09/03/2014

Como é que o lobo muda o curso dos rios

Sou apaixonada pelo tema..... adoro ler este tipo de matéria....
________________

A cadeia alimentar é uma sequência de animais interligados através da sua alimentação, os que estão no topo alimentam-se dos animais mais abaixo.

Um exemplo deste sistema é o Parque Nacional de Yellowstone, nos EUA, quando lobos foram reintroduzidos em 1995. Todos sabemos que os lobos são carnívoros e por isso matam várias espécies de animais. Mas talvez estejamos menos
conscientes de que dão vida a muitos outros.

Antes dos lobos serem reintroduzidos em Yellowstone – tinham estado ausentes 70 anos – o número de veados aumentou imenso, porque não havia nenhum animal que os caçasse. Apesar dos esforços humanos para controlar os veados, eles conseguiram destruir grande parte da vegetação.


Quando o lobo foi reintroduzido, apesar de serem poucos, o seu impacto foi marcante. Primeiro eles mataram alguns veados, mas isso não foi o aspeto principal. Muito mais importante, eles mudaram radicalmente o comportamento do veado.

Os veados começaram a evitar os locais do parque onde poderiam ser apanhados mais facilmente pelos lobos, como os vales, e imediatamente esses locais começaram a regenerar-se. Em alguns locais, a altura das árvores quintuplicou em apenas 6 anos! E com as árvores chegaram os pássaros e os castores.

Os lobos também mataram alguns coiotes, e como resultado o número de coelhos e ratos aumentou, o que significa mais falcões, doninhas, raposas e texugos.

Mas o mais interessante foi que os lobos mudaram o comportamento dos rios. Estes começaram a serpentear menos, havia menos erosão. Isto aconteceu devido à regeneração da floresta, que conseguia estabilizar melhor às águas, devido às árvores, havendo menos derrocadas.

Quando uma das espécies desaparece pode provocar graves danos no equilíbrio dos ecossistemas.

Infelizmente, em Portugal, o lobo-ibérico encontra-se apenas em duas zonas do país e está ”em perigo” (EN) de extinção. Apesar dos esforços de conservação, tanto em Portugal como em Espanha, e de ser ilegal, este animal continua a ser abatido por caçadores, em 2013 foram abatidos 5 lobos num grupo de apenas 300.

Se quiseres ajudar podes apadrinhar um dos lobos do Centro de Recuperação do Lobo Ibérico! Contacta o Grupo Lobo - Associação para a Conservação do Lobo e do seu Ecossistema.

Canis lupus signatus

5 comentários:

  1. Eu já havia assistido, realmente cada vez me surpreendo mais com estes animais e com a perfeição com a qual a mãe natureza planejou tudo, com excessão do inacabo ser humano... sou perdidamente apaixonadas por lobos

    ResponderExcluir
  2. Existe clara mútua dependência. Algumas são mais facilmente identificáveis; outras, nem tanto. Quando pergunto aqui em casa qual a razão de ser de pernilongos (mosquitos para os cariocas), pulgas, baratas... meu marido ri e diz que se não tiverem outra finalidade no grande restaurante que é a natureza, ao menos servem para obrigar a espécie dita humana a cuidar da higiene do local em que vivem. Mas eles fazem, sim, parte da cadeia alimentar: morássemos em casas instaladas em cidades menores e os sapos e lagartixas dariam conta deles, não é? Também eu sou fascinada pelos lobos. Amei o texto. LINDO domingo a todos.
    Selma.

    ResponderExcluir
  3. rosa elisa villanueva10/03/2014 14:24

    Eu tenho uma publicação sobre isso, é bárbaro não?

    ResponderExcluir
  4. Este tema é muito importante.
    É impressionante o que a ausência de uma espécie pode fazer a um habitat! Neste caso os lobos, apesar de comerem alguns animais, permitem que muitos outros ganhem vida!
    É importante que as ligações entre animais e ecossistemas se estudem e que as pessoas em geral tenham também algum conhecimento sobre isso.

    Obrigado pela partilha :)

    ResponderExcluir
  5. Isso me leva a pensar que se um lobo muda seu habitat, nós podemos fazer o mesmo se realmente o quisermos. Estava meio desanimada com algumas 'cositas', e este vídeo caiu como uma luva. Se eles podem eu também vou conseguir. Sheila, te agradeço muuuito. Me destes uma injeção de animo que nem imaginas.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪