10/08/2011

EU SEMPRE SOUBE QUE ÉRAMOS ET´S... DESMENTE AGORA!!!!

Vocês vão me desculpar, mas, hoje vou enjoar todo mundo com meu blá blá blá... kakakakaka... Realmente, só quem se interessa em aproveitar as experiências dos mais antigos, vai gostar de ler isto.

Em 2006, fui convidada para palestrar na UFRJ sobre a anti-vivissecção. Nosso querido ThalesTrez estava lá para não me deixar mentir. Fui extremamente distratada, tanto pelos alunos como pelos professores. Só que, eles não sabem, contratei profissionais para gravarem com câmera escondida. Então, posso encher a boca para afirmar isto. É um documento histórico e que, um dia, vou publicar como parte de um grande documentário.

Até tive muita paciência e tolerância, durante a palestra, de explicar que compreendia a rejeição sobre o que eu estava falando. Primeiro porque jogava por terra toda crença que tinham sobre o uso de animais (só uso a lógica) e porque o primeiro estágio da verdade é a contestação (a segunda é a ridicularização e a terceira é a aceitação).

Pois bem, em sua ânsia de me ridicularizar, um professorzinho pega um laptop, vem até a beira do palco onde a mesa estava formada e diz, solenemente: "Vocês querem saber quem é esta senhora? Vou ler um trecho de um artigo seu publicado no jornal O Globo do dia tal" (não lembro qual foi o artigo e nem estou com tempo para procurar).

Daí ele lê o trecho e a platéia cai na gargalhada. Pode ser que alguns de meu leitores já tenham achado graça, também... fazer o quê? É que estou sempre falando que nossa espécie não é deste planeta e que fomos implantados aqui, através de engenharia genética, usando o macaco como o ser mais "adaptável" a nossa verdadeira espécie.

Assim detonaremos este planeta como já fizemos com outros (meu palpite é que Marte foi a Terra, um dia). Tive este insight estudando e escolhendo material de vivissecção para colocar em nosso "Manual do Fala Bicho", publicado em 1993. Ou seja, não é de hoje que entendo do riscado... kakakaka... aliás, esta compreensão trouxe uma calma interna enorme e se repararem, minha atitude e palavras são sempre em reverência ao Planeta que acolhe nossa espécie tão destrutiva.

Acho que a concepção do "homem do bem", nada mais é do que um aperfeiçoamento que nossos experimentadores fazem para que o planeta dure um pouco mais de tempo antes que acabemos com ele...

Enfim, chega!!!!! não quero encher o saco de todo mundo com este meu papo sobre nossa origem.... O importante é que leiam esta matéria publicada num dos maiores jornais do país. Não é, exatamente, o que eu afirmo, mas, a ciência já não pode negar o que deve saber já algum tempo.

Gente, quando achar o e-mail daquele professorzinho lá da UFRJ, vou esfregar na cara dele... ah, fora que já está confirmadíssimo que Marte teve muita água, um dia.... Isto eu já afirmava, sem nunca ter posto os pés em lugar nenhum e sem nunca ter lido meleca nenhuma a respeito... eu sempre soube através da utilização de um pouquinho a mais de nossa mente....

Cliquem na imagem para ampliar.

.

13 comentários:

  1. Maria de Fátima10/08/2011 15:29

    Sheila querida, todos os grandes gênios foram ridicularizados um dia!!! Nem te preocupa em mostrar isso pro tal professorzinho de "M". A mentalidade das pessoas é sempre a mesma, ainda mais se o que você tenta mostrar a elas é o quanto elas estão erradas em suas práticas. Aliás, esse povo da universidade, no geral, é sempre muito arrogante... Eu me lembro que certa vez fui contestar o resultado de uma pesquisa científica e a professora orientadora quase me chamou de burra em público. Isso foi numa dessas mostras acadêmicas. Eu engoli a seco e um tempo depois vi uma aluna orientada por ela falando sobre o que eu tinha dito, com o mesmo enfoque. Eu só olhei pra elas e caí na gargalhada!!! Então, ria dessa gente que está tão presa a conceitos fechados que não consegue ver além do seu umbigo... Aposte nos que não têm a mente fechada por teorias xiitas. Esses nunca mudarão, mesmo sabendo que estão errados.

    ResponderExcluir
  2. Nossa mass q legal essa reportagem!!! Ameii!! é porisso q eu achava q nao era desse planeta!! kkkk

    ResponderExcluir
  3. Andréa Neves10/08/2011 17:20

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk! Me identifiquei horrores, a ironia e o deboche sobre questões éticas e que exigem um pouco mais de inteligência e a única forma de manifestação dos ignorantes! PARABÉNS SHEILOCA!!! AMEIIIIIIIIIIIIII!

    ResponderExcluir
  4. Grande merda a ciência estar AGORA em 2011 descobrindo isso. Quem ler com a mente aberta as Obras de Allan Kardec, (século passado)JÁ SABE tudo isso e muito mais.Além da formação física dos seres viventes, também tem a explicação LÓGICA do que anima seus corpos.

    BETE(não consigo mais postar o nome da URL

    ResponderExcluir
  5. Entendo que quando pensamos diferente somos ridicularizados. Sempre pensei que aqui estamos porque este planeta foi usado por outros seres para colocarem aqui o "resto" de alguma outra civilização que foi extinta. Também extinguiremos todas as reservas do planeta e a vida não será mais sustentável, não do modo como é hoje. Basta se ver que a população continua a aumentar. Precisaríamos de controle rigoroso de natalidade, rever conceitos e mudar a forma de usufruir dos bens que temos - que são poucos. Mesmo assim acho que resta pouco tempo.O futuro não é mais uma incógnita. Quem viver verá. Eu, particularmente não quero estar aqui.
    Uma coisa é certa- outros planetas serão colonizados pelos poderosos, o resto verá o caos. Será uma nova arca de Noé.

    ResponderExcluir
  6. A reportagem não exclui as outras formas de vida neste planeta de serem também oriundas das estrelas. Se nosso código genético possui muita informação compartilhada com muitas espécies, isso reforça a idéia de que temos origens em comum e não o apenas o homem sendo extraterrestre e as outras formas de vida, exclusivamente, terrestres. O que de fato essa descoberta pode colocar em cheque é o blá blá blá das religiões sobre a origem do homem, já que reforça a idéia de organismos complexos evoluindo de componentes simples encontrados em qualquer parte do universo. É mais um ponto a favor da possibilidade de haver vida noutros sistemas solares, mas estas prováveis formas de vida não tem a menor obrigação de serem tão aprecidas com o que temos aqui na terra, pois até o presente momento, o ambiente terrestre é algo ímpar no universo conhecido.

    ResponderExcluir
  7. Sabe Sheila, acho a complexidade uma mer......!!!
    A simplicidade sempre será o melhor negócio.
    "Amar seu próximo (entendam: homens, animais,vegetais, minerais) como a ti mesmo."
    Genteeeeeeeeee, é só isso!!!!!! Só isso vai nos fazer crescer!!!!!
    Podemos vir da PQP, enquanto não nos respeitarmos, não somos bosta nenhuma.
    Educação, respeito e amor disso é que deveríamos ser feitos!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Sheila, a Evelyn Torrence tem um livro que trata disso, e ela diz que a maior parte dos humanos são descendentes de ETs, e que o macaco é nosso descendente! Tudo isso fruto de muitas exterimentação genética meio ilegais. Mas que, no entanto, ainda existem os humanos originais, criados por outras forças da Terra.

    Celia

    ResponderExcluir
  9. É... que o macaco é a nossa principal matriz genética eu não tenho dúvida. O que lamento é que essa matriz não tenha sido o gorila, vegetariano estrito e magestoso no porte. Mais provável que nossa descendência seja do babuíno...


    ''Somos construídos como máquinas de genes e educados como máquinas de memes. Somos os únicos na Terra com poder de nos rebelar contra a tirania dos replicadores egoístas.''

    ResponderExcluir
  10. O texto em aspas é do Dawkins.

    ResponderExcluir
  11. pois é, essas suas idéias alternativas demais só servem para atrapalhar as tentativas de proteger os animais.

    ResponderExcluir
  12. Suas idéias são vindas da verdade, jamais vão atrapalhar a turma da proteção animal!

    Alba

    ResponderExcluir
  13. Sheila aumiga, isto significa que a minha teoria também está correta: a humanidade é um câncer na Terra!A minoria é como um câncer benigno, aquele que só existe, mas não causa nenhum mal. O resto é o câncer maligno que devasta, arruína e destrói completamente o corpo em que vive.
    Somos parasitas!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪