22/04/2014

Manifestação contra Construção do Macumbódromo


A única manifestação iniciada contra o raio do macumbódromo aqui no Rio de Janeiro, foi através da ASD - Animais sujeitos de Direitos. Gostaria de pedir que endossassem a campanha copiando o e-mail e enviando para os deputados. Saibam sobre o caso lendo nossas postagens a respeito e logo abaixo as palavras da representante do movimento, Beth Ribas.



---------------
Date: Sat, 19 Apr 2014 20:32:43 -0300
Subject: Solicitação aos Deputados do Rio de Janeiro - Construção do Macumbódromo
From: animaisujeitosdedireito@gmail.com
To: samuelmalafaia@alerj.rj.gov.br
CC: andrecorrea@andrecorrea.com.br; iranildocampos@alerj.rj.gov.br; myrianrios@alerj.rj.gov.br; robertohenriques@alerj.rj.gov.br; wagnermontes@alerj.rj.gov.br; psdandreia@gmail.com

Prezados Deputados :

Nosso Grupo de Proteção Animal , ASD, Animais Sujeitos de Direito, assim como os evangélicos, também é contra a construção do macumbódromo,pois, não podemos incentivar a violência em nossa sociedade.

O sacrifício de animais em rituais religiosos também é prática mal vista por toda a sociedade.Rituais
onde os pés dos cabritos são impiedosamente cortados,onde os frangos ainda vivos, recebem cortes profundos e tem seus corações expostos , onde cães são degolados, com cortes em cruz, onde os animais são deixados mutilados ou agonizando num sofrimento atroz., certamente há um sofrimento incalculável e sinceramente não acreditamos que sejam bem aceitos pelos orixás , que desejam tanto reverenciar. Desta maneira só confirmam que querem cultuar o mal !

Os cânticos ao som dos tambores, a comida , bebidas, charutos, flores e danças são com certeza lindas manifestações de fé, porém a matança de animais é incompreensível nos tempos atuais As ervas e seivas vegetais vêm para substituir a matança numa nova vertente destes rituais macabros

Queremos dizer que respeitamos a liberdade de culto e de fé, mas que isso não justifica a retirada de vidas.
Os integrantes do candomblé se baseiam em direitos constitucionais, nós mais ainda, pois os animais são tutelados pelo Estado por determinação Constitucional. Eles se justificam também, dizendo que o animal é consumido pela comunidade depois, mas nunca vi um despacho de rua ser consumido como refeição pelos matadores.Também se contradizem neste sentido, ou será que comem até cachorros e gatos ? Devem ser pretos e sem serem castrados, Por que ?

O que prova que não é para alimentação ! Somos a maioria . A Causa Animal tem conseguido mutas adesões diariamente, provando que existe um forte apelo por mais justiça e dignidade para nossos Animais, o que tornou, o Vereador Roberto Tripoli,conhecido como protetor de Animais, o mais votado em São Paulo,com 132.313 votos, liderando assim uma lista dos 55 nomes .

A liberdade religiosa não pode se sobrepujar à Constituição Federal Brasileira.! Sejam nossos aliados impedindo a construção desta "arena " sanguinária e faremos uma forte parceria a favor do progresso de nosso Estado e País.

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,rio-deve-ganhar-espaco-para-pratica-de-religioes-afro-brasileiras,1152630,0.htm

Elizabeth Cristina Ribas - Educadora do Ensino Fundamental - Rio de Janeiro Abigail Andrade - Neuropsicóloga e Psicopedagoga

Beth Ribas

ANIMAIS SUJEITOS DE DIREITO

22 comentários:

  1. Já enviei Sheila,
    Se me permite, gostaria somente de sugerir uma leve revisão no texto, por questões ortográficas (p. ex., espaçamento), só para garantir mais fidedignidade da parte receptora da mensagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, meu amigo.... eu o faria, mas, não gostaria de mexer no texto de quem me enviou, entende?
      abração e muito obrigado

      Excluir
    2. RELIGIÃO NÃO É TORTURA, AINDA MAIS, BASEADA EM TORTURA DO PRÓXIMO, NESSE CASO, OS ANIMAIS. ABAIXO O MACUMBÓDROMO ! ERA SÓ O QUE FALTAVA : A OFICIALIZAÇÃO DE UM CRIME CONTRA OS ANIMAIS ! SE O SACRIFÍCIO NA SUA RELIGIÃO É IMPORTANTE E FAZ PARTE DO RITUAL, TENHO UM CONSELHO : FAÇA AUTOSSACRIFÍCIO E DEIXE QUEM NÃO TEM NADA A VER COM A SUA FÉ , EM PAZ :OS ANIMAIS !! FATIMA E GILBERTO

      Excluir
  2. VERA LUCIA RICARDO22/04/2014 13:18

    Já enviei e-mail, compartilhei no face e repassei para meus contatos por e-mail para que eles façam o mesmo.

    ResponderExcluir
  3. olá....
    Sou seguidor do grito do bicho a longa data..
    sempre respeitei e muito o trabalho realizado por vocês porem dessa vez vocês estão com criterios deturpados.
    Sou umbandista e totalmente a favor da construção do local..
    por varias questões de principio que acredito não serem necessarias esclarecer aqui...
    porem uma dessas questões é a questão AMBIENTAL e a preocupação com limpeza de locais de mata e locais publicos.
    O titulo do texto é totalmente equivocado, uma vez que generaliza o macumbodrmo como local de matança de animais.
    quando na verdade é realmente o oposto.
    Fica a minha critica e sugestão para que o texto seja revisto e elaborado de uma forma que somente o ABATE ANIMAL seja o foco e não a construção de um local para a manifestação religiosa.
    Digam não ao SACRIFICIO ANIMAL sem atingir as religioes de matriz africana.

    fica o meu manifesto....
    desde jah agradeço a atenção de todos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Junior,

      eu não entendo nada sobre religião então vou perguntar para você :) será que não daria para utilizar o simbolismos na hora de sacrificar animais?
      Será que os terreiros não poderiam trabalhar á favor dos animais, criando outras formas de oferendas.
      Eu sou á favor do local, para que todos possam manifestar suas crenças principalmente em segurança (nos dias de hoje é bom né) mas teria como melhorar as coisas?
      Obrigada.

      Excluir
    2. Oi Junior
      agradeço muito o carinho por nosso trabalho. Fico orgulhosa de ter um leitor como você.

      Quanto a sua colocação, amigo, em nenhum momento estamos sendo contra o local de oferendas, mas, com a maneira que será controlado as tais oferendas. Não acredito que vá haver um guarda na porta dizendo: tem bicho vivo ou morto aí? não pode heim? Eu conheço a umbanda, pois, freqüento ainda centros espíritas. Mas, vou te contar uma história para ilustrar o que penso:

      Todo final de ano eu ia oferecer rosas em uma cachoeira que fica ali por perto da subida do Alto da Boa Vista. Em 1975, estava eu com meu fusquinha, minha mãe e filho indo para lá, quando nos deparamos com o mesmo local, lotado de kombis e uma cantoria em diversos pontos.

      Fiquei na dúvida se descia ou não, pois, aquele local antes de paz e ligação com a natureza, havia sido tomado por vários grupos pseudo-religiosos. Havia uma quantidade enorme de vidros quebrados pelo chão, despachos horrendos e com santos manifestados em vários homens e mulheres presentes.

      Enquanto olhava o que havia se tornado aquele local, vi uma "pomba-gira" manifestada rodando uma galinha por uma das patas. Desliguei o carro imediatamente e falei para minha mãe e filho ficarem dentro do carro. Fui ao seu encontro e pedi malei-me para aquele pobre ser. Entre eu e a mulher manifestada havia uns 4 metros de cacos de vidro espalhados. Ela, debochando falou: vem buscar... mas, descalço....

      Não pensei duas vezes, fui e consegui pegar o pobre frango branco cheio de sangue e com a pata quebrada. Minha mãe desesperada de dentro do carro assistia, mas, distraia meu filho para não ver a cena. Fiquei um tempo tirando os cacos do meu pé que chegou a sangrar um pouquinho. Voltamos para casa com o "Cocó" e nunca mais fui fazer oferenda de tanto horror que tive daquele local.....

      Eu só quero saber quem vai garantir que os freqüentadores não vão matar animais ou levá-los mortos. E outra coisa, este papo de meio ambiente se tem como resolver de outras formas e não legitimando estas pessoas que promovem incêndios e poluem o meio ambiente. Isto é que está errado e o governo tem mais é que "educar" estas pessoas que conseguem destruir o meio ambiente desta maneira.

      Desculpe o desabafo, mas, este papo que é por causa do meio ambiente me causa náuseas vendo o que estes mesmos políticos deixam acontecer na Baia da Guanabara. É muita cara de pau! E que o diga o Mário Moscatelli.

      Excluir
    3. Junior, respeito e admiro os Orixás, bem como a liberdade aos cultos religiosos desde que respeitem as vidas sagradas dos animais criados por Ele. Tradições milenares que desprezam vidas de animais já tiveram o seu tempo de sangue, horror e morte. A hora atual é de uma Terra em reformas para progredir e evoluir, onde o mais forte proteja o mais fraco em nome de Deus, se é que queremos ser atendidos nas preces que Lhe fazemos por saúde, liberdade, proteção e vida para nosso lar e nossos filhos. Oferendas são sagradas, sim. Animais VIVOS E FELIZES, também.

      Excluir
    4. Júnior, boa noite!
      Também sou umbandista, mas a Umbanda a que me refiro é aquela criada aí, no Rio de Janeiro, em 1920 (ou 1930, se não me falha a memória). Nela, não há influência africana, de cultos como Banto, Gege, Ameríndio ou outros. É a Umbanda da caridade, que não aceita pagamentos ou ofertas pelos atendimentos prestados a seus consulentes. A Umbanda onde o Senhor Caboclo das Sete Encruzilhadas disse a seu médium Zélio de Morais, de apenas 17 anos, que todo trabalho seria feito por amor ao próximo, com respeito e dedicação. Nela, não há bebidas, cigarros, sacrifícios de animais ou trabalhos para ceifar a vida de nenhum irmão; nela, Exus são soldados, guardiões dos portais espirituais que os Pretos Velhos e Caboclos utilizam para ajudar seus filhos necessitados de socorro e amparo. Nela, não há entidades beberronas nem devassas como muitos centros ditos de Umbanda apresentam seus Exus e Pombas-Giras. Já frequentei esse tipo de terreiro, aliás, já trabalhei num desses. Quando entrei, deixei claro que não permaneceria lá se houvesse imolação de animais e mesmo depois de garantirem que não, presenciei um sacrifício. Fiquei desesperada com o que vi: um galo preto sendo morto a dentadas para "salvar" a vida do cambono chefe do terreiro, o mesmo cambono que suicidou-se, meses depois, utilizando o punhal do seu próprio Exu. Levei tempo para sair de lá, tinha medo. Medo de que descontassem em cima dos meus animais de estimação que são a minha fortuna, minha vida. Desde então, comecei a ler, estudar sobre a verdadeira Umbanda e descobri um mundo muito diferente do que vi lá dentro.
      É contra essa prática equivocada, dita de Umbanda, que estamos manifestando.
      Lamentavelmente, os médiuns são como "vaquinhas de presépio" de seus pais de santo. O que eles falam é lei e ninguém contesta, ninguém questiona: eles mandam e os filhos obedecem. Eu questionava e me negavam respostas dizendo sempre "mais pra frente" que nunca chegava.
      Mal sabem eles o que acarretam para si do lado de lá.
      Infelizmente, a falta de conhecimento dos próprios umbandista ajuda a disseminar o que hoje muitos chamam de intolerância religiosa. Nada mais é do que a opinião formada pelo povo que vê o que esses terreiros fazem, o mal que fazem contra o seu próximo.
      Pense nisso!

      Resposta do Caboclo da Sete Encruzilhadas aos espíritas: “Para que nomes? Vocês ainda têm necessidade disso? Não basta a minha mensagem? Se é preciso que eu tenha um nome, digam que sou o Caboclo das Sete Encruzilhadas, pois para mim não existem caminhos fechados”.

      Excluir
    5. Mensagem esclarecedora e objetiva.
      Há sempre um jogo de palavras daqueles que se dizem perseguidos por professarem religiões de matriz africana. Respeitar a prática religiosa sempre. Defender rituais de dor, sofrimento e morte, jamais!
      Toda vida é importante, pois é criação de Deus.

      Excluir
  4. Oi Junior, concordo com você. Infelizmente ter ou não um macumbódromo não muda a consciência da pessoa em relação aos maus tratos aos animais. Acho arcaico e cruel esta prática, sou simpatizante da religião Umbanda, mas radicalmente contra a práticas de tortura e morte de seres inocentes que nada tem a ver com as necessidades e desejos dos praticantes religiosos que na intenção de obter o que esperam são capazes de qualquer ato. Abomino e acho sinceramente desnecessária tal pratica bestial. Animais são vida e vida de Deus, não podem ser usados como mercadoria de barganha espiritual.

    ResponderExcluir
  5. Nossa Sheila, chocante seu depoimento!!! O pior é que realmente as coisas são assim para o pior . Que coragem a sua, mas quando se salva o que é de Deus, Ele agradece e protege de todas as formas quem se doa em prol do bem e principalmente luta para defender o mais fraco.

    ResponderExcluir
  6. DEIXEM OS ANIMAIS EM PAZ. MAS O CORAÇÃO DO PERVERSO É CRUEL. QUEM PLANTA O MAL COLHE O MAL.
    Simone V

    ResponderExcluir
  7. Estão preocupadinhos com o meio ambiente? ótimo, pois eu também estou! Então, vamos lá caros Srs., extirpar desses lindos morros do Rio de Janeiro, essas horrendas favelas. Vamos proibir essas pessoas ignorantes e sem classe de comerem enquanto se refastelam ao sol nas praias, pois isso além de falta de educação é anti-higiênico e polui às areias e o mar, vamos encarcerar - e jogar as chaves das celas fora - esses pichadores que sujam e depredam tudo. É caríssimos, a lista é longa, infindável, mas vocês veem apenas o que lhes interessa, não é? Vão procurar o que fazer e, antes que eu me esqueça, vão ser felizes!

    ResponderExcluir
  8. Os Santos que me perdoem, mas eu tenho nojo desta gente macumbeira, por causa disso, sacrificam os animais em nome dos santos, morram eles!

    ResponderExcluir
  9. Não sou umbandista, mas católico. Já li horrores neste espaço contra a minha religião, por generalizações absurdas (responsabilizam p.ex. a Igreja pelas touradas (!!!) e nunca em minha vida - com a exceção de uma freira espanhola - vi um católico defender touradas. Pelo contrário, em geral nós somos contra. Agora, sobre esses horrorosos sacrifícios, minha saudosa mãe certa vez recortou, creio que de "O Dia", um artigo de um babalorixá que se opunha, e com argumentos de peso, a essas matanças. De fato isso é coisa de fanáticos. Miguel.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Eu sou Umbandista e NUNCA no Terreiro que frequentei/frequento minha vida toda, NUNCA vi ou houve qualquer tipo de sacrificio animal e olha que há mais de 30 anos !!! Realmente os Santos não querem isso!!!! Como tbm Jesus não quer em seu aniversario ( Natal) um moooonte de bichos mortos para o ritual natalino, eu tenho certeza que Jesus era vegetariano e seguia a risca os 10 mandamentos de seu Pai e um dele é NÃO MATAR ( e nao mesmo, nem para comer) Ler em Gênesis quando Deus criou os animais para nossa companhia e as sementes/folhas/frutos para a alimentação de todos, Deus não os criou para serem devorados!
    Sou vegetariano e defensora ferrenha dos animais . Tem um local aqui chamado " Santuario Religioso das Religioes Afos" e tem sim varios seguranças na porta e andando pelo santuario pq lá é PROIBIDO MATAR ANIMAIS e tem varias placas e vigilancia , matar animais é coisa de gente ignorante mesmo.... Rituais ridículos e sem qualquer tipo de noção, como os Judeus tbm fazem , os Muçulmanos e varias religiões, infelizmente.
    E não odeie todos os "macumbeiros" pq NAO são todos que ainda matam.... eu ODEIO com todas minhas forças quem maltrata/mata animais inclusive para comer, já que está mais que comprovado que NAO precisamos da carne .
    E que um dia, todos sejam vegans!!!
    Parabéns Sheila, mostre para eles que dá sim para fazer esse santuario sem MATANÇA pois MUITOS Umbandistas não fazem e não é certo as pessoas generalizarem.
    Abomino qualquer crueldade e ao meu ver um frango assado, frito, cozido, em um ritual ( novamente falo que há mais religiões que fazem) é a mesma crueldade e não me venham mesmo ,com esse papo " ah mas para comer,,,,, " pesquisa o quanto esse frango/boi/cordeiro sofreu para chegar aos pratos/churrasco e o sofrimento das galinhas na indústria dos ovos... CHOCANTE como um frango num ritual, coisa bárbara e nojenta.

    ResponderExcluir
  12. Elizabeth Ribas22/04/2014 20:59

    Encaminhei o texto para o Samuel Malafaia , pq ele é um dos Deputados evangélicos que conseguiu vetar o projeto, no tempo do Carlos Minc, que é o autor do Projeto. O outro é o Arolde de Oliveira, dono da maior gravadora gospel do Brasil. Vou encaminhar denúncias em vários lugares, Ministério Público , Comissão de defesa Animal da OAB, outros deputados ,
    vou sair pedindo apoio, pq este projeto é duplamente inconstitucional . Primeiramente os Animais são contemplados com a Tutela do Estado e seus Direitos devem ser respeitados ou pretendem dar maus exemplos de descumprimento da Carta Magna Brasileira ?
    e para nos apoiar mais ainda, a revista "ISTO É" denuncia que :A construção do macumbódromo é ilegal porque, pela Constituição brasileira, nenhuma instância do governo pode destinar direta ou indiretamente recursos em obras ou em atividades ligadas a crenças religiosas "
    http://portalsena.com.br/macumbrodomo-do-rio-de-janeiro-vai-custar-1-milhao/

    Vamos juntos , rumo à LIBERTAÇÃO ANIMAL !

    ResponderExcluir
  13. Jorge Romano22/04/2014 21:20

    A tendencia em todas as coisas é a evolução e as religiões (TODAS), também precisam evoluir e conter as necessidades primordiais de suas origens. Em uma época em que se fala cada vez mais de veganismo, não há espaço para defender matança de animais em rituais, seja lá em nome do que quer que seja. Qual entidade de luz que necessita de sangue para evoluir ou trabalhar??? Melhor desconfiar sempre desses espetáculos e da religiosidade dos seus praticantes. A maioria nada ensina, apenas faz show. Onde existe a caridade em rituais de matança??? Concordo com a Sheila, NINGUÉM vai fiscalizar o local, então não há como separar uma coisa da outra. Local apropriado para acender velas já existe no Alto da Boa Vista, sem risco de incendios na mata. Não é preciso macumbódromo (que nome).

    ResponderExcluir
  14. Legal as religiões afro já sofrem preconceito aberto dos evangélicos, mas vocês foram lá pedir a ajuda deles!

    Aqui em São Paulo é proibido fazer matança dentro do Santuário.

    Não sei se vocês vão conseguir proibir "a porcaria do tal macumbódromo", mas conseguiram perder o meu apoio!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  15. O macumbódromo é mais uma jogada política para desvio de verbas públicas. Em meu entendimento está é a causa primária. É nisso que o olhar deve estar atento, de onde virá esse dinheiro? Como? Quem são os envolvidos nesse projeto? Ficar disputando quem é mais ou menos fã ou gosta mais de animais não é solução, ao meu ver. Ou quem sabe, cria-se o mucumbódromo e institui-se uma multa para o caso de vir a ter matança de animais, para cada animal morto em ritual uma multa digamos de 500,00 e este dinheiro ser destinado para a proteção animal, através da criação de um fundo, fiscalizado por pessoas como a Sheila. A Natureza ensina que é na desgraça que surge a nova vida!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪