06/09/2011

A IGNORÂNCIA DE JORNALISTAS DIANTE DA IMPORTÂNCIA DE UMA CADELINHA

Não sei se meus leitores tem conhecimento de um crime acontecido no sábado passado, aqui no RJ, em Ipanema. Um arquiteto, ao chegar em casa foi abordado e assassinado. Não foi definido o motivo. Numa das versões dadas por um porteiro, diz que ele não teria reagido ao possível assalto e sim que o ladrão teria se assustado com a reação de um cachorro que estava dentro do veículo.

Fiquei agoniada ao saber que havia um cão que poderia estar nas ruas sem que ninguém soubesse das razões. Imaginei o cachorro descendo do carro e fugindo sem rumo assustado pelo barulho dos tiros. Falei com 3 jornalistas que cobriram a matéria de jornais diferentes e todos, muito jovens, reagiram como se "não houvesse importância para tal fato". Um deles até ironizou minha preocupação em apurar se era verdade a existência do animal: "um cara foi estupidamente assassinado e você querendo saber do cachorro?" Alguém imagina minha resposta? não, né? ô, nojo!!!!

Os jornalistas ignoraram o fato. Entretanto, hoje, não tiveram como fugir. O Jornal O Globo publicou a foto da cadela que estava no carro durante o suposto assalto que levou a morte o referido arquiteto. A consideração da família pelo animal foi tamanha que a levou ao enterro de seu dono para a ultima despedida. Um tapa na cara destes jornalistas, não foi? Espero que eles aprendam a lição e passem a considerar a existência e importância do animal da vida dos humanos.

Importante: que a polícia prenda este desgraçado que matou o tutor de Maria Lisboa e que a cidade do RJ tenha governantes mais responsáveis e que comecem a falar no problema de superpopulação humana nos grandes centros.

Se quiserem ler a matéria falando inclusive que ele morava sozinho com a cadelinha CLIQUE AQUI

.

13 comentários:

  1. "que a cidade do RJ tenha governantes mais responsáveis", Sheila você sintetizou tudo numa frase!

    Estou cansada de ver, em sucessão, em cascata, políticos eleitos aos cargos que só querem se autoprojetar. Só isso. Não consigo visualizar comprometimento, trabalho com afinco, profissional de gerencia de uma cidade... não vejo!

    O município do Rio esta às moscas, entregue às baratas.

    Não é possível que terei 4 anos mais do mesmo alcaide. Não é possível que só eu enxergue em tamanha cegueira sociopolítica.

    Desculpem, mas os cariocas estão mais mortos e desmotivados que zumbis. Cruzaram os braços e agem como mortos-vivos frente ao que acontece pela cidade toda.

    ResponderExcluir
  2. Sinto pelo moço, dono da cachorrinha, mas quer saber: meu relógio custou 25 reais e funciona muito bem, me dá as horas!!! acho que nunca seri assaltada por causa dele!

    ResponderExcluir
  3. Maria de Fátima06/09/2011 15:21

    Em caso de acidentes com cavalos, eu sempre pergunto pelo cavalo! Não que as pessoas não me importem, mas é que delas já tem gente demais se preocupando... Os cavalinhos sempre perdem!

    ResponderExcluir
  4. Sou carioca, moro em Ipanema e este assalto foi um choque pra todos aqui.
    Lamentável !!!!

    ResponderExcluir
  5. rosa elisa villanueva06/09/2011 16:46

    na minha opinião, as pessoas se chocam mais por que a vítima é um jovem bem sucedido profissionalmente, morador de bairro bom, etc etc. mas acontece com qualquer um pois as grandes cidades estão entregues à bandidagem. o rolex é desculpa. conheço uma empregad doméstica que foi assaltada no dia do pagamento, e o marginal meteu o revólver na car dela. achei muito simpático terem levado a cadelinha ao enterro do dono, agora espero que algum amigo cuide dela.

    ResponderExcluir
  6. Isso não foi um tapa na cara dos jornalistas,foi um MURRO!
    Qto ao governador do RJ acho ele um babaca,im]ncompetente e bufão.

    ResponderExcluir
  7. Moro em Salvador e também sou jornalista. Infelizmente muitos colegas não tem a sensibilidade de perceber quanto os animais são importantes para nós e o quanto eles tem sentimentos pelos donos. Se estivesse fazendo essa matéria, com certeza, essa cadelinha teria destaque no meu texto. Até porque ela tentou defender o dono. Instintivamente começou a latir para afastar a ameaça (o ladrão), que se assustou e reagiu de forma brutal tirando a vida do rapaz. Desde o início essa era a notícia. A cadela tenta defender o dono e o tiro, infelizmente, saiu pela culatra. Talvez se fosse apurado com a família a relação dele com a cadela, não seria nenhuma surpresa levarem-na ao velório. Justo e gostaria que fizessem o mesmo com meus cachorros. O fato serve apenas de reflexão. Uma vida foi perdida banalmente para a violência, mas nem por isso o animal de estimação, considerado um membro da família, deve ser tratado com menos importância. Falta sensibilidade. O lado bom é o debate e a reflexão! Discuto muito isso no meu blog www.bunitapracachorro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. anselmo padula06/09/2011 20:18

    Também estava preocupado com a cachorra.Quem fica, que sofre.
    Será q ninguém percebeu q essa pacificaçao apenas transfere o problema da favela para os bairros? A prioridade da segurança é na cidade e nao na favela. Quem mora aí pode opinar se a pacificaçao tirou ou nao o sossêgo dos moradores dos bairros.

    ResponderExcluir
  9. Espero que deem muito carinho para ela superar a perda do seu companheiro. Feliz por ela estar bem.

    ResponderExcluir
  10. Cristina Calixto06/09/2011 22:18

    Mas vc esperava o quê desse povo? Agora, se a cadela tivesse se manifestado e salvo a vida do cara, aí ela seria notícia? A nossa cidade está abandonada desde q esse Eduardo Paes foi eleito (não por mim) e o pé de cana, Sérgio Cabral virou governador. Ambos são baba-ovo do governo, do PT e de quem mais estiver na situação. O Rio está uma vergonha e "os mano" ainda querem trazer mega-eventos pra cá? Pra quê? Só se for pra mudar os assaltados, porque os assaltantes continuam nas ruas.
    Parabéns à família sensível do arquiteto.

    ResponderExcluir
  11. Terrivel essa violencia , a cachorrinha teve sorte,
    O dono com certeza, depois de sua morte, gostaria de saber que o seu animalzinho esta sendo bem cuidado.
    Acho que ainda existem muitas pessoas que gostam
    de ridicularizar a causa animal, mas na realidade estao
    ridicularizando a si mesmos.
    Incrivel a ignorancia, achar que so porque nao gosta de
    animais, ninguem tambem tem que gostar.
    Mais incrivel ainda, pensar que gente atrasada assim
    trabalham como reporters.

    ResponderExcluir
  12. Isso é atitude de humano. Esperar o que desta corja.

    ResponderExcluir
  13. Desculpe mas o cara morreu, a cachorrinha estava viva, era só questão de tempo pra achá-la, como aconteceu. Ter se preocupado é ótimo, mas criticar as pessoas que não entenderam o seu "ponto de vista", só porque tinha um defunto com uma bala na testa no banco de um carro é ser irracional!!!

    Abraços

    Claudio Andrade

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪