29/08/2011

UM RATINHO E UMA LINDA HISTÓRIA DE AMOR E RESPEITO A VIDA ANIMAL

Nossa leitora Paula Regina mandou o e-mail abaixo dizendo que a história é a cara do O Grito do Bicho. Disse, também, que preparasse o lenço de papel de tão linda que é...
Depois que eu li e vi..... Buáááá
.... Buáááááá.....
______________________

É inevitável: o número de pessoas que gostam de espécies exóticas cresce, mas sempre acabamos focando o assunto em gatos e cachorros, por serem os bichos de estimação mais comuns. Acontece que os animais são quase como as pessoas: muitas vezes entram em nossas vidas meio por acaso, sem que tenhamos alguma escolha. E aí que no caso do casal norte-americano Angi e Silas esse amiguinho se chamava Zeus e veio na forma de… um rato.

“Abandonado por sua mãe com um dia de vida, ele saiu rastejando por debaixo da nossa máquina de lavar e sobreviveu, apesar de todas as dificuldades. Eu o alimentava a cada duas horas e o levava para passear no meu bolso”, lembra Angi. Zeus era tão mimado, que participou até das viagens do casal, passeou de balão e (pasmem!) acompanhou sua dona até o altar quando ela se casou, em maio de 2010.

Mas (e sempre tem um insuportável “mas” nas histórias)… um mês depois do casório, o animalzinho faleceu, com um ano de idade. E seus donos fizeram este vídeo, que foi postado no YouTube. Confesso – com as bochechas rosadas de vergonha – que tenho medo de ratos e que sou a primeira a sair gritando e procurando o móvel mais alto para subir se me deparo com um, mas o vídeo quase me fez chorar (de emoção, não de pavor!). Assistam aqui


.

35 comentários:

  1. Ratinhos são uma fofura! pena q se deixarmos, vira praga.....em minha cidade, encontramos ratazanas q nos enfrentam e se duvidar, saimos correndo!!!!!
    Miryam - SP

    ResponderExcluir
  2. Ufaaa!!! Não sou doida!!!
    Desde muito pequenininha protejo os ratinhos, já desarmava as ratoiras que minha avó colocava nos galpões e até hoje salvo eles quando algum dos meus gatos pega...
    Não entendo o pq de ter medo de um bichinho tão bonitinho...

    ResponderExcluir
  3. Este ratinho do vídeo não parece ser um destes que encontramos nas ruas, bueiros e lixos, estes eu tenho medo sim e transmitem doenças, pelo tamanho, ele parece ser um ratinhos destes de estimação mesmo, que vende em pets. Realmente ele era um fofo, eu já tive 2, eram lindos, mas são muito frágeis e vivem pouco, por isso não quis mais tê-los, só de pensar em ter um bichinho que vai vvier no máximo 2 anos...já dá uma dor no coração !!
    Ana

    ResponderExcluir
  4. Sheila, valeu o post. Bjins.

    E não é que chorei... de novo?! Não falha uma!

    Vemos esse filminho e depois lembramos do evento com o pobre bezerrinho atacado numa arena e percebemos, nitidamente, que o mundo é dividido; mesmo.
    Uns salvam, protegem, dão vida à uma causa e se compadecem com todos os seres vivos e o Mundo Natural.

    Outros ficam bem longe disso.

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo! Este ratinho é muito fofinho! Adorei ver o vídeo e também me emocionei! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo. Amor sem preconceitos... E pra mim esse parece um rato comum sim. Não parece rato que se compra em pet shop. O rato não nasce com doença. Ele pega doenças... E é triste como ele acaba sendo tão torturado por isso...
    Lembrei da notícia que li no jornal essa semana...em que um americano pegou um ratão, matou e posou pra foto do jornal com o rato morto ainda com a ponta do rastelo, que o cara usou pra matar, enfiada nele. Como pode ter orgulho de uma tristeza dessas???!!!

    ResponderExcluir
  7. Karla disse... Por coincidência esse domingo (28.08.2011) encontrei um ratinho branquinho (hamster) correndo na garagem do meu prédio prestes a ser esmagado por algum carro. Peguei o peludinho e o levei para casa que por algumas horas foi o xodó da casa, procurei o seu dono, mas... Nada! Não pude ficar com o peludinho, mas consegui uma famíla... Agora está em segurança! Há em nossos corações amor por todos os animaizinhos^^

    ResponderExcluir
  8. Maria de Fátima29/08/2011 15:00

    Eu acho os ratos muito lindos... Pena que as pessoas matam todos os bichos que acham ser uma ameaça. Eu confesso que tenho PÂNICO de aranhas, mas tenho me treinado pra não matá-las mais. Quando eu vejo uma, saio do local onde estou, dou uma violta e espero ela picar a mula dela. Afinal, onde existe uma devem existir muitas e matar uma não vai me livrar de acidentes com as outras. Lacraias são comuns onde eu moro, mas tenho feito o mesmo com elas. Eu peço a São Francisco que poupe a mim, minha família e meus bichinhos dos ataques desses animais peçonhentos. É um exercício desafiador, confesso. Esses dias aqui no meu trabalho dei de cara com uma aranha marron. Essa eu não poupei... Com muita dor, mas eu não podia ficar bem sabendo que um colega poderia ser picado. O veneno dela pode ser fatal... Não sei se eu vir outra se faria o mesmo, mas eu peço a Deus para não ver...

    ResponderExcluir
  9. Ain que lindo....Tão fofo, tão frágil...pena q (falando dos domesticasdos) vivem pouko..deve ser triste perder um amiguinho assim em tão pouko tempo!! bjão...

    ResponderExcluir
  10. Tive vários hamsters e essas criaturinhas lindas me mostraram que o amor não tem tamanho, sofri muito qd se foram e chorei demais com esse vídeo, simplesmente lindo e verdadeiro!

    ResponderExcluir
  11. Que ratinho mais lindo.A mais ou menos um ano apareceu um na minha casa ,muito lindinho,ficava num quartinho de bagunça que tem no quintal,ficou duas semanas,tratava dele todos os dias com ração ,dai meu pai caprichoso que é fez uma armadilha ,um casinha assim que ele entrou pra comer a portinha fechou,soltamos ele num lugar bem verde cheio de mato e árvores e bem longe da cidade,o mais engraçado é que quando abrimos a porta da casinha ele saiu e correu pra dentro de volta, e ficamos observando ,e de repente ele deu um salto e correu no meio do mato.Se um dia aparecer outro faremos a mesma coisa ,matar jamais.

    ResponderExcluir
  12. Beth Vieira29/08/2011 17:49

    Caraca, Sheila!!! Impossível não se debulhar...que vídeo lindo! Quanta emoção o casal conseguiu armazenar em pouco mais de dois minutos... AMEI! Como faz bem pra alma assistir coisas assim...

    E olha, é pra ficar vermelha mesmo...brincadeira vc. ter medo de rato! E ratificando a Paula, rato não nasce com doença, adquire dependendo de onde vive e só ataca se for acuado. Tive dois, um branco e um cinza (que era o próprio rato de rua), Rambo e Apolo eram os xodós da casa, mas infelizmente também não viveram muito.

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Se os ratos tem a má fama que tem hoje, de quem é a culpa? Como podemos culpar e condenar um sobrevivente que conseguiu se adaptar as piores condições de vida que o ser humano criou depois que destruiu florestas e campos que eram seus habitas naturais?

    ResponderExcluir
  14. Não se mede o amor dos animais pelo tamanho deles. Os ratinhos são fofos e só transmitem doenças porque se alimentam de restos. Se bem cuidados não. Pena que muitos da espécie são usados em laboratório, mas a dor é igual pra todos.

    ResponderExcluir
  15. Já passei por algo parecido com um filhote de gambá. Ele chegou numa caixinha lá no meu trabalho, pequenino e sem a mãe. Cuidei dele a base de danoninho, isso mesmo, por dois meses e quando ele cresceu o suficiente fui obrigada a encaminhá-lo para um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres para que tivesse chance de voltar pra natureza.
    Sinto saudades!

    ResponderExcluir
  16. ,,, essa semana perdi minha cachorrinha Nádia. Era paraplégica e às vezes feria um pouco as patinhas traseiras quando a cadeirinha virava. Por mais cuidado que eu tinha, ela era muito travessa e se enfiava em cada lugar.... motivo da morte: LEPTOSPIROSE. O vet disse que provavelmente ela tenha passado a patinha ferida no xixi de rato. De onde esse rato apareceu ou onde fez xixi, não sei até agora....mas minha Nádia morreu. Já coloquei uma placa: PROIBIDO RATOS.

    ResponderExcluir
  17. Que lindo... quanta sensibilidade...

    ResponderExcluir
  18. Realmente este não é um ratinho comum....Vendem aqui nas lojas em Porto Alegre.
    Achei o video apelativo.....Nossa, tantas fotos do cotadinho morto !!! Para que ?? Para mim mais uma daquelas preparações para ficar famoso na net !
    Mas tenho que dizer : ADORO RATOS !! ADMIRO SEU CAMINHAR DELICADO, SEUS OLHARES CURIOSOS OU ASSUSTADOS...SÃO MIMOSOS !!
    Infelizmente transmitem doenças....Cuido também que meu cachorro não encontre algum pelas ruas nem que, pior, eles entrem em minha casa !!
    Pena que transmitem doenças....proliferam nas cidades pela facilidade de alimentação e ausencia de predadores....
    Mas lindos, mimosos, amados. Vivam felizes enquanto for possivel pequeninos !!


    Beatriz
    Porto Alegre/RS

    ResponderExcluir
  19. Meu tio criou um ratinho na firma da minha mãe. Era um camundongo, ele esperava pelo meu tio todos os dias e jantavam juntos. Me apaixonei pelo bichinho. Ele andava dentro do escritório solto. Um dia, meu tio trouxe um passarinho, e cismou que o ratinho ia matar. Ele montou a ratoeira, e qdo eu cheguei para trabalhar, lá estava o bichinho morto. Eu quase matei o meu tio. Até hoje, eu me lembro daquela fofura, esse do vídeo me lembra ele demais. Chorei ao ver.

    ResponderExcluir
  20. As fotos e a história deste ratinho são muito comoventes.
    Que coisinha mais delicadinha.
    O casal soube contar sua breve história com fotos muito lindas.
    Me emocionei com cada uma delas.

    ResponderExcluir
  21. Cristina Calixto30/08/2011 05:09

    Comovente!

    Quanto ao tio da Iara... Se ele ficou amigo do rato e depois o matou por ter mudado de paixão (de pet), afaste-se dele, porque não é fiel e nem confiável... Que raio de pessoa é essa? Ganha a confiança do animal para depois matá-lo? Francamente!

    E... Beatriz de Porto Alegre, lamentável seu comentário, chamando de apelativa a série de fotos do animalzinho morto. A dor era do casal pela perda de uma amigo inusitado! Fala sério! Que falta de sensibilidade a sua, achando que tudo é sempre um jeito de auferir lucro ou sucesso na internet! Pensamento mesquinho... Mesquinho, não, "mescão"! Fala sério!

    ResponderExcluir
  22. Eu acho estes bichinhios muito fofos. Eu já salvei muitos camundongos da morte quando os meus gatos resolviam levá-los para dentro de casa. Eu acho bastante injusto a discriminação contra eles.

    ResponderExcluir
  23. Nossa q lindo. Amo ratos, eu me segurei ao máximo p não chorar. Este foi mto amado!!

    ResponderExcluir
  24. Muito lindo o amor ao ratinho.

    ResponderExcluir
  25. Não tem como não chorar. Também seria capaz de adotar um, mas aqui em casa é um perigo para eles, é cheio de bichanos.
    Ana Cléa

    ResponderExcluir
  26. Beth,

    Eu disse isso! Disse que rato não nasce com doença! Justamente porque as pessoas têm preconceito de rato, achando que só a condiçao de ser rato o faz ter doenças.

    ResponderExcluir
  27. Como já foi dito ... "impossível não chorar!"

    ResponderExcluir
  28. Beth Vieira31/08/2011 22:23

    Oi Paula,
    Eu sei que vc. disse, exatamente eu confirmei (ratifiquei) seu comentário. Muitas pessoas acham que todos os ratos já nascem com doenças, o que é uma grande ignorância e gera muito medo e preconceito com os bichinhos.

    Abs

    ResponderExcluir
  29. aos trinta segundos do video já comecei a chorar......

    ResponderExcluir
  30. Andréa Neves02/09/2011 04:12

    ERA TUDO O QUE EU PRECISA ANTES DE DORMIR, UM TREMENDO CHORORÔ! LINDOOOOOOOOOOOOO! E PARECIA TÃO FELIZ! COM CERTEZA DEIXOU MUITAS SAUDADES...

    ResponderExcluir
  31. É isso aí, o amor verdadeiro não descrimina...,não tem preconceitos nem desqualifica ou simplesmente mata, mas dá a chance de se viver uma linda estória de amor, como esse sensível e lindo casal....,pena a história acabar tão triste...vida longa e muito sucesso à todos os que amam e respeitam os animais,todos os seres vivos, assim como ao seu próximo!

    ResponderExcluir
  32. O tempo de vida deles é proporcional ao crescimento e envelhecimento genético da espécie. Eles tem um período gestacional curto, o camundongo é de 21 dias e o tempo médio de vida é de 1 ano a 2 anos.
    Não nascem com doenças, mas adquirem no meio que vivem.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪