28/04/2014

Dillie, a bebê veado que ajudou uma mulher a vencer um cancro

Gente, que coisa mais linda.... O vídeo está em inglês, mas, abaixo está a história toda... Dillie, a veadinha, tem quarto e tudo mais.... é liiindo!!!!!!!!




Dillie não é apenas um animal de estimação. Esta fêmea de veado, recolhida às portas da morte quando tinha horas de vida, ajudou a veterinária Melanie Butera a vencer um câncer. Dillie recuperou mais de metade da visão, tem um quarto próprio e uma webcam para se mostrar ao mundo.

Em 2004, a veterinária Melanie Butera foi chamada a atender uma urgência invulgar: uma cria de veado,
com horas de vida, estava subnutrida, quase cega e tinha sido rejeitada pela própria mãe: estava condenada à morte.

Melanie Butera tomou conta do paciente  com a ajuda do marido, Steve Heathman. Como a bebé, com três dias de vida, ficou apavorada ao entrar no estábulo, o casal levou Dillie para dentro de casa. Foi aí que Heathman a alimentou durante alguns dias, pingando leite de cabra para a língua da veado até que esta conseguisse beber do biberão.

Com o tempo, Dillie ganhou um quarto próprio e até acesso à internet. Uma webcam transmitia o dia a dia da cria e proporcionou momentos insólitos: quando Dillie foi picada por uma abelha, fugindo do quarto, Butera recebeu de imediato uma sms a perguntar pelo estado de saúde do animal. O remetente? Um astronauta que estava fora da Terra, na Estação Espacial Internacional!

A principal aventura de Dillie começou nesse mesmo ano de 2004: Melanie Butera ficou a saber que tinha cancro. A companhia e dedicação da veado foram fundamentais para a humana lutar contra a doença. “Cada dia é uma benção”, repetia a veterinária.

Os seguidores da página de Dillie rapidamente se interessaram pela vida de Butera, enviando mensagens de solidariedade. Diariamente, a mulher apontava as mensagens com maior simbolismo. “Ajudou-me a encontrar um sentido na vida”, explicou.

As melhorias foram conjuntas: Dillie recuperou mais de metade da visão e Butera derrotou o câncer. Em 2010, a mulher resolveu contar a história em livro, a que deu o nome de “Dillie: Love on Hooves” (‘amor em cascos’): “o livro mostra como pessoas tão diferentes que nunca iria conhecer entraram na minha vida por causa dela. Será o meu legado. Mesmo que não venda nenhuma cópia, prova que isto aconteceu”.

Só que, no final do ano passado, o médico tinha más notícias para Butera. O câncer estava de volta. Melanie Butera continua a lutar contra a doença, com a ajuda de Dillie. A história destas duas guerreiras foi destacada pela edição de abril (nos EUA) da National Geographic.

Fonte: PT Jornal

5 comentários:

  1. DEPREZIVEL E DIGNO DE OJERIZA E ODIO É AQUELE Q VE MAIS VALOR NUM ANIMAL MORTO Q VIVO.

    UGO WERNECK

    ResponderExcluir
  2. queria ter um desse no meu quintal...

    ResponderExcluir
  3. É lindinho! Mas reparem no tamanho da veterinária - dá para imaginar qual a causa de seu câncer.

    ResponderExcluir
  4. Beth Vieira28/04/2014 21:12

    Ah o amor, só trás benefícios, sempre, pra todos...

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo! Mas reparem no tamanho do amor desta querida veterinária. Que a saúde lhe volte...Ela merece pela lindeza de seu ser.
    Iraí

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪