12/12/2011

CAMPANHA DA WSPA SOBRE OS ANIMAIS DE CONSUMO

Eu não sei, exatamente, o que se deve pensar sobre os animais que são usados para consumo humano... Este tipo de trabalho aqui atrasa nosso objetivo de tornar a humanidade vegetariana ou é uma tentativa de amenizar o sofrimento do animal? Bem, você decide se participa ou não...



.

14 comentários:

  1. Isso apenas atrasa o nosso trabalho. Isso e progaganda falsa.

    ResponderExcluir
  2. Bem estarismo = melhoria das condições de vida do escravo. Quando o escravo estiver produzindo pouco, será condenado à morte, de forma bastante humana.

    ResponderExcluir
  3. Acho que a proteção animal se faz em degraus, encima de uma escada. Felizes os que já estão no topo da escada e são veganos. Longe desta escada ainda está uma porcentagem muito grande da população mundial. Enquanto não se consegue uma lei que proíba o consumo de carne sumariamente (se é que teremos uma lei dessas algum dia sendo sequer cogitada para votação), considero de suma importância as entidades de proteção animal se mobilizarem em ações para minimizar o sofrimento desses animais na hora do abate. Porque a realidade é: SIM, vão ser abatidos! Quantos abatedouros clandestinos (que matavam na marretada ou com choque) foram fechados pelo Levai com a lei do abate humanitário na mão?? No ano passado, a PETA comprou ações do McDonald's para poder agir lá dentro, junto aos fornecedores, pelo bem-estar dos animais usados nos produtos. Não chamo isso de hipocrisia, chamo de estratégia! Radicalismo não é bom prá ninguém. De acordo com os radicais, deve-se tentar leis para o fim dos abates? Ok, por que não vão em frente? E até conseguir isso, vamos deixar que matem a marretadas, a choques, a machadadas... Pés no chão - e na realidade que sabe-se lá qtos anos, décadas vai demorar prá mudar - é primordial para a proteção animal. O radicalismo só afasta as pessoas, até mm protetores de cães e gatos, que são chamados de hipócritas e "protetores" (assim, entre aspas mesmo). São discriminados, apesar de que se engajam em diversas lutas da proteção, não só no socorro a cães e gatos. Boa parte deles é bem-estarista, mas abraça causas como rodeios, circo, experimentação animal... mas isso não é suficiente para os radicais, não é mesmo? Pena... dois grupos que deveriam ser unidos em várias outras lutas da proteção, e não se unem por esse radicalismo que discrimina - quem não é vegetariano ou vegano não é bom o suficiente para eles. Mas por enquanto, é uma lei bem-estarista no Brasil que regulamenta o abate humanitário (lei feita pela WSPA e pelo Forum Nacional de Proteção e Defesa Animal).

    ResponderExcluir
  4. Desculpem, mas não se pode reduzir uma questão tão complexa a um veredito de duas palavras. Precisamos encontrar um jeito de harmonizar as necessidades de todas as espécies do planeta, para que todas obtenham a melhor vida possível - e morte digna e respeitosa.
    Por coincidência, li há pouco que os grous, aves migratórias, não estão mais migrando no tempo certo na Europa, e com isso agricultores alemães estão perdendo suas colheitas. Quer dizer: o estilo de vida consumista, que está gerando o aquecimento global, vai ter reflexos profundos na vida cotidiana de todos - inclusive a dos animais que amamos e compartilham nossa jornada na Terra.
    A primeira questão que eu deixaria aqui para reflexão: alguém já ouviu falar de gatos e cães essencialmente vegetarianos? Não, é da natureza deles alimentar-se com a carne de outros animais. E de onde provêm, hoje, a ração com que os alimentamos?
    Como se resolve isso? Com muita compaixão e consciência.
    O primeiro passo, creio, é acabar com o sofrimento injustificável na criação dos animais que sustentam a vida de outros animais.
    Lilian - Porto Alegre

    ResponderExcluir
  5. Faço minhas as palavras da Iridê - SOS Felinos, exatamente todas elas.
    Pensar em acabar com o consumo de carne chega a ser uma utopia, radicalismo e politicas separatistas apenas agravam o problema.
    Parabens Iridê pelo seu comentario.

    ResponderExcluir
  6. anselmo padula12/12/2011 18:47

    Sheila, respondo a sua pergunta: OS DEMAGOGOS ILUDIDOS DE PLANTAO esquecem q nesse exato momento enquanto lêem este comentário, bilhoes de animais estao sofrendo em jaulas apertadíssimas incapazes de se mover, privados de seu comportamento natural, apenas esperando para terem o último sofrimento q é no momento em q sao mortos.
    O Q VC PREFERE???
    TER UMA VIDA TRANQUILA E SOFRER SOMENTE NO DIA DA SUA MORTE
    OU
    SOFRER BASTANTE A VIDA INTEIRA E TAMBÉM NO DIA DA SUA MORTE

    CADA PESSOA Q DEIXA DE PARTICIPAR DESSA CAMPANHA é iludido e irresponsável. ESTÁ ACHANDO Q JESUS CRISTO VIRÁ À TERRA EM CIMA DA ARCA DE NOÉ(Noé estará junto com Sao Francisco,Iemanjá além do Espírito Santo e querubins) PRA SALVAR TODOS ANIMAIS.
    ENQUANTO NAO SE PODE ACABAR COM A MATANÇA, SE ACABE COM O SOFRIMENTO DE UMA VIDA INTEIRA. Se alguém acha q um dia isso será conseguido do dia pra noite....ACORDA!!!

    ResponderExcluir
  7. Pode-se dizer que seja menos cruel, o abate humanitário. Se bem que uma incoerência. Desde quando assassinato é humanitário? Mas, pelo menos, eles não são torturados a vida inteira. Não é utopia o veganismo. Vai sim, chegar o dia, em que a humanidade menos primitiva, deixará de comer carne. Vai ter que deixar!

    ResponderExcluir
  8. Concordo com vc Iride, e vc Evorah o ser humano demora muito para evoluir espiritualmente, então é preferível sim, que os animais tenham uma vida melhor antes de serem abatidos do que o contrario. Eu mesma ainda sou ovo láctea, mesmo para mim que sou ativista pelos direitos dos animais, fui deixando as carnes aos poucos. Agora vão fazer 10 anos que não como mamíferos ou aves. Pretendo deixar de beber leite aos poucos também, enquanto sempre compro ovo de granja, embora quando eu compro um bolo fora de casa não tenho essa escolha. Existe também a dificuldade de ser vegetariana na casa de outras pessoas. Daí, se servem carne e peixe, acabo comendo o peixe.

    ResponderExcluir
  9. Gente !!!

    Sejamos honestos !!! Vamos convencer as pessoas, pelo menos a maioria delas, a não comer carne, quando ??
    Infelizmente vai demorar, anos e anos....creio eu
    É certo que os animais de produção tenham vidas e mortes miseráveis até lá ??
    Voto apenas pela morte miserável, Pelo menos é o que desejaria para mim, e assim, para os outros !!
    Sem carne é o certo, mas por enquanto que isto não chega, sem tanto sofrimento, por favor !!!

    ResponderExcluir
  10. ADOREI TEU COMENTÁRIO ANSELMO !!!

    Beatriz

    Porto Alegre/RS

    ResponderExcluir
  11. Pessoal: gostei do que todos escreveram. Este blog tem sido visitado por pessoas realistas, pé no chão. Beijos a todos!

    ResponderExcluir
  12. Jorge Milesi Romano13/12/2011 22:14

    Eu já tinha repassado essa campanha da WSPA e cheguei a ganhar uns puxões de orelha por estar fazendo apologia a "morte feliz". Não vejo dessa forma. É como o termo citado em um comentário desse blog: "semi-vegano". Deixar de comer carne um dia na semana, é muito melhor do que comer carne todos os dias. Se não se pode proibir a industria da carne, já é um caminho criar regras e leis que cuidem dos animais de produção até o seu abate. Isso dificulta e torna onerosa a criação de animais, desestimula a prática e encarece o produto final e menos pessoas tem acesso a ele. Ou seja, acabam deixando de comer carne na marra, e o mais importante, a tradição da alimentação carnivora vai mudando e diminuindo o abate. Achei perfeita a colocação da Iridê e da Lilian, assim como dos demais. ter opinião formada e difundir, é o que conta, sem radicalismo.

    ResponderExcluir
  13. Recebi essa mensagem de um amigo ativista. Reitero e repasso a quem interessar possa. Quem tiver um pouco mais de dois dedos de testa irá logo perceber a jogada.

    AÇÃO ONLINE da WSPA: fique rico MATANDO OS ANIMAIS de forma "humanitária"

    ===================================

    Rio+20 ECONOMIA VERDE: SALVE O PLANETA E FIQUE MILIONÁRIO

    Esta é a lógica por trás das campanhas e eventos como a Rio+20 “ajudar” a natureza, que vão de reciclagem à milionária indústria da “restauração” de matas.

    Com estes tipos de ajuda, o Planeta pede socorro: “Parem de me ajudar, pelo Amor de Deus”.

    O tema da Rio+20 será como as empresas podem ganhar mais dinheiro fazendo marketing enganoso de que ajudam a salvar o Planeta com seus negócios. Acesse a matéria completa (com fotos).

    Site O ECO, Rio de Janeiro (RJ)

    http://www.oeco.com.br/germano-woehl/25043-salve-o-planeta-e-fique-tambem-milionario

    A propósito, o prazo para as ONGs enviar de propostas (inclusão na agenda) para a conferência já se esgotou há 3 ou 4 meses. Creio que a WSPA está um pouco atrasada com a propaganda.

    ***

    WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal

    Bilhões de animais são criados todos os anos para produção de carne, leite e ovos. Muitos deles vivem em sistemas intensivos com baixo nível de bem-estar.
    Mas VOCÊ pode mostrar que se importa também com os animais de produção.

    O governo brasileiro será o anfitrião da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que acontecerá no Rio de Janeiro, em junho de 2012. Será, sem dúvida, um dos eventos mais importantes dos últimos tempos que irá discutir o futuro de nosso planeta.

    Por favor, junte-se a nós para assegurarmos a inclusão do conceito de bem-estar animal na agenda da Rio+20.

    Você sabia que boas práticas na criação de animais têm um papel importantíssimo não só para a proteção de nossa saúde e de nossos recursos naturais, mas também para a subsistência de muitas famílias?

    Devemos começar a nos preparar já para a Rio+20! Faça a sua parte e envie uma carta on line a representantes da ONU. Com apenas dois cliques, você participa da campanha global da WSPA pelo bem-estar também dos animais de produção.

    Nossos mais sinceros agradecimentos,

    WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal

    Compartilhe:

    Envie para um Amigo I Assine a Newsletter
    A WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal visa construir um mundo onde o bem-estar animal importe e os maus-tratos contra os animais tenham fim, através de campanhas e cooperação com organizações de proteção e bem-estar animal e fóruns regionais, nacionais e internacionais. Reconhecida como órgão consultivo no Conselho Europeu, a WSPA colabora também com governos de vários países e com as Nações Unidas. Para mais informações sobre a WSPA, acesse www.wspabrasil.org.

    Este email for enviado pela: Sociedade Mundial de Proteção Animal - WSPA
    Av. Princesa Isabel, 323 / 801 Copacabana, 22.011-901 Rio de Janeiro - RJ - Brasil Tel/Fax: +55 21 3820-8200 E-mail: wspabrasil@wspabr.org

    ***

    <<>>

    ResponderExcluir
  14. eu como vegetariana que sou concordo com Anselmo.
    já que não podemos acabar com a matança da noite pro dia, temos pelo menos tentar que não haja mais tanta crueldade com os animais que os humanos "consomem" pq infelizmente se agirmos com a razão veremos que esse é o primeiro passo pra depois sim conseguirmos avançar contra a matança de nossos irmãos e irmãs que vivem nesse planeta escória.
    abraços

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪