09/04/2014

Após 2 anos, leoa de circo é transferida de jaula em Varginha, MG

Jesus amado, olha isto.... a pobrezinha está tanto tempo confinada que nem sabe o que fazer com um pedacinho maior para andar..... O que "serumanos" tem coragem de fazer com estes seres....
____________________

No novo habitat, leoa Xetara não se sentiu
confortável na natureza (Foto: Zoológico de Varginha)
Xetara, também chamada de “Sogra”, estranhou contato com a natureza.
Zoológico passa por reformas e readequações para acomodar bichos.

Após dois anos no Zoológico de Varginha (MG), a leoa Xetara, de 15 anos, foi transferida de jaula e tem um comportamento que chamou a atenção dos profissionais do local. Em um ambiente amplo, com grama e terra, a felina optou por ficar no espaço cimentado, sem ter contato com a natureza.  Durante as primeiras 24 horas na nova ‘casa’, a leoa que é também chamada de “Sogra”, foi
flagrada o tempo todo no abrigo, apenas farejando o novo habitat.

Segundo o veterinário responsável pelo zoológico, Marcos Mina, isso acontece porque ela foi criada em um circo. “Acreditamos que ela tenha, até mesmo, nascido em um circo e por isso, talvez nunca tenha pisado em um ambiente natural”, comentou.

Leoa está sendo monitorada por
funcionários do zoológico
Foto: Zoológico de Varginha
As experiências da leoa de 150 kg na nova jaula estão sendo monitoradas pela equipe do zoológico para garantir que ela tenha uma adaptação adequada, já que durante o transporte de 600 metros entre uma jaula e outra, ela mostrou-se estressada e rugiu várias vezes, embora não tenha demonstrado resistência em ser transportada. “Ela se mostrou assustada em alguns momentos, talvez porque tinham várias pessoas em volta”, completou o veterinário.

A troca de jaulas acontece por causa da reforma em todo o zoológico, que está fechado à visitação desde 2009, quando após uma visita o Instituto Brasileiro  do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) constatou que as acomodações dos animais construídas em 1960 estavam inadequadas.

O zoológico
Atualmente, o Zoológico de Varginha possui 300 animais de 50 espécies e ainda recebe novos bichos, alguns vítimas de maus-tratos. Até os que são apreendidos pelo Ibama são levados para o local.

Mesmo fechado, os animais ainda são mantidos e alimentados pela prefeitura a um custo mensal em torno de R$ 22 mil. Somente o abrigo dos felinos ficou pronto e custou cerca de R$ 350 mil.

Toda a reforma deveria ter sido entregue em dezembro de 2012. O não cumprimento dos prazos gerou uma multa de R$ 120 mil à Prefeitura de Varginha. Enquanto as obras não são concluídas, o Zoológico de Varginha permanece fechado para visitação, sem previsão de abrir as portas novamente.

FONTE: G1

6 comentários:

  1. Se não existissem, nenhum Zoo precisaria de reforma que nada mais é do que "trocar o seis por 1/2 dúzia", uma parede por outra, já que o limite de espaço para animais selvagens é a floresta. Humanos usando e abusando dos animais, manipulando-os como fantoches até se transformarem em zumbis e mortos vivos de programas de final de semana onde famílias vão visitar sua tristeza e desgraça, comendo pipocas e lambendo picolés.

    ResponderExcluir
  2. Não me parece um ambiente tão "amplo", pra ele estar confortável na "natureza". Tá mais pra um jardim mal cuidado não é não?! Qual a metragem desse "habitat"? Eu acho que nem facínora deve passar a vida numa jaula (e sim em ambiente monitorado), muito menos um animal que merecia estar se sentindo livre pra andar , correr, sentar, e subir onde quisesse. Eu não sei o que é criar leões, eu só crio gatos. Mas creio que felinos, em geral, precisam de estímulos no espaço em que estão. Só mato e terra não é suficiente. Ainda mais pra um animal que foi aprisionado desde novo. Estímulo!

    ResponderExcluir
  3. Judiação! É tudo o que eu posso dizer.

    ResponderExcluir
  4. pobrezinha, tudo isso é mt judiação, mas é melhor que a minuscula jaula que essa coitadinha deveria ficar no circo, com certeza..... nao é e nunca vai ser o ideal, mas que é melhor que a vida no circo, com certeza !

    ResponderExcluir
  5. Jorge Romano10/04/2014 16:43

    A Rita Couto foi muito generosa em chamar esse matagal de "jardim mal cuidado". Realmente é melhor que um circo. Mas na época de hoje, qual a finalidade de um Zoo nas cidades? Para as crianças conhecerem de perto os animais? Qualquer domentário em 3D mostra isso muito melhor. No Zoo os animais estam na maioria das vezes estaticos, prostados e sem a plenitude da vida. Zoo hoje só fazem sentido como fase de transição para animais apreendidos e/ou sem condições de serem reintegrados na natureza. Muito triste o comportamento da leoa ao preferir o cimentado.

    ResponderExcluir
  6. Creio que, antes de julgarmos as acomodações disponíveis, temos de levar em conta vários fatores. Primeiramente há a suspeita de que a leoa já tenha nascido em cativeiro o que a torna totalmente inapta a viver em liberdade. O ideal seria que ela pudesse viver em um santuário de vida animal, mas não de vida selvagem. Um lugar que tivesse mais amplidão, mas que fosse cercado, monitorado e que os animais recebessem alimentação adequada. Em segundo lugar, se ela sempre viveu confinada, será que conseguiria adaptar-se ao convívio com outros animais? Será que teria condições de defender-se, uma vez que sempre viveu sozinha?
    E quanto ao "Jardim mal cuidado" concordo que é um espaço exíguo mas, que eu saiba, na floresta ninguém corta a grama! Também sou contra a existência de zoos, mas enquanto houver um único animal sofrendo em confinamentos particulares (circos, colecionadores) eles serão um mal necessário. Aqui no meu estado tem um zoo, em Sapucaia do Sul, e eu nunca levei meus filhos e nem permiti que participassem das visitas organizadas pela escola. Até hoje lembro dos gritos angustiados das araras confinadas... É de cortar o coração! Dininha

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪