01/06/2013

Japão deve rejeitar acordo que regula pesca de tubarão no mundo

Palavra de honra que não entendo esta do Japão... um país super avançado mas com pensamentos tão retrógrados ... tão inexplicáveis.... A matéria é do G1 e lá tem outras reportagens sobre o tema bem esclarecedoras.

Foto mostra pescador secando partes de tubarões no Japão em março de 2013 
(Foto: Toshifumi Kitamura / AFP)

"O governo do Japão deverá rejeitar o acordo internacional proposto recentemente pela Convenção sobre o Comércio Internacional de Flora e Fauna (CITES) para regular a pesca e o comércio de tubarões, anteciparam
neste sábado (1º) fontes oficiais. Apesar de a espécie em geral ter sido reduzida drasticamente nos últimos anos devido ao comércio de sua barbatana, Tóquio considera que não é necessário ampliar a regulação de sua pesca e que esta deve seguir vinculada aos organismos já existentes, detalharam as fontes à agência "Kyodo".

Neste sentido, espera-se que Japão rejeite o acordo decidido no último mês de março em Bangcoc durante a convenção do CITES, na qual se decidiu ampliar o número de espécies de tubarão protegidas.Na ocasião, o acordo alcançado na Tailândia obteve apoio de mais de dois terços dos países participantes, a necessidade exigida para a criação de permissões especiais aos países que realizam exportações de tubarões para reforçar seu controle.

Durante essa convenção, o bloco de países asiáticos, liderado por China e Japão, antecipou que considerava "inaceitável" a inclusão de novas espécies de tubarão na lei de proteção, entre as quais se encontram o oceânico, o martelo comum e o gigante, entre outros. Anteriormente, o Japão já rejeitou outras decisões da CITES, como a proibição de comercializar diversas espécies de baleias e tubarões, como o branco e o baleia, e inclusive a relativa à pesca de cavalos marinhos, utilizados na Ásia para elaborar remédios contra a asma e disfunção erétil.

Segundo organizações de defesa dos animais, entre 26 e 73 milhões de barbatanas de tubarão passam a cada ano pelo mercado de Hong Kong, o primeiro destino mundial deste produto, para elaborar a popular sopa de barbatana. Além disso, os dados publicados em março pela CITES situaram a Espanha como o maior exportador de barbatana de tubarão a Hong Kong, seguido de Cingapura, Taiwan, Indonésia, Emirados Árabes e Iêmen.

Neste sentido, uma das principais ameaças dos tubarões é a prática do corte de suas barbatanas, já que depois o animal é lançado novamente ao mar.
O CITES é um acordo adotado por 177 países sob o que se catalogaram até o momento aproximadamente 35 mil espécies de animais e plantas para regular seu comércio internacional e evitar que tal atividade afete em sua existência."

2 comentários:

  1. Ana Lucia Nunes02/06/2013 20:14

    Infelizmente essa crueldade gera zilhões de lucro !
    Essa macabra atividade é alimentada por milhões de outros imbecis que adoram essa iguaria, pelo alto poder nutritivo e inúmeros benefícios para a cura de doenças.
    Nada justifica a maneira abominável de agir deles!

    ResponderExcluir
  2. A natureza dá o troco....
    logo logo, outro tsunami arrebenta vcs.

    merecidamente!!
    covardes!!!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪