05/02/2013

Alemanha aprova lei contra zoofilia e gera protestos


Será que estou ficando doidcha?
----------
Kiok e sua cachorra Sissy. (Foto: Reprodução/ZETA)
"A Alemanha aprovou nesta segunda-feira (4), uma curiosa lei que proíbe zoofilia no país, após polêmicas a respeito do tema ao longo do ano passado. Entretanto, apesar da multa, estimada em quase 25 mil euros, diversas pessoas protestaram em frente à Câmara de Berlim contra a decisão. 

Representante do grupo zoófilo Zeta (Engajamento Zoófilo para a Tolerância e a Informação, na
sigla em alemão), Michael Kiok afirmou que pretende recorrer à Justiça para anular a decisão. 
Bibliotecário de Munique, Kiok mantém relações sexuais com Cissy, sua cachorra da raça pastor alemão, há pelo menos sete anos. “Nos sentimos como criminosos. Isto é tudo por causa dos fanáticos defensores dos direitos animais que pensam que nós magoamos os nossos companheiros”, disse, de acordo com o jornal “El País”.


Após um levantamento, o governo alemão afirma que cerca de 500 mil animais são mortos por ano, pouco depois de passarem por abusos sexuais. Os manifestantes de Berlim apresentavam cartazes com dizeres “amamos os animais”, “condenamos qualquer tipo de violência que possa causar sofrimento e nos machuca a alma ver animais sofrerem”. 

Kiok, que já foi casado e diz ter percebido seu desejo por animais aos 15 anos, deixou claro que deverá recorrer à Suprema Corte da Alemanha para reverter a decisão. De acordo com o membro do Zeta, cerca de 100 mil alemães praticam zoofilia pelo país. “É mais fácil compreender os animais do que uma mulher, por exemplo”, encerrou o bibliotecário.

Fonte: Yahoo

20 comentários:

  1. Os alemães ainda mantém alguns pensamentos no mínimo "estranhos"...

    ResponderExcluir
  2. Esse texto do yahoo é apologia. Chamar essa lei de "lei curiosa" e não apenas lei, é desqualificar a atitude da sociedade alemã, a primeira sociedade democrática a criminalizar essa aberração, uma dentre as várias da raça humana em relação aos animais! O yahoo devia ser responsabilizado pela maneira como apresentou a informação!

    ResponderExcluir
  3. Basta ver detalhes na construção do texto: "gera protestos", "lei curiosa", "algumas pessoas protestaram" e finalmente o depoimento de 1 pessoa. O yahoo foi tendencioso, beirando a apologia, com a construção desse texto. A verdade é que a sociedade alemã, em sua grande maioria aprova essa nova lei criminalizando essa aberração da mente humana. A primeira sociedade democrática a não fechar mais os olhos e deixar de proteger taras humanas cruéis contra os animais.

    ResponderExcluir
  4. É tão absurdo pessoas acharem normal ter relacionamento sexual com um animal que nem sei o que comentar. A pastora por acaso tem a chance de manifestar consentimento com o ato? É doentio...

    ResponderExcluir
  5. Adorei saber que a Alemanha aprovou essa lei e os contrarios a ela sao seres repugnantes , grotescos, e precisam levar muita da porrada pra virar gente.

    ResponderExcluir
  6. Li a notícia ontem e até fiquei achando se não haveria possibilidade de ser mentira. Infelizmente, existe esse tipo de violência, mas não ter qq escrúpulo de ir à público p/ se posicionar contra a lei é chocante demais. Isso se chama abuso, ainda assim os sujeitos têm a desfaçatez de protestarem! Difícil de digerir um artigo com esse conteúdo.
    Na minha concepção, uma conduta dessa é tão criminosa qto a de quem pratica pedofilia. O mundo é bom, o problema é a frequência.

    ResponderExcluir
  7. O bibliotecário alemão é doente. A família ou o Estado devem levá-lo, juntamente com os outros 100 mil alemães que fazem uso da prática, para um local onde possam ser tratados dessa tara. Urgente. Isto é involução. Gente demente tem na Alemanha (país super desenvolvido) e infelizmente em todo o mundo. Aberração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Luciana.

      São doentes. Isso é uma doença psiquiátrica mesmo.

      Precisam de tratamento.

      ABERRAÇÃO MESMO. FREAKS!

      Excluir
    2. Pelo amor de Deus, com tantas coisas depravadas rolando pelo planeta, será que muitos seres ditos 'humanos' estão aos poucos ficando doentes mentais, aberrações da natureza e abusadores sexuais ao infinito?
      Penso que pedofilia já é crime hediondo, e com animais, seria o quê então

      Excluir
    3. Com tantas depravações rolando solto neste planeta, tenho a impressão que muitas pessoas estão ficando loucas, abusadores sexuais de toda espécie, beirando em doenças mentais e psicológicas. Acredito que pedofilia seja um crime hediondo,nojento, mas o quê seria zoofilia então? A que ponto chegamos agora?

      Excluir
  8. perguntaram se os animais querem fazer sexo com humanos?

    ResponderExcluir
  9. My God, isso é tão absurdo que nem nos meus mais profundos pesadelos consigo imaginar tamanha bestialidade, e o pior, existe uma "Associação" para os membros, pqp, o cara não tem capacidade de arrumar uma mulher e acha que isso é motivo de abusar de um animal indefeso, no minimo pq é um maniaco msm, que precisa é de uma boa surra para ver se vira homem...isso não é doença, é falta de vergonha na cara, de moral e senso de certo e errado, ordinarios todos que fazem isso ! que morram secos.

    Simone

    ResponderExcluir
  10. " nos sentimos como criminosos..." . WHAT THE HELL?!? MAS VOCÊS SÃO!!!

    ResponderExcluir
  11. Eu os considero tão doentes e tão detestáveis quanto os pedófilos !!

    Beatriz

    Porto alegre/RS

    ResponderExcluir
  12. Vital Fernandes05/02/2013 21:55

    Concordo plenamente com o "Anônimo". Faltou mais indignação do Yahoo na reportagem. A mesma indignação que estou sentindo agora por saber que existe uma associação que defende abertamente essa aberração. Doeu-me no coração ver aquela pobre cadela olhando para o fdp do dono. Desculpe, mas dá muita raiva olhar para um asqueroso desses. Por isso tenho cada vez mais certeza dos meus "sentimentos religiosos" e total descrença na raça humana.

    ResponderExcluir
  13. Seria interessante ler este livro: "Ecce Bestia: Libertinagem com animais" por Ezio Flavio Bazzo (Psicoterapeuta no Hospital Universitário de Brasília-DF e Escritor)
    O livro apresenta um longo levantamento histórico sobre o relacionamento zoófilo (sexual) entre os seres humanos e os animais; "Observem a incrível analogia que existe entre alguém "adorando a Deus" e um Guapeca "uivando à lua" ." Tenho certeza que este assunto não diz respeito a vocês, mas está presente em várias regiões do mundo. Textos tanto antigos como modernos mencionam a prática e o vício de bestialismo por todos os lados do planeta, inclusive em lugares chiques, impensáveis e fora de suspeitas. Escribas religiosos relatam historias de sacerdotes sabichões que treinavam diversas espécies de animais no interior dos templos para transarem em público com mulheres, para sodomizarem homens e para serem por eles sodomizados. Muitas vezes não há uma violência explícita contra os animais, porque eles na verdade podem ser "seduzidos"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante essa informação, Franco. Ocorre o mesmo no caso da pedofilia, não? As crianças tb podem ser seduzidas e nem por isso tem capacidade e maturidade para entender o ato e não se pode dizer que estão consentindo com ele. Para mim a violência é explícita, mesmo no caso de animais.

      Excluir
    2. Sim Fabiola, é verdade, eu só quis ressaltar que a violência também pode ser psicológica com os animais, justamente porque não há consentimento ou entendimento de uma das partes, como no caso da pedofilia, apesar do ato ser consumado sem ameaças físicas ao parceiro.

      Excluir
  14. “É mais fácil compreender os animais do que uma mulher, por exemplo” claro! Animais não falam, não exigem, não reclamam, são dóceis e submissos, pequenos e dependentes de obter alimento. Valores estes que mulheres do terceiro mundo mantém sob tortura e seus homens orgulham-se e valores estes que os homens do primeiro mundo, como o senhor do texto, sente falta. Mulheres grotescas afastam homens, afirmam e por tanta cruel solidão (coitados!) precisam consolar-se com crianças e animais. Estes não falam, não exigem, não reclamam, são dóceis e submissos, pequenos e dependentes de obter alimento, exatamente como homem gosta.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪