23/10/2013

Experimentação Animal: ocupa São Roque - Instituto Royal - 4

Queria informar que, infelizmente, por total falta de tempo mesmo não consigo responder aos comentários e e-mails encaminhados pedindo informações sobre e experimentação animal. Peço, encarecidamente, que recorram ao Google personalizado que temos na coluna da direita e usem palavras do tipo: experimentação animal - vivissecção - Miguel Nicolelis - Macaíba - Instituto Royal - beagles - pesquisa científica e outros. Vão tomar conhecimento de um excelente material para qualquer finalidade. Nossas postagens anteriores sobre o atual tema:

Atualizando dossier:

1 - Matérias jornalisticas:

2 - Seria a maior piada do País, diz Luisa Mell sobre ser presa por furto de beagles



3 - Maioria dos estudos com cães era sobre novos remédios (uma leitora ouviu que o Boechat esculhambou a ação dos ativistas. Alguém ouviu, também? eu não achei nenhum comentário dele... gosto deste jornalista demais, pois, foi um dos primeiros a nos dar espaço na mídia... inclusive bancou minha defesa quando denunciei a Fiocruz)


Band tem acesso a pesquisas com beagles
Jornal da Band - 22/10/13

O Jornal da Band teve acesso a documentos que revelam as pesquisas feitas com os cães 'beagle', no instituto invadido e depredado, no interior paulista. Mais da metade dos estudos destruídos era para descobrir novos medicamentos.

4 - Saiba quais são as regras para o uso de animais em pesquisas científicas

Bom dia DF - Rede Globo - 22/10/13


5 - Criador de cães da raça beagle diz que está sendo ameaçado

Fala Brasil - Rede Record - 22/10/13


6 - Uso de animais em pesquisas provoca polêmica - (participação Sérgio Greif)


Jornal Nacional - Rede Globo - 22/10/13


12 comentários:

  1. Não há transparência sobre o que os laboratórios fazem com os animais. Os animais servem de "laranjas" porque antes do produto ir para o mercado também é testado em humanos. Os laboratórios fazem isso só pra se proteger. Quantos medicamentos são retirados do mercado? Os pesquisadores deveriam filmar as pesquisas (sem cortes) e colocar no You Tube. Saiam da Idade Média.

    ResponderExcluir
  2. As futuras gerações, tenho certeza, verão tudo isto com perplexidade. Dirão: "Como nossos antepassados eram involuídos, atrasados, ignorantes, primitivos. Como podiam fazer experimentos científicos em animais e se alimentar deles? A despeito dos atuais Mengeles e outros que virão , isso um dia acabará. Continuamos na luta.

    ResponderExcluir
  3. fabíola ratton23/10/2013 13:51

    Olha como eles manipulam as informações, o médico marcelo marcos morales diz que acabaram com uma pesquisa promissora no combate ao câncer. A pessoas lê a manchete e acha quee stavam descobrindo a cura do cêncer, daí na matéria quase passa batido que na verdade estavam tentando reproduzir um medicamento que já é produzido no exterior e que teve a patente quebrada. Então o interesse é só econômico, não é? Porque não querem eles mesmos (o cliente que contratou o instituto e que não quer ter o nome revelado) fabricar e ganhar dinheiro com isso. E ele diz que ninguém quer usar animais, mas não tem outra alternativa. Daí me vem com essa:
    "Morales também criticou o fato das pessoas estarem "confundindo" animais domésticos com cães que nasceram dentro de biotérios, sob condições controladas e rígidas para o uso científico", confirmando que considera esses animais apenas objetos de pesquisa.

    ResponderExcluir
  4. kkkkkk o último imbecil até falou dos abates para alimentação, nada a ver....
    Adoro o Sérgio e acharia muito interessante se pudéssemos coloca-lo na linha de frente para a mídia, tanto ele quanto o Thales são únicos!!!
    Raquel

    ResponderExcluir
  5. O pior é que a Globo deixou a fala do a favor das pesquisas por último, muito esperta...
    Glauce

    ResponderExcluir
  6. Que argumento fajuto desse Marcelo...demonstrou que o argumento dele é fraco, já que precisou apelar para a alimentação carnívora, idiota!
    Marcele

    ResponderExcluir
  7. Pois é Sheilinha! Ninguém pensou que uma manifestação que se iniciou com meia dúzia de gatos pingados, tivesse tamanha reviravolta. Agora, o negócio é não deixar a febre passar,e nem deixar o instituto Royal se passar por "salvadores da pátria".

    ResponderExcluir
  8. Ainda ha dúvida se existe maus-tratos? Os animais ficam engaiolados submetidos a testes, no fim tem uma "morte humanitária". E se fosse ao contrário e se nós fôssemos as cobaias? Será que somos mesmo superiores?
    Simone Vasconcelos

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do seu Blog, entrei no Facebook e já curti e convidei amigos para curtir também.Acompanho tudo que está acontecendo com os testes feito nos Beglaes, que é uma barbaridade, uma tortura, essas pessoas não tem sentimento, mas os animais tem. Temos que continuar defendendo esses animais indefesos. Não usar cosméticos que são feitos com testes em animais.Os ativistas estão de parabéns, temos que fechar esse Instituto Royal.Criar leis mais rígidas para quem maltrata animais, prisão perpétua ou uma pena bem maior que 4 anos.Exigir que o Brasil acabe com os testes em animais e use métodos alternativos que existem em outros países e que algumas empresas aqui no Brasil já usam.Vamos continuar lutando.

    ResponderExcluir
  10. Espero que isso tudo não tenha sido em vão. O instituto Royal já fala que os cães vão ser colocados para adoção pois não servem mais para nada, ou seja daqui a pouco vão estar começando tudo de novo e ainda com nova ajuda do governo.
    Até ativista se arrependeu e devolveu pen drive para a policia.
    Preciso acreditar que os ativistas estão juntando provas e se mantenham firmes pois estamos
    com certeza com eles.

    ResponderExcluir
  11. karina medaglia23/10/2013 20:53

    e nós precisamos de animais como ele pra dar risada...

    ResponderExcluir
  12. karina medaglia23/10/2013 21:08

    concea, e os comites de ética das universidades só funcionam a favor das pesquisas, contra os animais, em Ponta Grossa Pr, fizemos parte do conselho da universidade estadual mas desistimos porque eramos sempre voto vencido, e no final estavamos avalizando o uso de animais, nenhum instituição de defesa dos animais realmente séria deveria participar destes comites

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪