• ALÔ, AMIGOS!!!

    Revista Eletrônica "O Grito do Bicho" - Fazendo a notícia na luta pelo direito dos animais do céu, da terra e do mar.

    O resultado é pela Loteria Federal.

    E, o principal, é DIGRATIS E VOCÊ PODE SE INSCREVER TODO DIA !!!
    Boa sorte!!!

Faça sua doação:

Texto

Receba nossos boletins diários no seu e-mail: *

terça-feira, 20 de setembro de 2011

UM PEDIDO DE REFLEXÃO SOBRE O CASO DO CÃO SANTIAGO

Galera, estou publicando a mensagem que o Fábio, o dono do cãozinho Santiago, nos enviou pelo blog. Apesar de publicar todos os comentários dos leitores, queria lembrar, amigos, que não estamos brigando com a cinofilia neste momento, mas, contra a negligência da GOL.

Ou seja, alguém pagou pelo transporte de 3 animais e um dos animais morreu por falta de atenção. Ponto. Se o dono do cão é ou foi criador, não deveria nos interessar. O que importa é que o Santiago morreu e o preço a ser pago pela negligência, deve ser alto. Para mim o cão Santiago é um animal por quem devemos pedir justiça. Se a empresa GOLLOG oferece este serviço e ilude que os cães ficarão bem, tem que pagar por esta ilusão.

Precisamos entender que ninguém é igual a ninguém e nem todos tem as informações que temos. Somos um percentual que nem entraria numa estatística de população bem informada sobre direito/exploração animal. O fato de "eu não faria isto ou aquilo" não deveria vir primeiro do que o fato de que um cão morreu por negligencia de uma empresa que cobra alto por serviços de transporte, entendem?

As razões apresentadas pelos leitores são compreensíveis (e eu assino todas elas), mas, não devem tirar o foco da questão. Se isto aconteceu com um dito criador (ele nega, tomando por critérios do que é ser vendedor de animais), poderá acontecer com qualquer outro bicho de pessoa desinformada sobre os "desastres" da GOL. Precisamos juntar esforços para a punir a GOL por ter deixado morrer um animal, por deixar fugir outros animais, etc etc.etc

Confesso ficar meia decepcionada por achar que a morte do cão Santiago não merece nossa indignação porque era de um "criador". Não deveríamos julgar o sentimento das pessoas achando que o caso da Nair ou do Maicom é maior ou menor do que do Fábio só porque ele foi handler, conhece o mundo de exposição de cães e vive de tosa de animais....

Peço uma reflexão maior de todos nós e, de joelhos, peço perdão por estar pedindo tal reflexão. Podem me esculhambar que eu publico, tá? kakakaka... Leiam a mensagem do Fábio.


"Sou Fábio, dono do Santiago. Gostaria de avisar que nós vamos processar a Gol, não podíamos dizer no domingo porque o advogado estava juntando as papeladas, mas isso vai ocorrer sim! Não tenho como obrigá-los a acreditar no amor em que eu sentia pelo Santiago, mas estamos sofrendo, pois ele fazia parte da minha família. Pedi que eles fossem transportados comigo, minha mulher e nossa filha, mas eles não deixaram. Quando falei na entrevista que o Santiago já deveria estar passando mal, me referi antes de ele embarcar, não quando estava comigo. Ele ficou 8 horas com a Gol, e eu quis dizer que de repente ele já estava passando mal antes de entrar no avião, mas eu infelizmente não tinha como saber. Nada vai trazer o Santiago de volta, mas acredito que uma empresa como a Gol só aprende quando dói no bolso dela. Já juntamos todas as provas que temos (fotos, vídeos e laudos) que comprovam a negligência da Gol e estamos dando entrada no processo. Mais uma vez agradeço pelo espaço e espero que as empresas aéreas vejam os animais com mais carinho porque eles não sabem se defender."
_________________

DESTAQUE DO NOSSO LEITOR (matéria de 2005 - fato ocorrido em 2003)
Gol é condenada a indenizar dono de cachorro morto durante vôo
________________

POSTAGENS DE REFERÊNCIA:

- "FALA BICHO" ENTREVISTA FÁBIO DOS SANTOS, DONO DO CÃO SANTIAGO
- MAIS UMA VÍTIMA DA GOL?

_________________
NOTA DA EDITORIA:
não publicaremos nenhum comentário desrespeitoso ao Sr. Fábio que foi gentil em dar uma entrevista para todos nós.
.
Leia mais...

CÃES DE RUA INCOMODAM OS MORADORES DE COLATINA - ES

As vezes eu estranho as pessoas meterem o malho nos CCZ´s de forma generalizada. Tem muito canallhinha dentro de vários deles, mas, não representa o total. Muita gente estranha quando digo que dentro do CCZ e do IJV aqui do Rio de Janeiro, eu encontrei mais protetores do que aqui fora. Quem conhece sabe do que falo. Fazer proteção animal é agir em nome dos direitos deles e temos que ter cuidado quando somos radicais em certas ocasiões.

Na reportagem abaixo a gente pode perceber que o o povo é que precisa ser catequizado, juntamente com a mídia que insiste em extrapolar em cima de zoonoses achando que estão fazendo um bem para o social. Qual, estes jornalistas mal informados tem sido nossos maiores problemas, não? Eu faria a seguinte manchete substituindo a que a TV colocou: "Moradores de Colatina deverão ser multados pela sua irresponsabilidade com referência aos animais"... Tá bom? é só sugerir a sua....


ESTV - Rede Globo - 19/09/11
.
Leia mais...

GEORGE DO VEDDAS ESTÁ DIZENDO QUE ESTÁ GRÁVIDO!!!!



Gestante, grávido, prenhe... sei lá....

Coisas do George!!!!!! kakakaka

Clique na cegonha para ler
Leia mais...

VACAS GOSTAM DE OUVIR JAZZ, COMO EU!!!! KAKAKAKAKA...

Quase um milhão de acessos na internet...
pelo menos estão salvas do matadouro, acho eu....


.
Leia mais...

GUARDA MUNICIPAL MATA UM CÃO DIZ QUE FEZ "PORQUE QUIS"


E FOI TUDO.... LUTAMOS TANTO PARA CRIMINALIZAR A CRUELDADE CONTRA ANIMAIS .... ANTES ERA CONTRAVENÇÃO PENAL.... E AGORA? NÃO DÁ NO MESMO?
________________

Guarda municipal é preso após atear fogo e matar cachorro com maçarico

Policiais do 28º BPM (Volta Redonda) prenderam, na tarde desta segunda-feira, o guarda municipal de Barra Mansa Gerson dos Santos Reis, de 46 anos. Ele é acusado de ter ateado fogo em um cachorro numa praça no Centro de Volta Redonda, no interior do estado. O animal morreu. Segundo a polícia, Gerson estava embrigado. O crime foi cometido com um maçarico, alimentado por um pequeno botijão de gás, que o guarda carregava. Assustadas, pessoas que passavam pela praça chamaram a polícia, que prendeu Gerson em flagrante.

Ele foi levado para a 93ª DP (Volta Redonda), onde foi autuado por maus-tratos a animais com evento morte e embriaguez, com pena de até nove meses de detenção. Em depoimento, o guarda disse que queimou o cachorro “porque quis”. Após assinar um termo de compromisso de comparecer à audiência no Juizado Especial Criminal (Jecrim), Gerson foi liberado.

Fonte: Jornal EXTRA
.
Leia mais...