31/01/2014

Pombas soltas por Papa são atacadas novamente por gaivotas

Correu o mundo as imagens feitas em 24/01/14 das pombas brancas soltas pelo Papa Francisco sendo detonadas por gaivotas que ficam rondando por ali, na Praça de São Marcos. Li até esta piada em um site que publicou a notícia: Oha só: 

2. Ronaldo Gogoni disse:
janeiro 28th, 2014 em 19:17 
A gente sabe que essa gaivota fixou residência ali, pensando “aqui a comida é fácil porque vira e mexe o tiozinho de baixo solta uma pomba”.

Pois bem: exatamente, há um ano atrás, o mesmo fato aconteceu com o Papa antigo e foi publicada pelo G1. Veja ao final. Faz tempo que vimos aqui no blog denunciando este lance de soltar pombas brancas como uma crueldade inominável. Ora bolas, estas aves são criadas em gaiolas e usadas em cerimônias, geralmente da Igreja católica, que ao serem soltas, morrem ou são vítimas de predadores. Elas não sabem se defender. Por isso tentei pegar aquela tal pomba do enterro do cardeal Eugênio Salles, lembram? Aliás, publiquei uma série de casos nesta postagem: Soltura de pombos e os Papas . Leiam abaixo a matéria do G1 ddo dia 26 ultimo e vejam que ONG´s de proteção animal da Itália estão pedindo que o Papa Francisco ponha um fim a este cerimonial de soltar pombos... Acho que ele vai atender!!!!!
_______________________

Gaivota ataca pomba solta pelo Papa Francisco
durante o Ângelus deste domingo
Foto: Alessandro Bianchi/Reuters
Ataque entre as aves foi registrado durante a oração do Ângelus.
Papa Francisco havia feito apelo pela paz na Ucrânia.

Uma pomba que foi solta pelo Papa Francisco e por duas crianças durante a oração do Ângelus realizada neste domingo (26) na Praça São Pedro, no Vaticano, foi atacada por uma gaivota pouco depois de sair voando. O ataque foi flagrado por um fotógrafo da Reuters.

O Papa e as crianças soltaram as pombas durante a oração, na qual Francisco disse que está rezando pelas vítimas da violência e
pela paz na Ucrânia, e pediu que governo e oposição entrem em um acordo pelo fim dos confrontos.

Esta não é a primeira vez que um ataque do tipo é registrado. Em janeiro de 2013, uma gaivota foi flagrada atacando uma pomba da paz solta pelo Papa Bento XVI.




FONTE: G1





Gaivota ataca pomba da paz do papa Bento XVI



Gaivota ataca pomba que foi solta pelo papa Bento XVI em memória das vítimas do 
Holocausto neste domingo - Foto: Gregorio Borgia/AP

Pontífice soltou duas aves em cerimônia neste domingo.

Elas foram perseguidas por gaivota, mas conseguiram escapar.

Uma das pombas soltadas pelo papa Bento XVI em uma cerimônia no Vaticano neste domingo (27) quase foi capturada por uma gaivota. A perseguição foi flagrada por fotógrafos que acompanhavam a cerimônia pelo Dia da Memória do Holocausto.

O papa soltou suas pombas da janela de seu apartamento que tem como vista a Praça São Pedro, após fazer uma oração pelas vítimas do Holocausto.

As aves saíram voando, mas logo depois uma gaivota tentou atacá-las, e praticamente encurralou a menor delas contra uma janela. A pomba conseguiu escapar, segundo o jornal “New York Daily News”.

Essa não foi a primeira vez que uma cerimônia de paz celebrada pelo papa teve problemas. No ano passado, duas pombas soltas pelo papa se recusaram a voar.

A primeira pousou diante da janela do papa e ficou por um bom tempo no local, enquanto a segunda, jogada para fora da janela, voltou para o quarto onde Bento XVI estava na companhia de duas crianças, antes de voar.

FONTE: G1

9 comentários:

  1. Parece até o filme Marte Ataca! Acho melhor o Papa dar preferência a bandeiras, flores ou balões brancos e deixar as pombinhas em paz.

    ResponderExcluir
  2. É... parece que os pobres pombinhos não têm mais vez, mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Semana passada num jogo de futebol aqui em Belém, por causa da violencia desenfreada entre as torcidas, a midia começou a chamar de "Clássico da Paz" numa tentativa de trazer bom senso aos torcedores. Pois bem, antes do jogo começar soltaram várias pombas brancas do gramado. Minutos depois só o que se via era os jogadores tentando desviar das pombas, que desorientadas pelo foguetório que se seguiu à soltura delas, ficaram zanzando por ali. Umas duas vezes o jogo foi parado para que eles pudessem retirar algumas, que logo voltavam.
    Não entendo essa mania de relacionar paz com a pobre da bomba. Paz é deixar quem merece em paz, isso sim!

    ResponderExcluir
  4. Na verdade, parece que o maior problema está em cerimônias militares ou oficiais, quando soltam revoadas. Há muitos anos atrás a militante Marília Pinheiro, da SUIPA, entrevistada disse - se bem me lembro - que não sabia ao certo de onde vinham as aves, e achava que pagavam moleques para caçá-las... no enterro de Dom Eugênio o caso foi outro, foi um senhor de idade e pobre que, a caminho do velório, teve a idéia de comprar um pombo numa loja de animais, aviários vendem aves vivas para serem consumidas. Aquela foi salva de ir para a panela, não sabemos se , solta, pôde sobreviver.
    Essas solturas devem acabar, mas no caso de Dom Eugênio nenhuma culpa cabe à Igreja; foi uma iniciativa particular. Agora, no caso do Papa... há um diferencial. Não se configura a crueldade que se vê nas cerimônias supracitadas, onde soltam multidões de avezinhas para depois persegui-las (tem pessoas espalhando por aí que pombas são "ratos voadores" e transmitem doenças fatais para as quais não há tratamento). No Vaticano, pelo que eu sei, existe um pombal. As pombas possuem proverbial senso de direção, sendo até usadas como correio. Assim, aquelas estavam em casa e não se perderiam nem morreriam de fome. E é até lisonjeiro para a espécie ser considerada símbolo da paz e do Espírito Santo; não podemos negar que o Papa Francisco agiu na melhor das intenções, e como parte de seu apelo para a paz na Ucrânia. Todavia, considerando a presença de predadores nos ares do Vaticano (e eu nem sabia que gaivotas atacam pombas) a melhor coisa a fazer é evitar essas solturas daqui para diante. A experiência demonstrou que pode dar mal resultado. Miguel.

    ResponderExcluir
  5. É, não tem jeito, o problema não é mais nem 'cegueira mental', é disfunção neuronal mesmo!!

    Pobre planeta... pobres bichos!

    "O poder na Terra, é sustentado pela ignorância das massas." A.D.

    ResponderExcluir
  6. Vou tentar assinar como conta do google, que é o meu caso, mas da outra vez não deu certo. No dia 30 de janeiro O Globo publicou uma foto do Papa Francisco sustentando no indicador esquerdo o papagaio Amore e sorrindo (ele sempre sorri quando toda em animais). O jornalista Marco Rizzo até comentou brincando: "Juro que por um momento pensei que a gaivota e o corvo vinham terminar o que começaram" (referência ao ataque ás pombas). Mas desta vez o fato ocorreu na audiência do Papa na quarta-feira, dia 29, o curioso é que o dono do louro, Francesco Lombardi, que compareceu na audiência levando a esposa, duas filhas e o Amore (que, como podem ver, não foi barrado) se diz campeão mundial de strip-tease (sic) assim mesmo é fã do Papa, que durante a audiência abençoou a ave e a chamou de "belíssimo presente da natureza". O Amore ficou repetindo a palavra "papa" dita pela multidão de fiéis (que beleza). Se isso não é bom exemplo, não sei o que será. Abraços - Miguel

    ResponderExcluir
  7. Por isso eu coloco anônimo. Na visualização, apareceu "navegando no imaginário" (acho que foi isso) quando o certo seria um campo para autenticar o correio com uma senha. Ou tem um macete que eu não percebo? Ah sim, o título da notícia é "Papagaio abençoado". Miguel.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪