12/09/2013

Pitbull resgatado por ONG desaparece de santuário para pets

Ontem fiz uma postagem perguntando se alguém sabia desta história direitinho. Pois é, saiu publicado no R7 toda encrenca. Agora, vejam vocês, ainda não nos recuperamos da história do abrigo UPA do Deputado Feliciano, estamos diante de outro escândalo... que barbaridade.... e se intitulam "protetores" de animais, né mesmo? Já me chegaram informações horríveis sobre este tal Santuário de pits. Aliás, fizeram uma pagina no Facebook  A Fraude Do Santuário Pit Bull... Que horror!!!!! Quando eu falo que temos que ser a favor de extinção de raças que são cruelmente exploradas por "serumanos" é por isso... nem nas mãos de "protetores" estão a salvo.... Jesus, me abana!!!!!
____________________________
Organização responsável pela recuperação do animal busca informações

Pit bull Prince vivia
no santuário para a raça desde maio de 2011
Reprodução/Facebook
A ONG de resgates e recuperações animais Salva Cão passa por um período de dúvida, tristeza e irritação. Um de seus cães desapareceu do local onde estava abrigado. O pitbull Prince, que aguardava adoção desde maio de 2011 no Santuário de Pit Bull situado em Embu-Guaçu, região metropolitana de São Paulo, não vem sendo localizado desde a última sexta-feira (6).

A organização não governamental não possui sede própria e por isso faz uso de hotéis, abrigos e casa de colaboradores para que seus animais não voltem para as ruas. Segundo Alessandra Siedschlag,
presidente do SalvaCão, o projeto pagava R$ 450 mensais para que Prince vivesse no santuário especializado na raça. Ainda de acordo com Alessandra, o animal recebeu uma proposta de adoção e por isso realizaram contato telefônico com o Santuário PitBull. A reposta, para surpresa da ONG, é que o animal tinha sido adotado há 20 dias.

— Fernanda e Paulo, donos do santuário, disseram que não nos deram a notícia porque queriam que fosse surpresa. Então, pedi que eles fornecessem os dados da pessoa que adotou o Prince, mas eles disseram que não passariam. Falamos com eles na sexta-feira por duas vezes, anteontem escrevi e-mail e falamos ao telefone e foi-nos informado que logo à noite teríamos os dados. Até agora, nada aconteceu.

Na terça-feira (10), Alessandra tentou mais uma vez contato com o Santuário Pit Bull e foi informada que não receberia os dados do adotante já que o ato configuraria "quebra de sigilo", nas palavras de Paulo Melo.

Antes do episódio desagradável com Prince, a ONG SalvaCão não havia tido nenhum tipo de problema com o local.

— Nunca tivemos problema e nunca ouvi falar de ninguém que tinha tido. Porém, desde a semana passada, quando começamos a falar sobre o sumiço, apareceram mais quatro casos semelhantes na internet. Todos os relatos foram como o de Prince: cães que deveriam estar lá e não estão mais.

A ONG SalvaCão segue sem notícias de Prince. Apelos nas redes sociais têm sido feitos a todo momento. Procurada pela reportagem do R7, o Santuário Pit Bull não atendeu aos telefonemas e excluiu o perfil oficial no Facebook.

Inconformada, Alessandra Siedschlag faz seu último apelo.

— Não entendo como ninguém denunciou antes esse lugar. Não entendo como deixaram quieto. O meu maior desejo agora é saber o que houve com o Prince e saber como ele está.

14 comentários:

  1. VERA LUCIA RICARDO12/09/2013 12:48

    Sheila, fiquei passada e engomada qd li isso ontem. Não tinha o santuário nem os donos no eu face mas sempre recebia alguma msg deles compartilhada por algum contato meu, e sempre achei que fossem pessoas sérias e honestas.
    Lembro que várias vz junto a mensagem vinha uma imagem metade pitbul e metade um rosto humano que eu deduzia ser da tal Fernanda mercia.
    Como acabou de me dizer uma amiga minha que é protetora em são Paulo:" Como a gente vai conscientizar as pessoas sobre maus tratos, preconceito, se DENTRO da proteção a gente ve isso?".
    Lamentável.

    ResponderExcluir
  2. Eu estou mais que passada e engomada, pq primeiro, eles não são uma ONG, SÃO UM HOTEL! Eles cobram a hospedagem e muito bem cobrado ainda, e sumiram com diversos animais, não é apenas com esse. E para piorar, deletaram a página do face e dos donos também...

    ResponderExcluir
  3. É estranho, mas quando precisei de ajuda em 2011 quando resgatei uma pitbul com o rosto comido por uma bicheira, só quem me deu auxílio de verdade foi a D. Maria Elisa e a Patrícia da Pitcão. Eu liguei para o Santuário na Época e me cobraram 450 reais por uma mensalidade... Nunca mais entrei em contato, eles não queriam ajudar e sim ganhar dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pessoal do Pitcão é 10! Me ajudaram, tb!

      Beatriz Pacheco

      Excluir
  4. O pior de tudo é não saber o que aconteceu ao animal, isso corrói qualquer um, é horrível!
    Jurava que eram bons mesmo, tanta propaganda em cima!
    Carmen

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha ouvido falar mal deles no ano passado de uma amiga q mora em SP, moro no Rio, mas tudo q passa de boca a boca, nada confirmado, isso só me fezer certeza q eles não prestam. Na época me falaram até q eles usavam ou vendiam pits pra rinha!!!

    ResponderExcluir
  6. Gente ruim, perversa, que se acha acima de tudo. Que sofram em dobro!

    ResponderExcluir
  7. é bem provavel que o animal tenha morrido, tem que botar a boca no trombone e tornar isso publico para o maior numero de pessoas possiveis. há quase um ano veio a publico aqui no rio de janeiro um caso de hospedagem para caes que deixava os caes morrerem de fome e doentes, e pasmem pq a "proprietária" era estudante de veterinária da universidade castelo branco. depois do escandalo ela saiu da faculdade, mas e os animais? e o sofrimento causado?

    ResponderExcluir
  8. Tem vários outros que ocorreu a mesma coisa, não é um caso isolado, só souberam que não estavam lá qdo ameaçaram, tentaram de todas as formas ter notícias.

    ResponderExcluir
  9. Moro no RGS e não tenho viabilidade de estar em loco para averiguação. estou muito decepcionada.
    Sempre defendi Eles, pois, até então eram rusgas de protetor x protetor, sempre deram respaldo das acusações publicavam, respondiam colocavam sua posição sobre os fatos com provas. Agora simplesmente deletam páginas, se calam e somem? Com este ato só ratificam e endossam as suspeitas que estão sendo lançadas na net. Não quero sensacionalismo e sim, a verdade..SÓ A VERDADE.. pois, os que sempre pagam a conta do descaso são os animais, neste caso os tão humilhados e discriminados Pit Bull. Graças aos céus que o pessoal O Grito do Bicho está atuando, pelo menos divulgando para que a VERDADE venha a tona.

    ResponderExcluir
  10. Acreditava que fossem protetores de verdade, pessoas sérias e empenhadas em resguardar uma raça tão ameaçada como o pitbull. Pensei que fossem como a Pitcão da drª Patrícia Cancellara, mas me decepcionei totalmente.
    Espero que o caso não seja esquecido, pois eles devem satisfações!

    ResponderExcluir
  11. Sheila,o que você tem contra o Feliciano?Achei meio pretensiosa aquela reportagem,aliás vocês querem uma ong parecendo a Humane Society dos EUA? Assisti todos os vídeos e achei tudo aquilo bem normal do que são abrigos aqui no Brasil.Se entrar na SPAC de Curitiba é 10 x pior e meso assim eles fazem tudo e mais do que podem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lorenza,
      comprovei aqui no blog que há coisas BEM EXPLICÁVEIS dentro da política. Acredito em boas intenções sim, mas, me exaspera a arrogância com que as coisas são feitas.
      Nos meus mais de 42 anos de militância na proteção, comprovadamente, aprendi muita coisa e constatei que uma das características de protetores é o desinteresse em fazer um bom trabalho. Aqui no Brasil, se tivéssemos a humildade de aprender com quem sabe, teríamos Humane SocietyS às centenas.....O dia que "protetor" brasileiro, em especial, se conscientizar que os animais merecem que sejamos capacitadas para defende-los, eu fecharei meus olhos para a eternidade muito feliz.... Protetores não deveriam viver nos "achismos" que tanto prejudicam a nossa causa..... Enfim, ainda tenho esperança.....

      Excluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪