04/06/2013

Resposta ouvidoria sobre o cavalo explorado até a exaustão - São Lourenço - MG

Até quando, Brutus, abusarás de nossa paciência?


EPTV - Rede Globo - 03/06/13
________________
Matéria do G1


Um cavalo morreu enquanto puxava turistas em uma charrete em São Lourenço (MG). De acordo com a Polícia Militar, o animal começou a tremer, tropeçou e caiu no chão. Outro cavalo, que também puxava a mesma charrete, acabou caindo em cima dele. O animal bateu a cabeça no chão e morreu no local.

O caso aconteceu no final da tarde deste sábado (1º) na Avenida Dom Pedro II. Ninguém que estava na charrete ficou ferido, mas o fato chocou turistas que estavam no local. As primeiras informações eram de que o animal estaria exausto após um dia inteiro de trabalho, mas a polícia não confirma o fato. No boletim de ocorrência, consta que o cavalo não tinha sinais de maus tratos.A Prefeitura de São Lourenço vai abrir uma sindicância para apurar o caso.

O uso de animais de tração no turismo é um assunto que levanta polêmica. As fotos de um cavalo exausto logo após puxar uma charrete gerou indignação em dezembro de 2011 em Poços de Caldas (MG). As imagens, que ganharam repercussão em redes sociais, mostram o animal deitado no chão após um dia todo sem descanso puxando uma charrete usada para passeios turísticos na cidade.

Fonte: G1
________________
A Prefeitura da cidade recebeu inúmeros e-mails de reclamações. Acho que deveríamos continuar escrevendo:
Prefeitura de S. Lourenço: tel: (35) 3339-2700
Prefeito: José Barcia Neto - prefeito@saolourenco.mg.gov.br
Vice- Prefeita: Patrícia Pereira Lessa - patricialessa@saolourenco.mg.gov.br
 Vejam a resposta da Ouvidoria:

---- Original Message ----- 
From: Ouvidoria PMSL 
To: Prefeito Zé Neto 
Sent: Monday, June 03, 2013 3:25 PM
Subject: Re: Cavalo morre enquanto puxava charrete em São Lourenço, MG

Prezado Rogério
Nós também lamentamos o fato. 
O caso em questão foi uma fatalidade e, mesmo com fiscalização, alguma coisa foge ao controle. Não faremos nenhum julgamento antes de apuradas as responsabilidades. O município tem legislação específica e faz o possível para que ela seja cumprida.
Agradecemos sua observação e enviamos a lei e algumas informações.
Foi lavrado um boletim de ocorrência, que dará início a um processo policial, que será acompanhado pelo governo municipal. Uma investigação paralela, com base nas leis municipais 2.980 de 30/07/2010 e 3.035 de 24/08/11, será feita pela prefeitura para apurar se houve descumprimento das leis e eventual punição do concessionário.
Charretes no site da prefeitura: 

Sempre à disposição, 
Luís Cláudio de Carvalho
Ouvidor Municipal

32 comentários:

  1. É IMPOSSÍVEL QUE NÃO TENHAM UMA MANEIRA DE SUBSTITUIR ESSES ANIMAIS POR QUALQUER OUTRO VEÍCULO, EM PAQUETÁ A DESGRAÇA É A MESMA.
    ATÉ QUANDO NOSSOS POLÍTICOS VÃO CONTINUAR CAMUFLANDO SEUS DESCASOS COM OS ANIMAIS QUE TRABALHAM ARDUAMENTE EM CARROÇAS E CHARRETES PARA DELEITE HUMANO?
    CAMILA

    ResponderExcluir
  2. ABSURDO!! Deveriam de fazer esse cretino do dono da charrete, PUXAR A CHARRETE "NA MARRA" PARA APRENDER A RESPEITAR OS ANIMAIS!! e ainda ser preso e pagar a multa de maus tratos!! EXISTEM OUTRAS MANEIRAS DE FAZEREM TURISMO...ESSA COM CERTEZA NÃO PROCEDE!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas, suas palavras. É exatamente isso.

      Excluir
  3. Sou médica veterinaria, e moro em Nepomuceno, bem eprto de São Lourenço, tenho minhas duvidas que estes cavalos tenham alguma assistencia veterinaria, controle de parasitas e alimentação balanceada. recentemente estivemos em Tiradentes, onde tambem exploram cavalos em passeios, e vi bem de pertinho os aniamais cheios de carrapatos, alguns magros, sem sombrasem água disponível. apenas um ou outro proprietarios e preocupam com isso. Além do mais, como os cavalos ficam na praça, muitos turistas, ou posso até dizer, todos turistas ganharam carrapatos de brinde, inclusive eu, meu marido e nossa filha, que adora cavalos. Enaquanto não tivermos um profissional de respeito e ético, que nõ queira apenas receber o salario no final do mês, ponho em cheque a contratação de veterinarios para estas prefeituras, vejo todos se gabando que são veterinarios, mas não vejo nehuma ação efetiva no bm estar destes lindos e nobres animais. Este cavalo que morreu, aparenta estar magro, e com certeza deveria estar com alguma doença cronica, ou verminose intensa. Sua morte provavelmente não foi devido a batida na cabeça, e sim uma sincope, exaustão total.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Animais de tração são historicamente explorados e mal tratados por seres humanos inescrupulosos. É pratica medieval ter esses inocentes usados até a exaustão. Já esta mais do que na hora deste tipo de comércio acabar definitivamente.
      Michelle Toste, medica.

      Excluir
    2. è né Dra Marzureyk?

      Excluir
  4. Infelizmente fomos,de certa forma,condicionados a verem os animais como seres criados por Deus para nos servirem como objetos,mas isso está muito errado,JAMAIS,um ser de tamanha evolução e amor,faria uma coisa dessas.A exploração animal tem que acabar,os animais foram criados para serem respeitados e terem o mesmo direito à vida tanto quanto nós humanos.
    Mas que cena muito triste...

    ResponderExcluir
  5. os animais são explorados, não tem tempo para descanso, alimentação e andam no sol o dia inteiro. É um descaso não só nesta cidade, como em várias outras. Um absurdo isto. É lamentável. Quer andar de charrete, contrata um carro e não um animal.

    ResponderExcluir
  6. Antigamente , agora ainda não sei se existem , em várias cidades do interior, a gente andava em um trenzinho puxado por um Jeep ou trator ,em passeios pela cidade.Não seria mais viável , em pró dos animais , ser usado esse tipo de tração?E tem mais, era muito mais divertido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge Milesi Romano06/06/2013 21:40

      Claudio, para voce ver como o absurdo de S. Lourenço é ainda maior, o tal trenzinho sugerido por voce já existe há vários anos e é o maior sucesso. Roda dia/noite puxado por um trator travestido de locomotiva. A manutenção de charretes e cavalos para turistas em piso de paralelepípedo é de uma burrice sem precedentes. É pura manutenção de uns poucos boas-vidas que não querem pegar no pesado. E convenhamos, já fui jovem e já andei de charrete (em piso de terra), a coisa é de um desconforto absurdo, sacode o tempo todo e fica pior quando o pobre animal faz as suas necessidades durante o trajeto.

      Excluir
  7. Sueli Ap Lorenzetti04/06/2013 12:21

    Bom dia amiga!...tudo bem?

    Fico indignada com o passivo dessa historia do cavalo de S�o Louren�o.e de tantos outros locais turisticos...pois enquanto houver turistas que gostem de passear de charrete...haver� o ativo que explora esses pobres animais...
    INDIGNADA! TRISTE E ENVERGONHADA..diante de tanto sofrimento

    ResponderExcluir
  8. Até quando o dito "homem" vai colocar a ganância, egoísmo e estupídez acima da moral, da ética e da humanidade?!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Fico abismada de ver o que ainda acontece em nosso país com estes animais tão explorados.
    É pura falta de vontade política para se mudar essa situação.
    Rose

    ResponderExcluir
  10. Celia Souza04/06/2013 13:10

    Essa coisa macabra de carroças e charretes têm que acabar !Chega de escravizar animais !!Isto é sórdido Para trabalhos forçados,que peguem assassinos,estupradores e quem maltrata animais para fazer !!@

    ResponderExcluir
  11. Existe sim descaso e falta fiscalização a grande maioria, para não generalizar a totalidade de carroceiros e charreteiros além de grosseiros quando vc se recusa a usar a exploração do animal, só faltam te agredir. O poder público é omisso, mas se tb os turistas tivessem um pouquinho de sensibilidade e recusassem,fazendo um boicote a essa exploração, a coisa melhoraria em muito.Mais rapidamente apareceriam veiculos próprios para carregar turistas e poderia funcionar dia e noite! Até quando os que governam vão fechar os olhos a toda crueldade que acontece todo dia e toda hora com os animais.Daqui a pouco sai o resultado: "O animal era bem cuidado e o que houve foi uma fatalidade!!!" Triste não perceber o que disse um dia Alice Walker:"Os animais do mundo existem para os seus próprios prpósitos. Não foram feitos para os seres humanos,do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos nem as mulheres para os homens."

    ResponderExcluir
  12. Tem como substituir os animais sim. É só ter boa vontade. Aqui em São Paulo, no Parque da Agua Branca, um trenzinho que é a alegria das pessoas é puxada por um carro. É muito gostoso o passeio, ainda mais que sabemos que não é um animal que está sendo judiado para nos alegrar.

    É só ter boa vontade.

    ResponderExcluir
  13. É muito comum animais desmaiarem no meio da rua aqui em S.Lourenço
    No verão os animais ficam estacionados debaixo de sol forte, sem água e comida e sem sombra.
    É o tipo de passeio turístico que deveria ser extinto da cidade
    Tenho um hotel-pousada e recomendo aos hóspedes que não utilizem charretes devido aos maus tratos que este animais são submetidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge Milesi Romano06/06/2013 21:32

      Sou frequentador assíduo de S.Lourenço e dou os meus parabéns ao seu trabalho de conscientização junto ao turismo. Poucos fazem isso na cidade.

      Excluir
  14. Abolição animal já!!! Vão fazer turismo de bicicleta cambada de gente vagabunda!!! é de dar ASCOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Sugiro que ao invés de usarem os cavalos para puxar as carroças, usem os políticos, inclusive o Prefeito de S. Lourenço. Se for bem tratado e com fiscalização, certamente o prefeito não iria reclamar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você, aliáis em Brasilia tem VÁRIOS, que poderiam fazer isso.

      Excluir
  16. As pessoas têm que tomar consciência de não $alimentar$ esse tipo de atividade.
    Silvan Pearce Júnior

    ResponderExcluir
  17. Ana Lucia Nunes04/06/2013 20:43

    De novo esse absurdo acontece !!!
    Não podemos deixar que novamente esses safados se safem dessa crueldade.
    Culpados por essa barbaridade, são todos os donos dos animais, quem utiliza esse tipo de transporte como turismo e as autoridades que fingem que nada sabem.
    Até quando essa barbárie ???

    ResponderExcluir
  18. Pois é Sheila. É lamentável que o pobre animal tenha morrido. De fato, o dono do animal é culpado pela morte do animal. Mas os turistas tem uma enorme parcela de culpa. Estive recentemente em Tiradentes-MG. Lá há a mesma prática: transportes de turistas em charretes. Achei um absurdo, principalmente por causa do tipo de pedra que cobre o chão da cidade. É difícil transitar de carro, imagine como deve ser sofrido para o cavalo se equilibrar ali, e ainda carregando peso. Se as pessoas se conscientizassem e não usassem esse tipo de "serviço", os animais não seriam explorados.

    ResponderExcluir
  19. Conheci Tiradentes/MG no final de semana. Seria a cidade mais linda do mundo, não fosse a escravidão equina. Ao mesmo tempo que eu me maravilhava com a cidade, meu coração jazia estraçalhado ao ver pobres animais, puxando charretes ladeiras acima, sobre chão de pedra extremamente escorregadio. Eu podia sentir o sofrimento daqueles animais e, cheguei a pedir a um condutor que deixasse o animal descansar um pouco (era visível o sobrepeso que carregava). Ele me respondeu: - ele faz isso há xx anos. Só me restou orar e pensar em entrar em contato com outras pessoas mais próximas do local, para levantar essa bandeira, pelo fim da escravidão equina em Tirdentes/MG.
    Não posso aceitar uma das cidades mais lindas do Brasil, maculada pelo sistema da escravidão. Pessoas lamentando a escravidão humana, presente em cada pedra da cidade, no entanto, ESCRAVIZANDO animais inocentes.
    Tive vontade de gritar para aquelas pessoas que entravam nas charretes, implorando a elas um pouco de compaixão. Mas, infelizmente, a compaixão não tinha lugar.
    SERÁ QUE NÃO HÁ AUTORIDADES EM TIRADENTES/MG?
    Uma cidade linda como aquela, que poderia ser perfeita, exibindo espetáculo de pura escravidão???

    ResponderExcluir
  20. Amiga: conheci Tiradentes/MG no final de semana. Seria a cidade mais linda do mundo, não fosse a escravidão equina. Ao mesmo tempo que eu me maravilhava com a cidade, meu coração jazia estraçalhado ao ver pobres animais, puxando charretes ladeira acima, sobre chão de pedra extremamente escorregadio. Eu podia sentir o sofrimento daqueles animais e, cheguei a pedir a um condutor que deixasse o animal descansar um pouco (era visível o sobrepeso que carregava). Ele me respondeu: - ele faz isso há xx anos. Só me restou orar e pensar em entrar em contato com outras pessoas mais próximas do local, para levantar essa bandeira, pelo fim da escravidão equina em Tirdentes/MG.

    ResponderExcluir
  21. Alguém aí acredita em Papai Noel? Ou no Coelhinho da Páscoa? Ora, acreditar que os animais recebem atendimento veterinário, próprio ou através das prefeituras, é o mesmo que acreditar em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa!!! E os mais SEM VERGONHA NA CARA são os turistas. Será que eles não veem nada??? Ora, não pode ter tanta ignorância assim nessa gentalha. Eles simplesmente não se importam. Por isso, sempre falo que os movimentos contra essa exploração tem de ser feitos nos locais de saída dessas porcarias de charretes, DIRETAMENTE AOS TURISTAS, fazê-los ficarem envergonhados de participar do abuso. Portar cartazes com fotos dos animais maltratados e mortos. Enfim, apelar mesmo, porque eles não querem entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estive la ano passado e discuti com um dos donos dos cavalos do ponto. Eu estava passando pelo outro lado da rua e ele veio me oferecer o tal passeio. Eu disse que ele devia ter vergonha de explorar os bichos. Os cavalos estavam cheios de carrapatos. O homem foi super grosseiro comigo e ainda me ameaçou. Ficam la batendo papo o dia todo ganhando dinheiro dessa forma covarde. Isso tem que acabar! Mas as pessoas passam e nao se incomodam com isso. Nao entendo....

      Excluir
  22. Basta de exploração e maldades contra animais, que os humanos tornem-se a origem de racionais,,,CARROÇAS NUNCA MAIS...

    ResponderExcluir
  23. CARROÇAS NUNCA MAIS - BASTA DE IGNORÂNCIAS E EXPLORAÇÃO...

    ResponderExcluir
  24. Acho que deveria ser assim: para cada dois dias de trabalho do cavalo, um dia de trabalho do dono da charrete nas mesmas condicoes. Sem agua, sob sol escaldante, sem alimentacao balanceada. Vamos ver quem morre primeiro.

    ResponderExcluir
  25. Jorge Milesi Romano06/06/2013 18:14

    Tudo conversa dos boa-vidas que preferem explorar os animais pra não ter que encarar um trampo. A cidade é toda calçada e não se justifica o turista querer "passear" de charrete no meio dos transito sempre pesado e confuso nos fins de semana, poi a cidade é atravessada por pesados caminhões a caminho da Cidade de Carmo de Minas e outras mais. Frequento S. Lourenço desde os 15 anos e já discuti com muito charreteiro/carroceiro. No ponto de aluguel de cavalos estava dando rapadura para tropa (eles adoram) e o "dono" pediu para "não estragar" a rapadura e dar para ele. Em fevereiro/2007 dei de cara com um cavalo em petição de miséria atrelado a uma carroça. Acionei a PM em conjunto com um veterinário e uma Secretária da Cidade e consegui fazer com que o animal fosse aprendido e recolhido para o pasto da PM. O dono tinha mais de 80 anos e não foi detido, mas ainda declarou que estava fazendo compras e que iria com o animal para a cidade de Soledade, que fica a uns 20 KM de São Lourenço. Não sei como postar fotos neste blog, mas vou encaminhar um e-mail para a Nossa Sheila sobre o assunto. Seria ótimo uma petição para proibir a pratica de charretes na cidade (funciona??) . A Teresinha Winter (acima) tem toda razão, o turista é que deveria ter vergonha na cara. É facil ver em S.Lourenço um bando de marmanjos em cima de charretes puxadas por um unico animal.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪