26/10/2011

MARCELO TAS, DO CQC, FAZ COMENTÁRIOS ESPECISTAS SOBRE ANIMAIS

O âncora do programa, Marcelo Tas, merece receber uns toques nossos já que ele usou o famoso jargão de que "tanta gente gastando com bicho tendo um monte de crianças na rua....".

Ai ai, isto é tão imbecil!!!! o idiotas de plantão não vêem que quando comparam criança a cachorro reconhecem a mesma necessidade e atenção. Portanto, é escolha é de cada um cuidar de cães ou de crianças, certo? Repetir um conceito tão incoerente, antiquado, estapafúrdio, velho, decadente, bolorento, etc. etc. etc., é sinal de pouca inteligência. Tô errada?

Engraçado é que ninguém fala o mesmo quando uma madama compra um vestido de 100 mil dólares, né? podia dizer o mesmo... tanta criança sem roupa e esta mulher comprando um vestido tão caro!!!! qual, são uns idiotas de plantão mesmo!!!! Veja a matéria que não está ruim não. Apenas, teve este aspecto especista da parte dele. Merece um "esclarecimento" nosso, né?

Se quiser mandar um e-mail para o "safadinho do Tás"..... kakakakaka..... use este e-mail que me deu trabalho para descobrir: protesteja2009@gmail.com

________________

NOTA: o e-mail está sendo respondido como não sendo do Marcelo Tás, mas, é do CQC. Portanto, eles tem como repassar. Não sei porque consideram o assunto somente do Tas. P´ra mim não seria. Um leitor usou o e-mail rede@marcelotas.com.br . Disse que não voltou.
___________
NOTA 2 : eu peguei este e-mail com a própria produção do CQC. Acontece que quem o está recebendo e não está gostando por questões que parecem ter cunho pessoal, deveria, então, dar o e-mail que as mensagens chegassem até ele, concordam? é simples de resolver!!!!! Se quiserem escrever pelo fale conosco, o link é http://www.band.com.br/faleconosco/





CQC - Rede Bandeirantes - 24/10/11
.

26 comentários:

  1. Cida- SCSUL-SP26/10/2011 12:40

    Realmente esse tipo de comentário é extremamente irritante e imbecil. Se vc perguntar para um idiota desses quantas crianças ele ja ajudou o panaca fica calado, pois esse tipo de gente não ajuda nada e ninguém. Precisam ter um mínino de inteligencia e mudar esse dircurso babaca.

    ResponderExcluir
  2. Não vi especismo, o que vi foi a comparação entre os que tem muito e nada fazem por quem tem tão pouco que precisa de ajuda. Acho que aproveitaram a feira pra dizer isso. Também acho que é exagero o que fazem de "fru fru" com os peludos. Assim como os tutores de animais tem responsabilidades com eles os pais tem responsabilidades com suas crianças. Acho que crianças e animais são igualmente dependentes e frágeis, que cada um de nós escolha qual proteger, já que o governo, que se diz dono de todo, não protege nenhum.

    ResponderExcluir
  3. Achei estranho essa postura dele, pois no ano passado quando tivemos problemas com o nosso abrigo, porque algumas pessoas queriam fechá-lo, ele mandou um e-mail pró reitor defendendo o abrigo e a gente. Vai entender...
    Beth do Abrigo USP

    ResponderExcluir
  4. É muito simples:ele pega o $$$$$ dele e ajuda as crianças.Que cretino!

    ResponderExcluir
  5. Na verdade ele disse que os animais deveriam sim ser bem cuidados. Só incomodou porque estava se referindo a animais, sob alguem gastar 5 mil reais em uma coleira para cachorro. Não que eu seja a favor de ficar colocando um monte de coisas no pobre do bichinho - afinal animal não é brinquedo -, mas poderiam falar a mesma coisa quando alguém compra uma bolsa caréssima ou um carrão último tipo, ou mesmo quando enchem os filhos de coisas supérfluas apenas porque estão na moda. Aí, ninguém lembra das criancinhas abandonadas.

    ResponderExcluir
  6. Certíssima Sheila!! Inclusive eu vi esse programa e me deu nojo exatamente disso... e também de fazerem uma comparação ridícula de que se gasta mais em ração do que em feijão!!! Como não gastar mais em ração? Os animais comem ração em todas as refeições! Por acaso as pessoas comem feijão de manhã, de tarde e de noite e todos os dias???? Palhaçada!!! Claro a maioria de nós concorda que gastos ridículos como os mostrados para "Bel prazer" do dono são condenados pelos protetores... assim como criticamos gastos pessoais com ridículas bolsinhas de marca "X", que como vc mesmo fala, poderiam ser usados para alimentar SERES carentes!! SERES CARENTES!!! E não apenas criancinhas carentes!! O problema desses caras do CQC é que eles sabem fazer as palhaçadas deles com políticos, mas qdo entra em questão o respeito que o humano deve ter com seres indefesos, acabam se enrolando nas próprias besteiras e metendo os pés pelas mãos!! Eles tem muito o que aprender!!!

    ResponderExcluir
  7. Rachel Brani26/10/2011 16:45

    Estou colando um texto muito interessante do Dr José Ricardo Henz, que colo abaixo:
    Abraços,
    Rachel Brani


    CRIANÇA NÃO É CACHORRO
    Autor: Dr. José Ricardo Henz - Veterinário (Fortaleza/Ceará)

    "É comum as pessoas que possuem animais de estimação, e os tratam com carinho, serem constrangidas com críticas muitas vezes agressivas.
    Os donos de bicho, por exemplo, recebem a sugestão de trocar o animal por uma criança pobre.

    Quem diz isso pode estar pensando que defende os interesses das crianças carentes, mas na verdade está apenas comparando crianças a cães e gatos.
    Compreender as verdadeiras razões da pobreza e do abandono das nossas crianças é complicado.
    Fica mais fácil culpar os animais, que não podem defender-se.
    Como se ao deixar um cão de estimação morrer de uma virose as crianças passassem a comer melhor.

    O problema do menor abandonado tem vários culpados.
    As causas primárias são estruturais e não podem ser mudadas por meio de boas intenções ou decretos.
    Investimentos em saúde e educação são relegados para segundo plano.
    A má distribuição de renda gera a opulência num extremo e a miséria noutro.
    O planejamento familiar enfrenta resistência religiosa e de setores ditos nacionalistas, além da indiferença do governo.
    O Estado negligencia suas obrigações com o bem-estar social, desviando recursos da educação, saúde, moradia e saneamento básico para investir em mineração, siderurgia, telecomunicações, energia e no sistema financeiro.
    Os menores de rua muitas vezes são fugitivos da violência doméstica gerada por pais ou padrastos alcoólatras. Aí está uma longa relação de culpados de duas pernas pela situação das crianças pobres.

    Mas há pessoas que entendem que uma criança pobre e um cão têm a mesma necessidade afetiva, revelando sua ignorância, alienação ou má-fé e desprezo pela criança carente a quem dizem defender.
    Muitos podem ter condições financeiras para adotar uma criança, mas são incapazes de prover suas necessidades afetivas e segurança emocional.

    A maioria dos que adotam um animal visa preencher um vazio em sua vida.
    Pessoas idosas, muitas vezes marginalizadas pelas próprias famílias, têm no animalzinho de estimação talvez sua única razão para continuar vivendo.
    Há inúmeros registros de gente que superou a depressão graças ao convívio com animais de estimação.
    O contato com eles tem sido preconizado como um excelente auxiliar no tratamento de autistas.
    Finalmente, não são apenas as dondocas que freqüentam as clínicas veterinárias.
    Pessoas humildes passam apertado para levar ao seu bichinho o atendimento médico.

    O respeito, o afeto e o cuidado com os animais não eliminam a necessidade de atenção para com o ser humano.
    Pelo contrário, aprimoram e complementam a capacidade de nos relacionar com os semelhantes.

    ResponderExcluir
  8. Escrevi para esse e-mail citado e veio a resposta que esse e-mail não é do Marcelo Tas,poderiam verificar.Obrigada.

    ResponderExcluir
  9. Não gosto desse comentário, acho que cada um deve cuidar do que mais ama, pode ser crianças, idosos, animais, plantas, do bairro... Além de não concordar, acho ignorância achar que apenas crianças necessitam de atenção. O importante é que cada pessoa fizesse a sua diferença, abraçasse a causa que acredita e a situação estaria bem melhor.

    Claro que exageros podem ser péssimos, mas isso vale para tudo, inclusive para crianças rodeadas de mimos exacerbados (há pequenos que possuem uma verdadeira Disney de brinquedos, por exemplo).

    Não tenho filhos por opção e trato meus cães (todos resgatados do abandono) com muito carinho. Essa foi a minha escolha, apenas isso. Não está relacionada a substituir um pelo outro ou a qualquer doença psiquiátrica, ao contrário do que a Mônica Iozzi insinua (conceito preconceituoso).

    Agora pergunto ao Sr. Tas, dono desse pensamento obtuso e que deve estar com uma conta bancária bem recheada: Por que não adota crianças ao invés de ficar gastando dinheiro com caprichos?

    A cada dia acho mais engraçado (cara de pau) essas pessoas públicas, sobretudo as que trabalham em tv, fazerem discursos sobre a opulência de uns versus a miséria de outros. Logo elas que adoram ser aduladas!

    ResponderExcluir
  10. Percebe-se q o apresentador nem pensa no q vai dizer pois só pensou nas crianças.Então, deveria ter citado tb os idosos, doentes etc. Além disso, animais jovens tb são crianças...Ora, ora... haja ignorância!Q ficasse calado meditando sobre sua vocação.

    ResponderExcluir
  11. É... e com tanta criança precisando de auxílio e diversar empresas despejando verbas publicitárias na Rede Bandeirantes e no programa CQC.
    Por que as empresas que patrocinam este programa não usam o dinheiro para ajudar crianças?

    ResponderExcluir
  12. Resumindo ,,,é um bobão !!!!

    tem no cérebro o mesmo de pelo que falta na cabeça....nada x nada ....

    ResponderExcluir
  13. Gente no Brasil o número de pet shops já ultrapassou o de padarias... isso quer dizer que estamos pagando uma conta que não é nossa (levamos a fama!) Virou negócio, e não me lembro quanto percentual (40%/50%)é ilegal... quer mais algum argumento?? Virou negócio gente, não tem nada á ver com Proteção Animal como disse a Preta Gil, alguns transferem as maluquices nos animais... simples assim...
    Outro exemplo: indagaram a Luiza Mel: a gente já pode dizer q vc saiu de amante dos animais pra uma mulher de negócios já??? Gostamos dela mas ela não se importou com a colocação... então por ela não podemos nos doer né...!
    Agora, assim como o nosso querido Padre que alguns dias atrás foi infeliz em sua colocação, ele também como pessoa querida e formadora de opiniões precisa tomar cuidado com suas palavras pois não assitido na íntegra realmente levam á más interpretações!

    ResponderExcluir
  14. Essa cara e um babaca tudo que saia da boca dele
    e inutil.
    Mostrou ser ignorante e radical.
    Vou mandar email agora.

    ResponderExcluir
  15. Esse programa já tá tão decadente q nem merece comentários.

    ResponderExcluir
  16. Como me irrita essa coisa de "ajudar crianças" ..... será que só crianças merecem ajuda? Caramba, com tanta gente ajudando criança deixa quem, quer ajudar os pobres bichos que são tão "invisíveis" aos olhos dos tapadões que são capazes de pisar em um pobre cão morrendo e sequer enxergar...que raiva!Não esperava uma colocação tão burra do Tas...vivendo e arprendendo, né?!

    ResponderExcluir
  17. Esses "caras" são uns idiotas, por
    isso ñ perco meu tempo assistindo
    este programa para dar audiência
    para esta orcaria.

    ResponderExcluir
  18. Não acho o programa babaca, gostei da forma que o assunto foi colocado.
    Ele só errou deveria ter comparado cães que donos gastam horrores, com coleiras e carrinhos, blá,blá e mostrar os cães abandonados,judiados.

    ResponderExcluir
  19. Gente,

    Mandei meu e-mail para o endereço do proteste já e recebi a resposta que a mensagem não chegaria ao Tas. Então fui no blog dele e achei um e-mail direto. A quem interessar, o endereço é rede@marcelotas.com.br

    Bjs
    Nanci

    ResponderExcluir
  20. O e-mail protesteja2009@gmail.com não é do programa. Enviei e seu dono respondeu esclarecendo isso:
    "Você mandou e-mail para pessoa errada. Por favor parem de me enviar e-mails do CQC ou para Marcelo Tas!!!!!!!"
    Além do e-mail do Tas, no site do CQC há áreas em que é possível enviar mensagens, como o http://cqc.band.com.br/protesteja (que se encontra na área "Quadros"), melhor usar um deles.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  22. Pergunta para ele qnts crianças ele já ajudou ou levou alguma pra casa, ele só quer aparecer... PALHAÇÃO, OTÁRIO! FAZ O SEGUINTE ENTÃO ADOTA UM MENDIGO, JÁ Q VC É TÃO PREOCUPADO C AS "CAUSAS" SOCIAIS!!! HI-PO-CRI-TA!!!!! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  23. Diria que foi um comentário de quem realmente não tem muita informação acerca da causa animal! Mas vale à pena esclarecer junto ao TAS(de forma simples e educada), e quem sabe teremos aí mais um parceiro ativista!
    Abraços!

    Andréa - Navegantes - SC

    ResponderExcluir
  24. Nem achei a matéria inconveniente pq qdo sei de alguem que paga 5.000,00 numa coleira fico imaginando que a pessoa poderia pagar só 1.000,00 e o restante ajudar alguma associação protetora de animais.

    ResponderExcluir
  25. Lilyan Passini28/10/2011 19:24

    Eu aqui de novo!! Parece que não faço outra coisa além de assistir, tv, rsrs!!! Vi a matéria, mas o pior de tudo é fazer propaganda dessa feira. Para aqueles que não sabem esses poodles standart, que ficam expostos, são tosados, tingidos...sofrem verdadeira tortura. Uma amiga adotou um que era "usado" para isso, além de ter vivido a vida inteira dentro de uma cx de transporte, ficou cego por conta de tanta quimica!!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  26. A praça de Pedágio de Cosmópolis, volta a funcionar, e governo diz que repudia ato de vandalismo.
    1) Ato de vandalismo, contra patrimonio publico: - Praça de Pedágio, não é patrimônio público, pois não retorna nada de bom para o publico cidadão.
    2) Esta praça de nunca deveria ter sido construída onde esta, teria que ser uns 5 kilometros no sentido de Paulínia, só que se fosse no local devido, muitos usuários da rodovia, não pagariam, os moradores de Cosmópolis e Paulinia, para trafegarem entre estas 2 cidades, houve intenção de má fé e ganância para arrecadar mais.
    3) Plebiscito é pra ser decidido pelo povo, para o povo e questões básicas, fáceis de votar, segue sugestão:

    P1- IPVA ou Pedágio ?
    P2- Saude publica de qualidade ou auxilio saúde particular para trabalhador? (base nos preços dos planos de saúde particular)
    P3- Transporte Público de qualidade ou auxilio Taxi, para o trabalhador?
    P4- Escola Pública de qualidade ou auxilio escola particular? (base nos preços praticados por estas escolas).

    E assim por diante. O povo vota e passa a valer rapidinho. É o mínimo que deveríamos ter, pelos altos impostos que pagamos.

    Fale ai no programa, e me deixem anomino, por favor.... por hora.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪