05/09/2013

Papa está preocupado com a proibição do abate kosher de animais na Polónia

A notícia é de uma mídia portuguesa e, sinceramente, gente, não gostei desta "preocupação" do Papa a respeito de tamanha crueldade embutida nos tais abate kosher e halal (diga-se todos os abates, claro). Publicamos aqui sobre a proibição destes abates na Polônia que foi uma grande vitória da proteção animal de lá. Veja só: Proibição de abate “kosher” inflama relações entre Polónia e Israel . Agora, o que o Papa tinha que meter o bedelho? sei não.... foi um sinal de alerta que me provocou ENORME MAL ESTAR!!!!!! Se bem que ele pode ter, apenas, recebido as reclamações e ter feito um "mis-en-cene", que seria bem normal, né? A conferir....

_____________________________________
Presidente do Congresso Mundial Judaico
oferece um presente ao Papa Francisco
Depois de um encontro com responsáveis judaicos, Francisco encarregou o Cardeal Kurt Koch de averiguar a situação na Polónia, onde a Igreja tem muita influência.

O Papa Francisco mostrou-se pessoalmente preocupado pela recente proibição do abate de animais segundo as tradições religiosas, na Polónia, que põe em causa a liberdade religiosa de judeus e muçulmanos naquele país. 

Numa reunião com representantes do Congresso Mundial Judaico (CMJ), que decorreu, na passada segunda-feira, no Vaticano, o Papa ouviu com atenção as queixas do presidente da organuzação, Ronald Lauder, e, segundo Lauder, pediu
ao Cardeal Kurt Koch, responsável pelo diálogo ecuménico e pelo diálogo com os judeus, para acompanhar a situação. 

A notícia foi bem recebida pelos representantes judaicos, especialmente, pelo rabino-mor da Polónia, Michael Schudrich, que, em declarações ao “The Jerusalem Post”, disse que se trata de um gesto “bem-vindo e muito encorajador, sobretudo, vindo do Papa”. 

A Igreja Católica goza de uma significativa influência na Polónia, pelo que o rabino espera que, agora, em conjunto com o Governo polaco, se chegue "a uma solução rápida e sábia”. 

O Governo polaco opôs-se a esta proibição que foi mantida, todavia, pelo parlamento do país. A União Europeia exige que os animais abatidos para consumo estejam inconscientes na altura em que são mortos, mas as leis religiosas de judeus e de muçulmanos exigem, pelo contrário, que estejam conscientes. 

Na maioria dos países da União Europeia, existem regimes de isenção para estas comunidades religiosas, mas, na Polónia, o Supremo Tribunal considerou que a isenção violava a lei nacional. O Governo tentou passar uma lei para regularizar a situação, mas esta foi chumbada no Parlamento.

Actualmente, o Governo de Varsóvia e as comunidades judaica e muçulmana estão a tentar encontrar uma solução, mas tanto o ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel como várias organizações judaicas já expressaram a sua preocupação.

6 comentários:

  1. Não tenho o que comentar, triste no mínimo.

    ResponderExcluir
  2. Espero, sinceramente, que tenha sido um mal entendido. Prefiro acreditar que o Papa foi mal interpretado, por que do contrário, minha decepção será total. Já não me empolguei muito com ele, porque São Francisco prezava pela vida e deixou muito bem claro, seu amor pelos animais e toda natureza. Sua atenção não era apenas voltada ao ser humano pobre materialmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ser muito triste se der tudo pra trás agora, pensei que ele se salvava

      Excluir
  3. nao gostava dele, passei a gostar e agora nao to gostando mais

    KI merrrrrrrrrrrrrrrrda !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conceição06/09/2013 13:53

      Não gostava, continuo não gostando e tenho a impressão que vou odiá-lo em breve.
      bjs

      Excluir
  4. A bem da verdade, eu não tô nem aí pra religião nenhuma!!! Muito menos as que veem como "normal" a crueldade contra os animais, incluído esse abate aí e os tais sacrifícios de macumba. Não tô nem aí!!! E o papa só tá fazendo marketing, defendendo a "liberdade religiosa", é claro. Absurdo.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪