03/02/2014

DEBATE: Comercial da Amil demonstra especismo

Gente, eu sou da Amil e já escrevi para a empresa pelo tamanho mau gosto. Pagaram uma nota, claro, já que foi feito pela Artplan. Agora, cá p´ra nós, comparar a preocupação com a alimentação das crianças em detrimento ao dos animais, foi o Ó!!!!!!

Se quiser usar o Fale conosco, CLIQUE AQUI, e não deixe de opinar nos comentários. É muito legal saber o que todos pensam.
________________________

Artplan cria filme sobre Combate à Obesidade Infantil para Amil

   

Publicado em 29/01/2014
O filme "Refeições" marca o início de um amplo movimento da Amil contra a epidemia de obesidade infantil em nosso país. Trazendo como exemplo o cuidado que temos com bichos de estimação, ele faz um convite à reflexão de que é possível ter um pouco mais de atenção com a alimentação das crianças no dia a dia e mostra que a Amil está ao lados dos pais nessa luta.

34 comentários:

  1. eu muitas vezes penso que meus gatos tem uma alimentação mais saudável que a minha.

    ResponderExcluir
  2. Realmente é de extremo mau gosto essa propaganda!!! Não entendi o que tem o cachorro com os maus hábitos alimentares da família. Claro está que alimentação do peludo deve ser ração de boa qualidade e nunca petiscos. Nós, entretanto, adoramos petiscos e na irresponsabilidade dos pais, muitas vezes, fazemos deles alimentação diária para as nós e para nossas crianças!!! A participação do cão nessa campanha é totalmente dispensável e até deturpa o sentido da mensagem!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito o problema com a preocupação não é mesmo importante.

      Excluir
  3. Veja como são as coisas!
    Minha leitura do comercial foi exatamente o contrário. A mãe de uma família que come "tranqueiras" está preocupada com a saúde do cachorro e não se dá conta de que só come porcaria. Onde está o "detrimento dos animais"? Acho que a mesma preocupação que a mulher tem com o cachorro ela deveria ter com a criança e com os adultos.
    Eu me incomodaria muito se a mulher dissesse que é pra dar resto de comida porcaria pro cachorro (como muita gente faz!) e dar comida de qualidade pra família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo TOTALMENTE.
      Vamos conter os exageros, pessoal... isso nos desqualifica.

      Excluir
    2. Concordo com o Anônimo! Entendi que a mulher tem consciência de que seu cão não deve comer porcaria, no entanto, ela continua a servir seu filho que já está bem gordinho, com estas mesmas porcarias.
      A cada dia que passa, vejo mais e mais crianças acima do peso e a culpa é dos pais que permitem que seus filhos comam o que quiser, quando quiser e pior, quanto quiser. Além disso, as crianças de hoje passam horas na frente da TV e do computador, sem atividades físicas. Seria ótimo se essas crianças brincassem e corressem com o cachorro num parque!

      Excluir
    3. Concordo plenamente! Achei o comercial muito bom! P.S: Faço parte da proteção animal.

      Excluir
    4. Cada um entende como quer. Eu entendi que a alimentação do cão é melhor do que a da criança. Se vc cuida bem do cãozinho porque não cuidar da criança tbm??? Ambos são filhos ou não???? Ver chifre na cabeça de cavalo o tempo todo só faz as pessoa S acharem que protetores são chatos e não tem o que fazer!!!!

      Excluir
    5. Eu entendi que a mulher é uma "dona" responsável e uma mãe irresponsável e o homem é um sem noção. Não vi qualquer referência para criticar a atenção dada ao animal mas sim a falta de atenção dada a alimentação da família.
      Controlar alimentação de uma animal é relativamente mais fácil, existem rações e alimentos específicos no mercado. Controlar alimentação de uma criança é difícil pois toda a família tem que se adaptar e é mais trabalhoso planejar uma cardápio variado e nutritivo.
      Interpretação sempre será uma questão subjetiva. Feministas podem interpretar que o comercial insinua que só a mãe é a responsável pela má alimentação dos filhos.

      Excluir
  4. Bem, p´ra mim passou uma crítica muito clara de que a sociedade está dando mais atenção à saude dos animais do que aquelas crianças que ela tem na mesa... No meu angulo de ver a coisa é especismo do mais sutil e covarde....

    Quando eles dizem que a obesidade infantil deve ter a mesma atenção que damos a forma que alimentamos nossos animais, é sutileza personificada.... Por que comparar a alimentação do cão com a criança?

    Não podemos aceitar este tipo de comparação que a sociedade insiste em fazer, ou seja, comparar a vida de uma criança com a de um cão..... É como sempre nos dizem: vai cuidar de crianças abandonadas em vez de ficar tomando conta de cães.... Segundo a AMIL, estamos dando mais atenção aos alimentos dados aos nossos animais enquanto nossas crianças comem horrores....

    Se eles queriam fazer um comercial decente, colocasse no lugar do cachorro um vovozinho ou uma vovozinha que quisessem comer alguma coisa que não pudesse por sua diabetes ou outra doença qualquer.... tô errada? será que só eu vi esta sutileza covarde?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sim, claro que você está certa Sheila! O comercial passa a impressão até de que o cão é o culpado pelo garoto estar gordinho, já que a mulher presta atenção ao que o marido serve ao cão, mas não ao que o filho está comendo.
      Geralmente, tenho que assistir mais de uma vez para perceber e ter certeza.

      Excluir
  5. É uma comparação lamentável, demonstra que "para os animais" há preocupação, para as crianças não...
    Não gostei!!
    Vania

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e nao é verdade? o que eu mais vejo é mãe dando qualquer coisa pro filho comer, pq trabalha, pq nao tem tempo ou pq ele so fica quieto quando come aquilo!!!!

      Excluir
  6. É sempre a mesma historinha venal... que cansaço!

    ResponderExcluir
  7. Alimentação é coisa séria e de extrema responsabilidade, não importa a espécie. A AMIL poderia e deveria ter investido melhor no seu comercial. Sobrou especismo, comodismo e a certeza do que acontece em boa parte dos lares brasileiros = adultos descompromissados com a própria alimentação e, por conseguinte, crianças que se espelham nesses mesmos adultos. O "pobre" do cão entrou de gaiato nessa história. Faltou criatividade e bom senso por parte da Artplan. Quanta infelicidade!
    Rita de Cássia - PR

    ResponderExcluir
  8. CONCORDO Sheila, pra mim foi mais uma infeliz e patética comparação entre humanos e animais.
    Simone Vasconcelos

    ResponderExcluir
  9. Cristina Calixto03/02/2014 18:28

    Também reparei no comercial e achei o fim. Quer dizer que pra animais a gente dá o que não é recomendado nem pra gente? Muito sem noção. O dono da Artplan é aquele cara do Rock in Rio: Roberto Medina. Acho que é esse o nome desse infeliz.

    ResponderExcluir
  10. .
    Próximo topico em discussão: SEXO DOS ANJOS.
    ..

    ResponderExcluir
  11. Galera, eu provoquei o Debate e quero defender o que penso:

    - as pessoas estão tendo dificuldade de "interpretação" do vídeo... estão primando pela superficialidade e opinando sem argumentação sobre o que o próprio comercial diz;

    - o texto publicado pela Artplan no Youtube (está publicado ai acima) diz: "Trazendo como exemplo o cuidado que temos com bichos de estimação, ele faz um convite à reflexão de que é possível ter um pouco mais de atenção com a alimentação das crianças"....

    - talvez, eu não seja tão inteligente quanto aos críticos comentaristas, mas, p´ra meu entendimento está explícito a crítica à sociedade que cuida mais dos animais do que suas crianças;

    - eles poderiam, de outra forma, colocar um vovozinho (a) dizendo a mesma coisa: Vó, comendo pizza? não pode por causa do seu colesterol.... Vô, não pode comer isto, olha o diabetes.... Aí sim, em contraponto, uma criança obesa que vai resultar numa velhice doente.... Afinal, é para isto que o combate a obesidade infantil se propõe....

    - eu me impressiono é com a superficialidade da análise das pessoas que não vê a intenção clara do comercial....

    - o comercial é especista sim e ironiza nossa preocupação com os animais em detrimento das crianças......

    - ah, desculpa aí gente, mas, revejam o anuncio e o texto que a Arplan fez.... pensem um pouco, ou vou começar a me achar uma ET.

    - E aproveito para criticar mais uma vez o efeito do tal facebook que leva as pessoas a não refletirem em nada do que vêem ou lêem.... opinam sem refletir nada..... Estou ficando sem espaço neste mundo, só pode!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, mas no Brasil um dos maiores problemas que temos é exatamente este, as pessoas têm péssima interpretação de texto, ninguém entende nem com palavras extremamente explícitas, imagina com uma encenação com mensagem sutil...

      Excluir
    2. Oi Sheila, concordo com voce. Comercial especista mesmo. Nao ha necessidade dessa comparacao entre crianca e animal. Fica aquele "gosto"de "nossa sociedade esta mais preocupada com os animais do que com as criancas". E isso é municao da pior especie para esses idiotas de plantao (desde padre ate politicos safados e ignorantes) que adoram jogar a culpa nos animais. Fiquei com urticaria ao ver o video. Se a gente nao tivesse problema suficiente para enfrentar!! Sheila penso todos os dias na frase que voce publicou, achei otima so que mudei um pouquinho:" Nao basta o leao que a gente tem que agarrar por dia, o problema sao as antas que aparecem pelo caminho"!!!! Abr. Dora

      Excluir
    3. Ah, Dora e Gisele, fico feliz com a sensibilidade e percepção de ambas.... A comparação que fiz de colocarem um vovozinho (a) para alcançarem a mensagem que desejavam é a maior prova que foram especistas....

      Porque destacaram a preocupação com a alimentaçao do cachorro em detrimento da alimentação da criança?

      Na tradução, a frase é esta: "olha aí vc. que se preocupa mais com animais do que com as crianças.... não viu que seus filhos estão obesos porque vc. está mais preocupada com a alimentação do seu cachorro?"

      Meninas, isto está tão claro que chega a doer nas vistas!!!! kakakaka.....

      Excluir
    4. Sheila,
      você trouxe o assunto pra debate e é claro que vamos ter opiniões divergentes; agora só porque o outro pensa diferentemente de mim não quer dizer que sua interpretação seja superficial e irrefletida. São análises distintas de um mesmo fato, só isso. Respeito seu ponto de vista e jamais a criticarei por isso, mas não vejo especismo no comercial, o que vi foi uma propaganda altamente inteligente e bem feita que ao final afirma que também devemos olhar para a nossa própria alimentação, ou seja todos devem e merecem uma alimentação adequada, sejam de que espécie forem. Minha opinião é essa e te garanto que não é superficial e nem irrefletida, como não acho que seja a sua.

      Sheila eu não vi aqui nenhum debate sobre a propaganda do Brasas que mostra um pincher no colo de um homem completamente imobilizado e com uma focinheira de couro, algo chocante e desnecessário pra mim. Você mostrou e comentou este comercial? Eu não encontrei o debate sobre o curso Brasas que pra mim implica em maus tratos, ao contrário da Amil. Me manda o link do debate sobre o Brasas pra dar uma olhada nos comentários, por favor. Você reclamou com eles?

      Excluir
    5. Quem não tem como combater argumentos, combate as pessoas... Gata, quer dizer que qualquer opinião diferente da sua será superficial?

      Excluir
  12. Entendi uma critica sutil sim de que a preocupação com a alimentação dos nossos bichos está exagerada em relação à das crianças....que seria até admissível dar um monte de tranqueiras para os bichos mas um absurdo fazer isso com a alimentação dos filhos.

    ResponderExcluir
  13. Bom comercial,mostrou que a mãe está mais preocupada com a saude do cão do que do filho que se empapuça de pizza.parabens a Art Plan

    ResponderExcluir
  14. Fádua - POA04/02/2014 11:52

    Tenho que discordar da Sheila e sei que ela não ficará ofendida com isso. A propaganda é um recurso que DEVE chamar a atenção, deve apelar ao inusitado ou ao extremo. Foi muito bem pensada pois ninguém que cuida mesmo dos bichos deixa eles comerem porcaria. Gostei do VT e espero que abra os olhos de muita gente pois os pequenos estão cada vez mais rechonchudos.

    ResponderExcluir
  15. Concordo com Fádua. Acho que a palavra chave é o "também" na frase "a alimentação das nossas crianças também está precisando de atenção". Não me parece que teve a intenção de dizer "não cuide melhor dos animais do que das crianças" e nem de estimular que se culpe os cuidados com os animais pela obesidade das crianças.
    Cláudia C. Alves

    ResponderExcluir
  16. Esse comercial VEM SIM reforçar a ideia equivocada que muita gente tem , que é :
    " quem protege e ama os animais , certamente não cuida dos próprios filhos"
    A intenção creio que não foi esta , mas o resultado sem dúvida é este.

    ResponderExcluir
  17. Eu achei a propaganda ótima. Vivemos hoje num mundo de inversão de valores. Adoro animais, já tive meu bicho de estimação e sempre cuidei muito da sua alimentação. Não tenho filhos, mas pretendo tê-los e tenho sobrinhos. Não acho que a propaganda passe a ideia de que quem tem cachorro/gato cuida mais deles, do que dos seus filhos e de si mesmo. Acho sim, que as pessoas acabam por cuidar melhor da alimentação dos animais, porque não conhem o gosto do que eles comem e porque eles não ficam pentelhando pra comer xis, pizza, etc. É mais fácil alimentar os animais do que nós e nossos próprios filhos, pois quando temos desejo de comer um chocolate, nós compramos e comemos. A publicidade nos ensinou que podemos ter e ser tudo o que quisermos. Então se alguma coisa não dá certa, "eu vou comer essa bomba de chocolate porque eu estou triste e mereço!", se eu passei no concurso, convido todos os amigos para comemorarmos numa pizzaria. Acho apenas que a propaganda quis alertar aos pais que eles e seus filhos estão se alimentando muito mal. Já chega que passamos a maior parte do tempo na rua, comendo fast food, então pelo menos dentro de casa a alimentação deve ser mais balanceada e natural. Eu achei essa propaganda nota 10!

    ResponderExcluir
  18. Cada um enxerga o que quer... Achei ótima a propaganda!!
    Devemos cuidar de ambos! Simples assim... Não vi ninguém falar que o cão deve ser mal tratado e sempre tive o mesmo cuidado com meus animais com relação a alimentação deles...
    Agora que sou pai, quero dar muita atenção a alimentação da minha filha!!!


    ResponderExcluir
  19. como a mente trabalha... rsrsrs
    Ví apenas uma mensagem na propaganda: trate a alimentação do seu filho com todo o cuidado, da mesma forma que deve tratar a alimentação do seu cão!
    Simples assim, sem teorias do mal contra aninais ou contra as crianças...

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪