30/08/2013

Alunos da Veterinária da UFSM fazem vídeo de protesto à proibição do uso de animais.

Aí, galera do sul, fiquem atentos.... o passo que o MGDA deu foi muito importante e precisamos manter a decisão.... Precisando da gente do Brasil todo, grita daí que a gente replica daqui.....


15 comentários:

  1. PARABÉNS A TODOS OS ENVOLVIDOS!!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me expressei mal, pois o que eu queria dizer exatamente, é o por que das grandes emissoras não divulgarem e apoiarem protestos em favor dos animais. A mídia sempre aparece para maldizer sobre os Pit Bull's, pombos, gatos, protetores... Mas quando se trata de informar, esclarecer a população sobre os cuidados ao bem estar animal, só aparecem meia dúzia de gatos pingados e ainda assim com matérias raras.

      Excluir
  3. Concordo com o professor que diz que os alunos precisam praticar, mas tenho uma proposta: façam isso em animais que realmente necessitem do procedimento!!!! Simples assim! Eu, por exemplo, fiz um implante dentário, que ficou ótimo, com alunos de odonto da PUC/RS aqui em Porto Alegre. É assim que deve funcionar com os animais!!! Pelo amor de Deus, tem tanto bicho precisando de tratamento, seja cirúrgico ou não!! Pensem!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também penso assim, Marluza, mas nesse caso o tutou do animal estará lá e cobrará: Anestesia, destreza e principalmente um supervisor pronto para intervir se necessário, coisa que eles não querem. Eles querem fazer tudo sem se preocupar com o animal que está sendo manipulado, como se fosse uma coisa, que não sente dor, medo e etc...

      Excluir
    2. Isso mesmo Marluza. Ninguém vai medicar, quem não está doente. Já que eles precisam da prática, então que façam em animais que precisam realmente. Quantos animais estão por aí doentes e a família não tem condições de pagar um veterinário?!

      Excluir
  4. A experimentação animal é desnecessária, e quando usada é uma fraude. Estes professores deveriam de se envergonhar em ter preguiça de pesquisar métodos substitutivos. Contem comigo também para fazer pressão...

    ResponderExcluir
  5. Teresa São Paulo30/08/2013 21:45

    Eu acho que as aulas práticas devem oferecer atendimento aos animais da comunidade carente, fazendo procedimentos como castração e cirurgias (se necessário.
    Os professores fariam a cirurgia e os alunos iniciantes ficariam observando. Com o passar dos anos os alunos poderiam operar os animais sempre com a supervisão dos professores.
    DÁ PARA FAZER ISTO, É SÓ QUERER.
    NÃO PRECISA ABRIR ANIMAIS ALEATORIAMENTE P/ DEPOIS MATÁ-LOS.
    USEM A MEDICINA VETERINÁRIA P/ SALVAR E P/ CONTROLE DE NATALIDADE.

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente a maior parte destes estudantes de veterinaria vão trabalhar é com a exploração dos animais.
    E como disseram mais acima, procurem animais que precisam mesmo dos procedimentos então !!

    Beatriz/ Porto alegre

    ResponderExcluir
  7. Com certeza, na cidade, deve ter um monte de cachorros precisando de cirurgias, por que eles não passam a atender a esses animais? Façam um cadastro antes e, quando precisarem dar uma determinada aula, peguem esses animais, simples assim.

    ResponderExcluir
  8. Acho que a maioria destes alunos buscou o curso por hoje ser uma profissão muito rentável, muitos não conseguem medicina e vão para veterinária. Acho que não conheci até hoje um veterinário que tivesse realmente um grande amor por animais, sendo capaz realmente de se doar na profissão simplesmente por amor aos seus pacientes. Vejo nesta situação a incompetência de todos principalmente dos gestores do curso. Preguiça, falta de interesse, falta amor pela profissão, comodismo, o pior passam isto para os alunos que serão os futuros médicos de nossos amigos animais.

    ResponderExcluir
  9. Ana Lucia Nunes01/09/2013 22:54

    Deveriam publicar os nomes desses monstros para quando se formassem não arranjassem nenhum cliente !

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪