23/05/2013

Pombo ceguinho - MT e mais pombos de Londrina - PR

Adoro meus pombos e morri de saudades durante o período que fiquei afastada deles por conta da minha doença. Ontem, futucando o Google, achei esta matéria publicada pelo Campo Grande News - Pombo cego que vive como galinha é personagem em projeto de animais especiais

Futucando mais , achei um vídeo mostrando a bonitinha que é
super bem cuidada por uma protetora. Olha aí:


Agora, o lado negro da questão. Eu não sei porquê, nos meses de junho a agosto, as Organizações Globo, costumam publicar matérias sobre os pombos. Falam tudo que é besteira possível para que a população urbana detestem os pombos. Na verdade, a única coisa que podemos reclamar dos pombos é que fazem cocô e suas fezes são corrosivas. Mas, fazer o quê? limpar, claro!!!!!

Este papo furado de transmissão de doenças é tão absurdo que chega doer as unhas dos pés!!!! Os habitantes dos centros urbanos tinham que viver em CTI´s por causa destas aves, não é mesmo? Sou contra alimentar para que haja um equilíbrio natural e assim não despertar tanta ira dos tais humanos idiotas que vão atrás destas reportagens mais idiotas.

Acham que é mentira? Reparem nesta matéria que a jornalista já inventou que um taxista morreu de "doença dos pombos" e que nem existe na literatura médica veterinária. Só mesmo na cabeça de jornalista mal informado. 

Paraná TV - 21/05/13

6 comentários:

  1. Esse estardalhaço td aqui em Londrina por causa dos pombos é pq morreu um homem que tinha um taxi e ficava debaixo da árvore onde os pombos dormiam e uma garota que está internada com a "doença do pombo". Td mundo sabe que essa doença é encontrada até em carnes mal passadas. O povo come td que se mexe, fica doente e põe a culpa nos outros. Se os pombos cagam no calçadão é pq cortaram tds as árvores da cidade, dos fundos de vale e da área rural. Cambada que cretinos, isso é o que a população daqui é....a maioria.

    ResponderExcluir
  2. Em muitos países é considerado um grave problema ambiental, pois compete por alimento com as espécies nativas, danifica monumentos com suas fezes e pode transmitir doenças ao homem. Até recentemente doenças eram catalogadas como transmitidas pelos pombos, tais como histoplasmose, salmonella, criptococose. Mas atualmente vê-se como exagero esta atribuição de vetor de doenças; como exemplo, o Departamento de Saúde de Nova Iorque não tem nenhum registro de caso de doença transmitida por pombos a seres humanos. Há um mito comum entre as pessoas não especializadas e até mesmo entre alguns profissionais de saúde de que eles podem transmitir toxoplasmose, mas a única maneira disso ocorrer seria através de uma hipótese remotíssima: se uma pessoa comesse a carne crua de uma ave que estivesse infectada com o Toxoplasma gondii. Portanto, o pombo não transmite toxoplasmose para seres humanos, somente para os animais que eventualmente se alimentem de aves cruas.

    O contato com fezes de pombos representa risco de contrair histoplasmose, criptococose, e psitacose. Eles têm risco potencial para transportar e espalhar gripe aviária, embora um estudo demonstrou que os pombos adultos não são clinicamente suscetíveis à mutação mais perigosa da doença, o H5N1. 28 Outros estudos também apresentaram evidências definitivas de sinais clínicos e lesões neurológicas resultantes da infecção. Além disso, tem sido mostrado que pombos são suscetíveis a outras estirpes de gripe aviária, tais como o H7N7.

    Até recentemente, havia uma certa benevolência com os pombos em áreas urbanas, sendo comum encontrarem-se em pontos turísticos em todo o mundo (como a Trafalgar Square, em Londres, ou a Cinelândia, no Rio de Janeiro), com a presença de vendedores ambulantes licenciados de milho para ser atirado aos pombos. Atualmente, tais atitudes são desencorajadas e existe uma repugnância crescente à presença dos pombos devido a falta de conhecimento.

    Pombos São menos perigosos à saúde que um ônibus lotado.

    ResponderExcluir
  3. Ana Lucia Nunes24/05/2013 10:59

    MARAVILHOSO !!!
    Lindo coração tem essa menina !!! Que Alma repleta de Luz !!! E os seus peludinhos ao invés de seres predadores, são amigos, convivendo pacificamente.
    É muito gratificante ver o quanto o ser humano é grandioso, quando usa toda sua capacidade para fazer o bem.

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonada por pombinhos, aqui tem muitos.
    Por que o povo brasileiro em geral tem tanto preconceito contra os pombos?
    Acho que é por falta de conhecimento, é burrice mesmo, que dó desses voadores.
    Luci

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de saber se alguem sabe de algum santiconcepcional que se possa colocar na agua em que os pombos bebem que é para ajudar no controle de natalidade entre eles>

    ResponderExcluir
  6. Ah gente obrigada por divulgar a história do meu filho. Infelizmente ele faleceu a 3 meses, por conta da idade avançada (ele tinha 11 anos) ele desenvolveu uma doença neurológica na qual não tinha controle nenhum dos músculos e precisou ser eutanasiado... Quanto a questão do preconceito contra os pombos, um veterinário que tem até doutorado, participa de congressos e tudo mais entrou numa discussão ferrenha comigo defendendo a existência da doença do pombo, dizendo que pombos causam isso e aquilo, amigos dele que nem estudo tem direito vieram me ofender, mas mostrar provas científicas nada..... Enquanto que eu pesquisei em várias fontes, inclusive artigos acadêmicos, e pude provar que pombos só te transmitem doenças pelas fezes ou carne mal cozida, o piolho deles se alimenta de penas, e por mais galinha que você seja, o piolho do pombo nunca poderá se alimentar em você. Ou seja, a ave pombo não te traz doença alguma, somente suas fezes e carne mal cozida, do contrário os italianos e portugueses estariam mortos, porque o tanto de pombas que tem lá... Mas pode procurar em qualquer filme, fotografia, ou pessoalmente para quem tem dinheiro, como os lugares da Itália e Portugal onde têm pombos são limpos, por isso ninguém morre por causa de pombo lá, e olha que eles se alimentam dessas aves... Podem verificar no google acadêmico ou na revista Scielo sobre as formas de contágio das doenças que dizem que os pombos transmitem, a maioria delas tem a seguinte observação: "contágio pelos pombos não conclusivo" ou "além dos pombos, pode ser transmitido por outras aves"

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪