01/07/2011

POLICIAIS ESTOURAM CATIVEIRO DE ANIMAIS SILVESTRES NO MORRO DO AMOR - RJ

Os "donos" destes animais, são os mesmos de uma família da pesada. Um dos seus integrantes, já morto, costumava sair com seus pits pela favela tirando cães de dentro das casas para que fossem mortos por eles... ai de quem não entregasse seus cães e gatos.... levava um tiro.... Graças a Deus, "foi dado um jeito nele"... se é que me entendem, depois que fugiu da cadeia.... Espero que ele esteja queimando no inferno....


R7 - 28/06/11
.

5 comentários:

  1. Enquanto não tivermos uma política pública verdadeira e leis também verdadeiramente punitivas, veremos esse tipo de imagens sofríveis frequentemente!

    ResponderExcluir
  2. Também espero que esteja no inferno e que até o capeta tenha nojo dele. Demorou muito pra ir pro inferno esse infeliz.

    ResponderExcluir
  3. Andréa Neves02/07/2011 03:05

    M-I-S-E-R-I-C-Ó-D-I-A-A-A-A-A-A-A-A-A!!! QUANDO ISSO TERÁ UM FIM?

    ResponderExcluir
  4. O tráfico de animais silvestres só perde em lucratividade para o tráfico de drogas e ele só existe pq ainda tem pessoas que compram!

    ResponderExcluir
  5. Que bom seria que todos os que maltratam animais fossem para o inferno fazer companhia a esse marginal... Esse tipo de gente não serve para nada. Se virassem pedra, só serviriam pra gente tropeçar... Eu me sinto muito mal dizendo isto, porque esses monstros um dia foram crianças... Mas não dá de aguentar ver tanta crueldade. O poder público tem é que cuidar das pessoas, pra não ter que punir depois. Ah, eu já nem sei de mais nada. Dá um ódio!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪