06/07/2013

Chuva provoca cheia de rio e dois mil animais morrem afogados no Paraná

Apesar de ter uma semana esta notícia, fiz questão de registrar o destino destes pobres animais que morreram afogados ou nos facões daqueles que os resgataram..... não morre de um jeito, mas, morre de outro.... aliás, os que foram salvos, foram direto para os matadouros..... pilharam os sobreviventes.... meu Deus!!!!


Dos 2.500 animais que eram criados nas propriedades rurais de Douradina, no noroeste do Paraná, 2.000 morreram afogados pela cheia do Rio Ivaí, que
alagou a cidade. Os donos das fazendas não conseguiram transferir a tempo as cabeças de gado e os cavalos para locais mais distantes. O número foi confirmado pelo prefeito Francisco Aparecido de Almeida, nesta sexta-feira (28).

Desde quarta-feira (19) a chuva castiga o Paraná e 59 municípios decretaram estado de emergência. Segundo a Defesa Civil mais de 78 mil pessoas foram afetadas, mais de 12 mil estão desalojadas até o momento. Conforme o Instituto Tecnológico Simepar já choveu mais de 3.900 milímetros - 220,7 mm a mais do que o esperado para o todo o mês. Nesta sexta-feira, a chuva deu uma trégua para os moradores.
saiba mais

A área agrícola registrou ainda mais prejuízos. Plantações de arroz, depósitos, equipamentos agrícolas e móveis também foram perdidos. Pecuaristas e equipes da prefeitura trabalham para resgatar os outros 500 animais que sobreviveram. O objetivo é transferi-los para locais seguros, distantes da margem do rio.

A prefeitura de Douradina estima que os prejuízos com a morte dos animais, com a perda de plantações de arroz e equipamentos podem ultrapassar os  R$ 10 milhões. “O nível do rio nunca tinha chegado a esse ponto. Tem trator, móveis, animais, tudo debaixo da água”, descreve o prefeito Francisco Aparecido de Almeida.

As famílias que cuidavam das propriedades foram retiradas na quinta-feira (27) com a ajuda de um barco da prefeitura e abrigadas em casas de parentes.

Querência do Norte
Em Querência do Norte , os prejuízos também são grandes. Como o município é cercado pelos rios Ivaí e Paraná, 120 famílias estão desabrigadas. Da madrugada de quinta para sexta-feira a água avançou mais 30 metros da margem.

As propriedades rurais que ficam à margem dos dois rios foram encobertas e a água já atinge o local onde os agricultores transferiram as cabeças de gado que sobreviveram, cerca de 35 metros acima.

Segundo a Prefeitura de Querência do Norte, a Defesa Civil do município está acompanhando as famílias e deve emitir um balanço dos estragos e a quantidade exata de pessoas desabrigadas.

Fonte: G1

6 comentários:

  1. Foram as autoridades que abriram as comportas da usina de Mauá e uma outra durante a noite. Os animais estavam nos pastos cercados, nas matas, amareados em casa....e deu nisso...

    ResponderExcluir
  2. RAÇA INDECENTE!
    MAS NEM SEI O QUE É PIOR, MORRER AFOGADO OU RETALHADO.
    POBRES ANIMAIS QUE NASCEM NESSA TERRA.
    ANDREA

    ResponderExcluir
  3. Povo maldito, desgraçado!

    ResponderExcluir
  4. Malditos todos os comedores de carne, leite e etc, que financiam essa exploração.
    Um aviário também foi inundado e o "lote foi perdido". Imaginem a situação
    os pintainhos consomem ração dia e noite (deixam luzes acesas, para confundir as aves e estimular a comer), eles estão pesados, gordos, as perninhas são de pintinhos, não suportam o próprio peso, eles não conseguem andar.....

    ResponderExcluir
  5. PQP!!!!!!!!!!! Não aguento mais!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Que tristeza !!!
    O ser humano é a única espécie que se fosse exterminada da Terra, o planeta não entraria em colapso, ao contrário, conseguiria se recuperar.
    O pior é que mais uma vez vai ficar por isso mesmo e ainda terá quem fique com pena dos proprietários que "perderam tudo".

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪