14/04/2014

‘Coleiras da dor’ deixam de ser vendidas na Amazon britânica

Tomara que a coisa aconteça no mundo inteiro...
_____________



Uma petição lançada no Reino Unido levou a Amazon UK a retirar as vendas das ‘coleiras da dor’, as correntes metálicas que têm uma série de ‘dentes’ que provocam feridas profundas no pescoço dos
cães. Estas coleiras são ainda muito usadas como ‘corretivo’ para cães de raças perigosas.

Os ativistas pelos animais estão a celebrar uma importante vitória no Reino Unido: a Amazon UK vai retirar qualquer venda das ‘coleiras da dor’, reconhecendo a pretensão dos milhares de signatários de uma petição online.

Está já em curso uma outra petição para que a Amazon dos EUA siga o exemplo da congénere britânica.

As ‘coleiras da dor’, cujo termo técnico em inglês é “prong collars”, são correntes metálicas que incluem uma série de ‘dentes’ salientes.

Com o movimento do cão e da trela, esses ‘dentes’ podem virar-se para dentro, provocando feridas profundas no pescoço do animal.

Vários donos têm abusado desse efeito, utilizando as coleiras como ‘corretivos’ quando os cães se portam mal ou para lhes reduzir a agressividade, em especial os de raças consideradas perigosas.

No texto da petição vem ainda referido que, em casos extremos, a má utilização desta coleira pode provocar a morte do cão por estrangulamento.

“Podem suprimir os comportamentos não desejados, mas não ensinam ao cão qual é o comportamento correto. No melhor cenário, são apenas desagradáveis, mas no pior podem levar o seu cão a agir agressivamente e até a mordê-lo”, explicava o texto.

“Um bom treino de obediência é suficente para tornar desnecessárias estas coleiras aversivas”, consta ainda no documento.

A petição incluía ainda a referência a “um recente estudo científico” que validava a pretensão: “os cães expostos a treinos aversivos são 15 vezes mais propensos ao stress e a mostrarem sinais de traumas mentais, quando comparados com cães com treinos de reforço positivo”.

10 comentários:

  1. uma coisa horrível como essa só podia ter saído da cabeça de um humano demônio.

    ResponderExcluir
  2. Isso não é 'corretivo', mas sim MALDADE. Como a pessoa quer 'educar' um cão, massacrando-o com estas correntes?

    Que dó do cachorro da foto.

    ResponderExcluir
  3. Como é possível um produto tão monstruoso, ignóbil e infame como esse ter obtido licença para sua fabricação e comercialização?!

    ResponderExcluir
  4. q coisa horrivel!! q desumanidade c os animais!!!!

    ResponderExcluir
  5. cara, isso eh horrendo, p/ dizer o minimo. vejam soh as feridas no animal. quem em sadia consciencia faz isso c/ seu proprio pet? q bom q tao sendo banidas.

    ResponderExcluir
  6. ESSA COLEIRA DEVERIA SER COLOCADA COMO CASTIGO NO PESCOÇO DO DONO QUE A COLOCAR EM UM ANIMAL, POIS SO ASSIM ELE SENTIRA A DOR DA CARNE RASGADA COMO O BICHO SENTIU!

    ResponderExcluir
  7. quem inventou essa coleira, deveria ter experimentado primeiro na mae

    ResponderExcluir
  8. Ana Lucia Nunes14/04/2014 20:50

    Terrível !!!
    Isso me lembra as forquilhas usadas nos escravos.
    Por mais que saibamos das maldades que o homem é capaz de praticar contra a sua espécie, constato a cada dia o quanto ele pode ser pior contra os mais fracos.

    ResponderExcluir
  9. Tem que ser colocada primeiramente em quem a inventou e nos que a fabricam e nos que a usam nos inocentes animais. Miseráveis e canalhas são os que fazem isso.

    ResponderExcluir
  10. ODEIO essa GUIA DE PREGOS, como digo e já reabilitei Cães traumatizados por esse TORTURADOR, como denomino!CULPA de ADESTRADORES mal informados... Me recuso a usar isso e tomo dos donos, despedaço e coloco aos poucos para reciclagem... Pego essa guia e coloco nos braços dos donos e capricho no tranco, como fazem com os pobres cães! Depois não querem etr cães agressivos e mordedores!!!! Ninguém aprende com PUNIÇÕES, Nãos & GRITOS! PROIBIR essa porcaria aqui no BRASIL e no mundo todo!!!Bem que o Cesar Milan poderia também ABOLIR essa porcaria... Ele não retira dos donos e ensina a usar! Um absurdo! Basta prestar atenção!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪