05/04/2014

Cão que vivia em porta de hospital à espera de dona ganha novo lar - PE

Estou batendo mil vezes na minha boca maldita, mas, não posso deixar de falar: este cão vai precisar de ficar em espaço limitado por um bom tempo até se acostumar com as pessoas. Do contrário ele vai botar pé na estrada e só Deus sabe o que pode acontecer com ele no trajeto de volta àquela Maternidade... Claro, os quase 400km de distância para onde foi não vão ser problema.... Já bati na boca mil vezes, mas, achei que a adotante não está preparada para ter um cão deste temperamento já que fala que ele vai morar num "sítio" com outros animais como boi, cavalo, etc.... Tomara que aqueles veterinários a orientem devidamente.... Jesus amado, acompanha este carinha, por favor!!!!!

G1 - 02/04/14


O cachorro Rossi, que vivia há mais de 3 meses em frente à Maternidade Barros Lima, no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife, desde a morte da dona, ganhou um novo lar. Apesar da
dificuldade de tirar o animal do local onde ficou, durante todo esse tempo, pela companheira de anos, Rossi agora faz parte de uma família do município de Itaíba, no Agreste de Pernambuco, a 331 quilômetros da capital pernambucana.

No dia de sua adoção, Rossi correu para se esconder quando percebeu que deixaria o pátio da maternidade. As tentativas de prendê-lo com uma coleira deixaram o animal ainda mais assustado. A nova dona, encantada pela fidelidade do bicho, esperava ansiosa a oportunidade de levar o cachorro para viver em um sítio, na companhia de outros animais. "Eu assistindo a reportagem, me sensibilizei. Minha irmã também trabalha nesse hospital. Ele vai morar em um sítio, nós temos uns cavalos e bois", conta  a pedagoga Patrícia Simone Bezerra

Para realizar a captura, uma equipe de veterinários do Centro de Vigilância Ambiental  (CVA) do Recife teve que sedar o cão para poder colocá-lo dentro da caixa adaptada. "Ele teve que ser acalmado porque estava um pouco agitado. Tivemos que amarrar o focinho, mas foi tranquilo. Antes, foi feito um exame clínico, onde foi diagnosticada uma conjutivite, mas já está sendo tratado", aponta a veterinária Jael Amaral.

Muitos funcionários viram o cachorro ser imobilizado e ficaram tristes por saber que não vão mais encontrar o Rossi na entrada do hospital. O auxiliar de serviços gerais Edvaldo Medeiros foi um dos que, nos últimos meses cuidou do cão. "Ele vai se embora assim, vai partir, vai deixar o coração da gente também partido. Vou sentir muita falta. Era um cachorro companheiro, seguia a gente para tudo que é lado", recorda o auxiliar.
A gerente da maternidade, Graça Correia, também veio se despedir do cachorro - bastante emocionada, conversou com o animal antes de ele seguir viagem. "É um filho para todos nós, que estamos dando em adoção. Ele vai ter um lar, vai ficar feliz", conta a gerente.

A história de  fidelidade
Rossi foi para a Maternidade Barros Lima em dezembro de 2013, acompanhando a dona. A mulher morreu vítima de complicações respiratórias. Sem entender o que aconteceu o, cão ficava todos os dias na porta da unidade de saúde esperando a dona sair - encontro que infelizmente não aconteceu. A história é parecida com a do cachorro Hachi, do filme Sempre ao Seu Lado, que por dez anos ficou à espera do dono, interpretado pelo ator Richard Gere, voltar do trabalho. Sempre que ouvia o barulho nos trilhos, corria para estação de trem. O dono também morreu e o cão fiel não deixou de esperar.
De acordo com o gerente da Vigilância Ambiental do Recife, Jurandir Almeida, a história do Rossi fez com que outros animais pudessem também ser adotados. "Recebemos muitas ligações e tivemos doações nos últimos dias", explica.

Fonte G1 em 02/04/14
______________
Nossa postagem anterior
Cachorro que perdeu a dona comove funcionários de hospital no Recife

17 comentários:

  1. Oh meu Jesus te peço neste instante acompanhe este irmão nesta nova caminhada, por favor nova dona fique de olho porque a qualquer brecha ele se colocará na estrada em busca de sua dona ou dos novos donos que ele já estava escolhendo no hospital .O amor que ele sente foi construído com alicerceres firmes no amor, ele não entende outra linguagem.

    ResponderExcluir
  2. Nada me espantará se ele um dia aparecer de novo no mesmo hospital, ele saiu bruscmente todo fechado mas o faro....

    ResponderExcluir
  3. tambem acho que ele voltará ao hospital,meu pai deu meu cachorro,quando eu era pequena porque eu era muito apegada a ele,foi de carro pra muito longe,4 meses depois ele apareceu ,magrinho,voltou a pé,chegou pulando de alegria,e ficou.

    ResponderExcluir
  4. Muito preocupada com essa nova mudança na vidinha dele que começava a se adaptar tranquilo no Hospital. Melhor seria se continuasse onde estava a não ser que houvesse uma proibição ou estivesse incomodando as pessoas, mas acho que não. A intenção foi legal mas o resultado será bom? Pode ser que tente fugir achando que está perto do Hospital e "dê com os burros nágua".Sei, não.

    ResponderExcluir
  5. Que Deus acompanhe esse animalzinho.

    ResponderExcluir
  6. espero em Deus que tudo ocorra bem, e que este animal, tenha uma adaptação com todos, no novo lar que o acolheu. Que o carinho e amor seja demonstrado a ele, para que possa sentir-se bem e afastar o pensamento na dona anterior, e quem sabe com o passar do tempo acostumar-se ao novo lar.

    ResponderExcluir
  7. Sei naum,. mas acho que ele volta

    ResponderExcluir
  8. Se ele tiver muito amor e atenção, ele fica. Vamos torcer, ele merece ser feliz.

    ResponderExcluir
  9. ihhhhhhhhhhhhhhhhhse atutora n foi bemorientada na adaptçao, elevolta

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus que essa nova dona tenha bastante amor e atenção com Rossi pois ele estar muito assustado com tudo que estar acontecendo. Espero que fique tudo bem com ele, peço a Deus.

    ResponderExcluir
  11. A grande maioria das pessoas acha que é só colocar o animal (pode ser cão ou gato) no local que ele logo sabe que é ali sua nova casa. Quanto desconhecimento! Muitos animais se perderam assim, porque as pessoas não sabem como fazer as coisas. Morro de pena desse pobre cão. Alguém, por favor, que tenha contato com a pessoa que postou a notícia, tente encontrar um contato com essa pessoa que o adotou pra gente poder alertar!!!

    ResponderExcluir
  12. Na tentativa de "voltar pra casa" ele NUNCA vai chegar até o hospital, só por milagre. Não porque não encontrará o caminho, pode encontrar, mas porque PODE SER ATROPELADO NO CAMINHO !!! Por favor, tentem contatar essa pessoa!!!

    ResponderExcluir
  13. Fádua Andrade07/04/2014 10:18

    Possuo o mesmo receio, pessoal... e ele já estava apegado com os funcionários do hospital, tadinho... tomara que dê tudo certo...

    ResponderExcluir
  14. Ele terá que ficar dentro de casa até se acostumar com as pessoas e o novo ambiente. O fato dessa srª já ter um outro cão é algo positivo. Tomara que tudo dê certo.

    ResponderExcluir
  15. Ana Lucia Nunes08/04/2014 22:24

    Infelizmente a nossa tarefa não se resume em apenas " amar " um peludinho para resgatá-lo.
    Tomara que ele seja cercado de muita atenção, amor e carinho, para que ele fique nesse sítio.
    Estou torcendo por ele.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪