15/03/2014

Para estimular consumo, RN serve carne de jumento a autoridades

Não era de hoje que este infeliz estava com a idéia na cabeça.... é um problema mesmo!!!! Agora, ontem, teve uma matéria na Band que  ainda não foi colocada na internet, na qual tem uma "autoridade" falando que, legalmente, só existe um abatedouro adequado para matar estes animais em todo nordeste.... Ou seja, é ilegal perante a lei sair matando os bichos. Antes tem que construir um ou arcar com os custos do transporte até o tal  legalizado....
_________________________
Jumentos confinados para o abate (RN)
Um almoço com direito a picanha na brasa e filé ao molho madeira será servido a autoridades de Apodi (341 km de Natal) e região ao meio-dia desta quinta-feira (13). A diferença do cardápio é que não haverá carne de boi, mas de jumento.

A ideia de oferecer o almoço é do promotor Silvio Brito. Desde novembro, o representante do Ministério Público iniciou um trabalho com as polícias rodoviárias federal e estadual para recolher os jumentos que circulavam soltos pelas rodovias do Estado.

Abandonados por se tornarem obsoletos no sertão –normalmente substituídos por motos--, os jumentos se tornaram um problema de trânsito no sertão nordestino, causando acidentes e mortes.

Em menos de seis meses, 600 jumentos já foram apreendidos e estão confinados em uma fazenda. O problema é que a manutenção deles, além de ter um custo, deve se tornar inviável em breve por falta de espaço. Até o
fim do ano devem ser mais de 2.000 no local, a levar em conta o ritmo de cerca de 40 apreensões por semana.

Diante do cenário, o promotor buscou ajuda de especialistas e garante que a melhor solução encontrada é o abate para consumo do jumento. Para os pratos a serem servidos nesta quinta, dois jumentos foram abatidos.

"Queremos mostrar às pessoas que a carne do jumento pode ser uma importante fonte nutricional, com elevado teor de proteína, baixo teor de gordura, macia e com gosto idêntico a do boi. Só que ela hoje é totalmente desprezada por questões culturais", disse.

Entre as autoridades que devem ir ao almoço estão juízes, promotores, prefeitos, vereadores, jornalistas, professores e até o padre de Apodi. O público mais seleto é para dar confiança à população.

"O almoço é para que todos fiquem sabendo que a carna é própria para consumo. Até o padre, sensibilizado com a situação, virá para desmistificar a questão religiosa", disse.

Durante o almoço, que acontecerá em um restaurante particular de Apodi, serão servidos pratos com dois tipos de carne para os degustantes. "Vamos fazer uma degustação comparativa, colocando lado a lado e assim vermos quem consegue identificar a diferença entre boi e jumento. Acredito que ninguém vai", apostou.

A depender da aceitação, o promotor visualiza a possibilidade de servir a carne para detentos e, com um trabalho educativo, até inserir na merenda escolar. "Dependendo da receptividade, vamos trabalhar para ver como a gente consegue inserir esse alimento a outros públicos, mas sem obrigar ninguém a nada", disse.

Segundo veterinária e o professor de inspeção Jean Berg da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, a carne do jumento é saudável e segura como qualquer carne para consumo humano.

"A carne do jumento e dos de equídeos já é consumida em vários países do mundo. O Brasil exporta carne desses animais, com matadouros no Paraná e Minas. Do ponto de vista de sanidade, são os mesmos riscos de comer qualquer outra carne: o animal tem que ser saudável, passar por avaliação veterinária antes e durante o abate", afirmou.

Críticas
A degustação, porém, teve reações negativas de ambientalistas. A ONG DNA (Defesa da Natureza e dos Animais) divulgou manifesto, esta semana, contestando a ideia de transformar o jumento em alimento.

A entidade questiona se a legislação sanitária e para abate dos animais está sendo atendida e afirma que os jumentos precisam de dois anos para procriar, sendo uma cria a cada 12 meses. "Se só existir abate, em poucos anos eles estarão extintos", afirmou.

FONTE: Uol
___________
Agora vejam a matéria já antiga sobre o assunto:

Jumentos sofrem com abandono no Ceará

Rede TV - 14/07/13

Leiam, também:
Promotor propõe carne de jumento na alimentação de presos do RN

Matéria do Jornal da Band - 14/03/14

11 comentários:

  1. Meu medo é 'acharem" que a CARNE HUMANA (!) é tão boa para o consumo quanto a carne bovina ou suína.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bá, não duvide, eles são bem capazes disso, de boa...

      Excluir
    2. Bá, não duvide, eles são bem capazes disso, de boa...

      Excluir
  2. do jeito que as coisa estão andado meu medo é que os proximos serem abatidos somos nós os humanos é uma coisa desprezível é carne de gato carne de cachorros carne de porco agora coitadinhos carne de jumentos de cavalos o senhor o que acontecendo com a humanidade não há mais amor em seus corações só o dinheiro é que vale nessa terra os político estão acabando com o brasil ningue cumpri as leis senhor só vois para mudar o mundo

    ResponderExcluir
  3. E qual a diferença, Sandra = já q se come carne das outras espécies, porq não a humana tbém?
    Ela pode ser, igualmente, uma importante fonte nutricional, com elevado teor de proteína, baixo teor de gordura, macia e com gosto idêntico às carnes de outras espécies qdo bem preparadas/temperadas. Afinal, os humanos, idem, são um problema em sua manutenção, pois além de terem custo, devem se tornar, brevemente, inviáveis ao planeta por falta de espaço. É assim q funciona a cabeça da espécie q tem a prepotência de se auto proclamar superior às demais e à natureza.
    Rita de Cássia - PR

    ResponderExcluir
  4. Eu já ouvi dizer que a carne humana tem o mesmo sabor que a carne de porco! Gostaria de sugerir que o consumo de carne humana deve ser muito nutritivo!! E já que temos tanta gente inútil e outras tantas como este cidadão que patrocinou este almoço.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que devem começar a consumir carne humana pois ela é tão nutritiva quanto as outras!!

    ResponderExcluir
  6. Alguém deveria sugerir aos médicos e nutricionistas a "estudarem", defender suas teses mostrando a viabilidade do consumo de "proteína humana". Em alguns "rituais religiosos" já usaram isso... porque não ??? Carne é carne... Não há nenhuma diferença...a constituição dos tecidos... são os mesmos ... Não é mesmo ??? Pra quem compra embalado ....e leva pra panela... ou pra quem "é servido" já pronta... quando vai saber o que esta comendo...??? Ou será que os carnívoros "neste caso" terá um toni ramos ou roberto carlos...

    ResponderExcluir
  7. Quanta ignorancia, putiskius´pariudissssssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  8. rosa elisa villanueva18/03/2014 12:33

    Sheilinha,
    como sempre super antenada.
    desculpe somente ver a matéria hoje.
    me aperta o coração essa crueldade contra animais tão mansos e que são reféns da irresponsabilidade das pessoas e insensibilidade de um promotor.

    ResponderExcluir
  9. Raça inútil e abjeta essa nossa! Exploraram até não mais poder os pobrezinhos e agora isso? E não existe ninguém que se indisponha, realmente, contra essa barbárie? Onde estão os indignados de plantão - que só protegem cães - para encher a internet de postagens iradas? Não dou mais um centavo para os "pobres" do norte /nordeste - que morram todos, e bem rápido.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪