11/06/2014

A história do bebê rinoceronte - Africa do Sul



Leia abaixo a história do bebê rinoceronte que encontrei hoje pela internet. Publiquei ontem só o vídeo imaginando que ele teria sido vítima de caçadores.  Agora, fiquei encantada com o trabalho da ONG Hoedspruit Endangered Species Centre que está cuidando do pobrezinho. Eles oferecem um programa para estudantes e se não fosse minha idade, eu já estava lá. CLIQUE AQUI para ler em português. Veja, também, um outro vídeo do Gertjie que é o nome dele:



O rinoceronte da foto acima é o pequeno Gertjie, de apenas quatro meses de idade. Ele foi encontrado chorando incontrolavelmente depois de ver sua mãe ser brutalmente assassinada por caçadores. Gertjie foi
resgatado em 7 de maio por funcionários do Hoedspruit Endangered Species Centre, um centro de espécies ameaçadas de extinção na África do Sul. Ele estava ao lado do corpo de sua mãe. 

Segundo os funcionários, o filhote chorava muito e não queria abandonar o corpo de sua mãe, que foi assassinada por causa de seu chifre, que pode valer mais do que ouro no mercado negro. Foi preciso sedar o animal para conseguir transportá-lo para o centro. O bebê não conseguia dormir sozinho e conquistou os corações dos funcionários do centro. Gertjie passou sua primeira noite no centro com um supervisor humano e uma ovelha chamada Skaap, que atua como a mãe de aluguel para os animais de lá. 

O centro também criou um canal ao vivo para que as pessoas possam assistir Gertjie enquanto faz suas caminhadas, toma banhos de lama ou pasta. Hoje, Gertjie se recupera lentamente. Mas ainda tem dificuldade de dormir sem alguém por perto. Os funcionários se revezam para alimentar o animal a cada três horas e dormir do lado de fora de seu quarto. 

A equipe agora procura doações para ajudá-los a manter o leite livre de gordura em estoque. Rinocerontes só desmamam entre 15 e 18 meses de idade. O centro irá cuidar de Gertjie até que ele esteja pronto para ser reintroduzido em uma reserva de vida selvagem.

Fonte: EXAME

5 comentários:

  1. Enquanto for permitida a caça esportiva na África, os ameaçados de extinção serão vítimas dessa corja humana.

    ResponderExcluir
  2. rosa elisa villanueva11/06/2014 11:34

    Que lindo. Ainda quero ir para um desses centros de resgate de fauna nativa na África e ser voluntária.

    ResponderExcluir
  3. Muito linda a história de resgate, cuidados e proteção mas também triste demais a perda da mamãe rinoceronte e o que acontece com esses maravilhosos e indefesos seres.

    ResponderExcluir
  4. Tudo o que poderia acontecer de triste aconteceu com este bebê que viu sua mãe ser morta, agora precisa esquecer imagens ruins e receber da espécie humana e da própria espécie a recompensa merecida por ter suportado sem morrer chorando.

    ResponderExcluir
  5. Jorge Romano11/06/2014 21:53

    Trabalho maravilhoso da ONG, mas a história muito triste, só de imaginar o choro, e agora deu ainda mais pena pelo bebezão não poder ganhar um colinho. Com todo o tamanho a cara é de uma criança triste. E eles é que são tidos como selvagens.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪