28/05/2014

Foto do dia: cachorrinho expulsa pintinho do dormitório

Cãozinho safadchinho....


9 comentários:

  1. Jorge Romano28/05/2014 10:04

    É no que dá ter uma mãe galinha. O coitado do pintinho ficou desolado e certamente com frio. É muita folga.

    ResponderExcluir
  2. Cá pra nós: ela bem que gostou do travesseiro macio e quentinho. Coitado do pintinho!!!! Mãe ordinária essa dele.

    ResponderExcluir
  3. coitadinho do pequeno cachorro que também sente a falta da mãezinha dele, e também sente frio...esta tâo encolhidinho....

    ResponderExcluir
  4. enquanto discute-se que um padre que matar os pombos uma galinha esquenta um filhotinho de cachorro para ele nao sentir frio e deixa o proprio filho de fora, isso é amor e sabedoria em viver entre as raças, coisa que os humanos nao aprenderam ate hoje! que sirva de exemplo!

    ResponderExcluir
  5. Aposto que quando ela percebeu, abriu uma das asas para abrigá-lo também. Sabem como é: coração de mãe sempre cabe mais um, assim como as asas, o bumbum...

    ResponderExcluir
  6. Numa manhã muito fria, com intensa garoa, vi que tinham abandonado em meu portão uma caixa com 14 filhotinhos de cachorro, todos muito debilitados e com menos de 1 mês de vida. Tenho muitos cães e o local mais seguro para os filhotinhos era um quarto nos fundos de casa. Coloquei-os numa banheira forrada com cobertores. No dia seguinte, levantei cedinho para cuidar deles e, ao entrar, fiquei surpresa quando vi minha galinha deitada sobre eles. Fiquei sem entender sobre a maneira de como ela teria conseguido sair de seus "aposentos" e entrar no quarto, pois estava tudo trancado e eu, muito burra, pensei que fosse porque lá estava quentinho. Então arrumei uma caixinha com cobertor para a galinha e a coloquei na prateleira. A coitadinha, num gesto desesperado, pulou do meu colo de volta para a banheira. Estranhei esse comportamento pois ela é de estimação e adora ficar abraçada comigo. Então peguei-a novamente e mostrei a caixinha que seria para ela e falei para que ficasse lá. Ela novamente pulou desesperada na banheira. Só então notei o seu gesto de abrir as asinhas puxando os filhotinhos para debaixo de si com muito cuidado e carinho. Dias depois descobri que ela entrou no quarto por uma abertura no telhado. Como ela percebeu filhotinhos lá dentro eu não sei, pois ela nunca havia entrado lá... e assim ela cuidou de todos até mesmo quando eles já estavam maiores que ela. Nunca os abandonou. Não saía da banheira por nada. Eles faziam a maior festa com ela. Com o passar do tempo eles foram sendo adotados e a pobrezinha só saiu do quarto quando já não tinha mais nenhum filhotinho lá...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wagner: você, com apenas 3 palavras, demonstrou sua sensibilidade com o assunto. Que bacana ! Forte abraço !

      Excluir
  7. Quem sabe sua experiência de mamãe galinha sacou que o mais carente era o totó e deixou ele curtir um pedaço de asa quentinha e fofa até ele acordar.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪