma simpatia para se livrar do "incomodo" sem utilidade. Eu queria ver ele fazer isso com um galo que conheci. Ele fugiu e botou 2 PM para correr de dentro de uma cabine, Teve um que chegou a puxar a arma.

      Excluir
  3. O vídeo mostra 3 exposições deste artista, porém, só uma delas me pareceu coerente, aquela em que ele se mostra no lixão, além de ter sido bem original diante da pessoa dele, a exposição não agrediu nada ou ninguém. A exposição que fez com o galo não ficou legal, pois ele deveria ter utilizado um cavalo, aí sim, seu protesto seria bastante interessante...

    ResponderExcluir
  4. queria vê-lo dançando c/ uma melancia atada ao bigolinho.

    ResponderExcluir
  5. Jorge Romano12/06/2014 20:32

    Um absurdo. Vá lá que ele não faça o uso adequado do seu "artista", mas o que o galo tem com isso. Que raio de arte é essa? Ver uma coisa dessas é de dar medo até de dormir. Vai que se sonha com essa visão do inferno. Coitado do galo.

    ResponderExcluir
  6. As custas dos animais esse "artista" conseguiu chamar a atenção para a insignificância da sua "arte", Veja que ele usa penas numa fantasia, veste couro de zebra na outra ... o indefeso do galo .... que dificilmente foi para um santuário... e sabe-se lá o destino do gato.... maldito enfermo ! Evelina

    ResponderExcluir
  7. NORMA VALLE: O "babaca" é um idiota no mais alto grau. Ele deve ter usado o pobrezinho do galo porque em inglês "cock" (galo) corresponde ao que em português chamamos "pinto".(O órgão sexual masculino). Nem assisti ao vídeo. É um desgraçado e que morra queimado no fogo do inferno!

    ResponderExcluir
  8. Hoje, tudo é arte! Vi uma louca - creio que na Alemanha - em pé, sobre cadeiras, atirando "bolas" de tinta, que estouravam quando caiam ao chão, de sua vagina, em plena rua. Quanto a esse imbecil, deveria ter ido parar atrás das grades e por lá ficado. Por falar em galo: alguém sabe o que aconteceu com o galo que foi deixado na pracinha, próxima ao metrô do Rio, e que era amigo da galinha e do outro galo que foram resgatados? E a galinha, o galo e os pintinhos que foram resgatados, alguém sabe se estão bem?

    ResponderExcluir
  9. Que arte? Ele precisava do galo, pois ele mesmo, não é nada! Cadeia por usar um galo para se promover, coitado do bichinho sendo arrastado.

    ResponderExcluir
  10. A imbecilidade humana não tem limites mesmo. Faltou o espanador enfiado no c...

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪