13/07/2011

A HISTÓRIA DO LEÃO ARIEL... QUE DÓ, GENTE!!!!

Tenho minhas dúvidas se não seria melhor... sei lá... entre meu amor e as condições do animal, eu sacrificaria meus sentimentos... ah, sei lá, gente... é só desespero de ver isto... que meu Jesus amado me perdoe se estou errada....



Domingo Espetacular - Rede Record - 10/07/11

Gente, são 22:30h. Acabei de ler a matéria... tomara que tudo de certo!!! vamos rezar!!!! Clica no título para ler:
Com doação, leão Ariel começa a receber tratamento inédito para tentar voltar a andar
.

19 comentários:

  1. rosa elisa villanueva13/07/2011 13:15

    Que Jesus Amado me perdoe, mas ele está sofrendo há 7 meses. Isso não é vida. Eu o ajudaria a ir para o céu dos leões.

    ResponderExcluir
  2. Penso como a mãe do Ariel. Ela falou no programa da Luisa Mell q diz às pessoas q falam q o melhor é sacrificar pra "ele" não sofrer, " e se fosse um filho, pai, mãe, etc... vc sacrificaria?? prq qndo é uma pessoa ninguém sequer cogita a possibilidade de matar pra não sofrer mais???? Eu tive um bbzinho de 4 patas q não andava e foi o meu PRESENTE DE DEUS!!!! TE AMO PRA SEMPRE MEU ROUTHAYZINHO, ONDE VC ESTIVER!!!!MAMÃE NUNCA VAI TE ESQUECER!!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti a reportagem, e concordo com vc, deve ser muito penoso para ele, estar ali naquelas condiçoes. Eu tbm sacrificaria meus sentimentos!

    ResponderExcluir
  4. Gente, estou perto do Ariel, e a história é muito mais complexa. O Ary e a Raquel jamais farão eutanázia,e falar disso com eles magoa muito... O Ariel é um símbolo brasileiro de persistência, luta e superação.O Ariel com o olhar mostra o seu amor pelos pais e sua vontade de viver. Se Deus quiser levá-lo Ele o fará, na hora certa.Poucos pais teriam tanto amor como esses dois. Eles podem com seu exemplo de dedicação ao Ariel, ensinar muitos idiotas que abandonam seus "filhos" só por estarem velhos, ou outro motivo mais torpe ainda.Vamos orar por eles e ajudar no que for preciso, ok???

    ResponderExcluir
  5. Thais D. P.13/07/2011 14:45

    Gente, é muito difícil decidir uam coisa dessas... sempre fica a esperança de melhora. Dia 15 de junho, meu gato Teco, que estava fazendo 7 anos, piorou MUITO dos sintomas da PIF. Ela tinha passado o mês de maio muito bem, engordou, voltou a comer sozinho a ração de sempre, mas em junho vomitou e parou de comer. Consegui fazer com que ele comesse muito pouco de patê comum e do hipercalórico por 15 dias. No dia 15 eu percebi que ele não aguentaria mais, que estava morrendo, porque já não queria nem andar. Passei a manhã com ele nos braços, beijando, fazendo carinho... nem água ele quis beber na seringa. Ele teve um momento de lucidez às 8h00 da manhã, me olhou nos olhos e esticou a patinha direita para tocar meu rosto e fazer carinho, como sempre fazia, aí pude agradecer a ele por todos os 7 anos maravilhoso de felicidade que ele me deu, pude pedir desculpas por tê-lo adotado sem saber que meu outro gato estava doente e poderia passar a doença para ele, pedi desculpas por ter mudado do apto para a casa, para acomodar as cachorras num quintal, coisa q pode ter desencadeado a doença dele, abracei-o muito e beijei-o muito, pq ele sempre gostou demais de carinho, aí percebi que ele já não me ouvia mais, mas eu já tinha agradecido a ele por ter sido meu filho e me acompanhado todos esses anos, por ter estudado comigo todos os anos de faculdade e pós, por nunca ter me deixado sozinha 1 minuto que fosse em casa... Eu percebi que ele podia estar entrando em coma, como o meu outro gatinho que morreu da mesma doença há 6 anos e 1/2, mas fiquei indecisa para levá-lo para sacrificar, pq tinha a esperança q ele pudesse voltar... Ele morreu às 14h38, depois que deixei q ele ficasse quietinho por quase 1 hora,deitado no sofá. Minha mãe me disse q ele não morreria se percebesse q eu estava sofrendo, então era para eu dar paz para ele morrer sereno. Eu sentei na mesa de jantar ao lado dele, comecei a estudar e depois que consegui me concentrar nos estudos, esquecendo dele por uns 20 minutos, ele deu um gritinho, corri para socorrer, aí ele morreu nos meus braços. Acho q vcs podem imaginar a dor q ainda sinto... Tem um buraco enorme na frente do meu computador, onde ele sempre se deitava enqto eu estudava... Eu continuei colocando a almofada q ele gostava de se deitar na mesa, aí minha gatinha, q tbm deve ser portadora da doença, mas não tem os sintomas, passou a se deitar, me fazendo compania. Ela está carente "de Teco", e eu tbm, então unimos nossas saudades... Ela está mais carinhosa e mais companheira de mim e do meu marido. Estamos todos sentindo muita falta do gatão amarelo, que sempre foi MUITO meigo e carinhoso... É muito difícil decidir sobre a vida ou morte de alguém... Desculpem-me pelo desabafo...

    ResponderExcluir
  6. Andréa Neves13/07/2011 15:27

    NÃO ME CANSO DE CHORAR... QUE SEJA FEITA A VONTADE DE DEUS, E QUE DEUS QUEIRA MUITO QUE ELE VIVA E ALEGRE NOSSOS DIAS... BOA SORTE AMIGUINHO!!!

    ResponderExcluir
  7. Q lindo depoimento Thais... sei exatamente a dor q vc tá sentindo, pois dia 3 desse mês meu Routhayzinho, partiu... Mas partiru na hora dele, sem "ajuda" para ir embora para não sofrer mais... Passei a noite toda do lado dele e acho q umas 3 horas antes dele ir ele tb levantava a cabecinha e ficava me olhando, se despedindo... E ele quis se despedir da vó tb... fui aviar minha mãe q ele tava bem ruinzinho e no q ela falou com ele, beijou, no q ela saiu do quatinho dele, ele me veio perto de mim e se foi... Ele não andava há 3 anos por causa de um atropelamento e a "dona" dele,ia sacrificá-lo, então eu o adotei e como já disse foi o MAIOR PRESENTE QUE DEUS ME DEU, MAMÃE TE AMA PRA SEMPRE ROUTHAYZINHO!!!!MUITAS SAUDADES MEU AMORZINHO!!!!

    ResponderExcluir
  8. Longe de mim criticar os q são a favor de matar o Ariel ou qlqr outro animalzinho q não ande mas me respondam com toda sinceridade se fosse um humano e, pior aninda, próximo de vcs como um filho, uma mãe,pai, irmão, etc... vcs pensam da mesma forma??

    ResponderExcluir
  9. O Ariel esta lucido,se alimenta super bem,faz suas necessidades normais e tem muita vontade de viver.Eu concordo com a Raquel e o Ari,enqto há vida, há esperança.O Ariel é filho deles e por um filho,tanto humano como animal,fazemos de tdo por eles não é gente?Imagina eutanasiar.
    Eu amo esse meninão Ariel,tenho certeza que vai dar tdo certo pra ele e seus pais,que tanto se esforçam.
    Pra Deus nada é impossivel.
    Tenho uma amiga,que resgatou uma bebe pit,jogada na sargeta pra morrer,ela tem defeito nas patas,cruzas mal feitas,claro.Não andava,estava desenganada pelos vets.Só mexia a cabecinha,dependendo de tudo da sua mãe Paty,que tem muito amor aos animais.
    Fiquei sabendo de um medicamento e enviei pra Paty,tentamos.Ela ainda toma essa medicação.Um belo dia a Paty chega do serviço e quem esta andando?Sim a Agel,andando.Foi uma alegria imensa,uma choradeira,a Paty chorando de mineiros e eu de sp.Uma felicidade sem fim.
    Pra Deus nada é impossivel.

    Força meu Reizinho.Estamos na torcida por vc.O leão mais amado do brasil.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei com muita pena do Leão.
    Se fosse meu talvez eu sacrificaria, quanto a ser uma pessoa da família acredito que os humanos não fazem isso simplesmente porque não é permitido pela lei. Sou profissional da saúde e já vi vários casos onde as pessoas imploram para morrer, infelizmente nós não temos esse direito, só os damos aos animais.

    ResponderExcluir
  11. Eu penso que animal nenhum deve sofrer pq eles não merecem. O Ariel sempre foi ativo, brincalhão, etc. e com certeza deve estar sofrendo por estar dessa forma. Eu sacrificaria o meu amor pelo bem dele. Eu ia preferir sofrer do que ve-lo sofrendo. O ciclo dele terminou aqui na Terra, deixem que ele parta para continuar sua evolução espiritual. Ele não vai morrer, só vai mudar de dimensão.

    ResponderExcluir
  12. anselmo padula13/07/2011 20:24

    Sou personal trainer e minha área é reabilitaçao e preparaçao fisica
    Semana passada visitei o Ariel.
    Sei que posso ajudar, só estou aguardando ser chamado.

    ResponderExcluir
  13. Não é vida! Isto NÃO é vida!!!E ele não pode dizer que não aguenta mais...quem está do lado é que deve decidir o melhor para ele e tomar uma decisão....

    ResponderExcluir
  14. Vao tentar um novo tratamento com Celulas Tronco,
    quem sabe da resultado, doencas degenerativas, em
    geral so progridem mas vamos torcer para que nao,
    ele merece tadinho.

    ResponderExcluir
  15. Minha mãe está num estado que não é mais vida. Acho que está muito pior do que o Ariel... mas muito pior mesmo.

    Eu sou a favor da eutanásia em caso dos humanos, que podem assinar um documento e optar... e cada caso é um caso no caso dos demais animais.


    Depois vou ver o filme, se não ficar muito sensibilizada (depois, outra hora).


    Beijos!



    Verinha Rath - minha pobre mãe, por que tem que viver como um vegetal?

    ResponderExcluir
  16. Acho que se ele tiver que partir será pela vontade de Deus e não dos humanos, eutanásia é covardia, se ele está passando por isso junto a seus pais é porque tem algum propósito. Acredito na cura dele pois é novo e tem muita vontade de viver. Feliz do Ariel por ter encontrado pais maravilhosos e conscientes pois é muito fácil desfazer de uma animal quando ele começa a dar trabalho, as pessoas abandonam e simplesmente esquecem em pouco tempo o que fizeram. Animais e seres humanos não tem nenhuma diferença no meu ponto de vista, eles têm o mesmo direito de viver e lutar pela cura até o fim.
    Deus criou os animais para testarem os humanos e imagino que deva estar muito decepcionado com o que "fazemos" com nossos irmãozinhos.
    O Ary e a Raquel precisam de pensamentos positivos e ajuda para o Ariel e não mensagens conselhando a eutanásia. Quem não pode ajudar melhor ficar calado.
    Força e muita luz para o Ariel, Ary, Raquel e todos que estão nessa luta!

    ResponderExcluir
  17. Por favor, deixem que os "pais" dele façam o tratamento. Com certeza eles sabem o que o Ariel quer, através do olhares. A vida somente pode ser tirada por Deus.
    Deus abençoe e proteja o ARIEL e seus pais.

    ResponderExcluir
  18. Amigos do Blog, após ver o vídeo sobre o Leão Ariel e com incentivo da nossa querida Sheila, gostaria muito de partilhar uma experiência que tive com minha cachorrinha e que poderá ajudá-lo. Já encaminhei esse relato para a família do Ariel e compartilho com vocês! Eu tive uma cachorrinha daschund (linguicinha) que teve um problema idêntico ao do Ariel. Ela sofreu uma queda aos 11 anos de idade e lesionou a medula... perdeu os movimentos das patas dianteiras e depois das traseiras! Quando vi o Ariel deitadinho no colchão, eu enxerguei ela... claro que com a diferença de tamanho! O caso foi muito parecido, ela ficou sem andar por 5 meses, aliás não mexia nenhuma pata. Procurei todo tipo de recursos e me indicaram pra tentar acupuntura com fisioterapia. O médico Veterinário dela, achou que eu estava me iludindo, que não daria certo, mas me incentivou a fazer, afinal, mal não faria. E começamos a rotina das sessões de acupuntura. Eu fazia tudo por ela, as pessoas também me diziam para sacrificá-la e eu não aceitei, pois ela estava bem, apenas não andava. Ao final de aproximadamente 5 meses de tratamento, num dia muito especial, ela levantou do seu colchãozinho no chão e veio lentamente até nós (eu e meu marido). Foi muita emoção... um caso raro... virou notícia... até o veterinário dela que não acreditava nisso, passou a recomendar acupuntura para seus pacientes. Ela não só voltou a andar, como voltou a correr e fazer tudo que fazia antes. Viveu muito bem por mais quase 3 anos e faleceu há 18 dias, no dia 27 de junho de 2011, por problemas cardíacos e pulmonares com quase 15 anos de idade. Se foi um milagre, talvez.... mas acredito que Ariel tenha a mesma chance! Mandei algumas fotos da Tampinha (esse era o nome do meu bebezinho) para a Sheila, para verem o modelo do carrinho (chamávamos de Jipe) que construímos para ela (eu e meu marido) através de uma idéia da internet, todo em cano de pvc. Vale a pena acreditar e tentar. Com amor e dedicação podemos tudo! Um grande abraço e muita fé que o Leão Ariel vai se recuperar!

    ResponderExcluir
  19. Você é deficiente? Não? Então muito provavelmente, você nunca percebeu o quanto aquela calçada perto da sua casa é intransitável para quem tem deficiencia. Não dá para subir ali com a cadeira de rodas. Você é deficiente visual? Não? Bom pra você que pode ler o Projeto Malu, não é? As ruas também são uma verdadeira aventura que pode custar a vida de um deficiente visual. Sinalização, só em poucas calçadas. Sabe o que é a sinalização para os deficientes visuais? São placas, no chão, que eles podem ler com aquele guia que usam. Pena que 99,99% das calçadas não têm o recurso.
    O que eu quero mostrar a vocês, deficientes ou não, isso não me interesa em absoluto, é que o descaso para com os animais se reflete na sociedade humana. Outr dia vi que 30 cães foram selecionados para trabalharem como cães-guia. Não sei se isso pode ser chamado de trabalho, pois não vejo qual a remurenação que o animal receberia. É uma crítica? Sim, é uma crítica. Sabe porque? por que ñão são 30 cães-guia a mais que vão solucionar o problema. Por que não investir na educação dos deficientes visuais? Cães-guia são muito caros. Existem no Brasil apenas 30 pessoas deficientes aguardando a chance? Certamente que não. As pessoas não estão nem aí para os deficientes. A sociedade finge incluí-los, mas é uma mentira bem mal contada, que você pode sozinho ver. Existem projetos sociais? Existem. Ineficientes, imcompetentes e que são soltos, não dão uma continuidade para que as pessoas tenham sua independência. Quem que não gosta de liberdade?Quem não merece ser livre? Isso é interessante, pois nos remete a um outro descaso: animais deficientes. Você acha normal mandar eutanasiar o animal ue ficou deficiente? Cuidado, seu especifismo assim tão claro, enrustido de compaixão (Oh, pobrezinho, ele está sofrendo tanto! melhor eutanasiar!), esconde o lado escuro da sociedade: o de não se importar com o outro. Sabe pq as pessoas não sugerem a eutanásia a pessoas deficientes? Pq as pessoas sabem conversar a nossa língua e dizer bem claramente o óbvio: Eles querem, sim, viver. É um direito nosso sugerir que algum ser não mereça viver porque está deficiente? Pelo amor de Deus, parem de ser tão hipócritas. As pessoas são hipócritas. Milhares e milhares de animais são de scartados, abandonados e eutanasiados por que estão deficientes... vocês acham mesmo que estas mesmas pessoas não pensam que são melhores que as deficientes em algum ponto? Sim, eles pensam. E vocês acham mesmo que essas pessoas estão se importando se os deficientes precisam de calçadas para andarem? Eles não estão se importando. Não sou eu que estou falando! Dê uma olhada na sua cidade, caminhe nela durante um tempo e você mesmo vai ver: a sociedade está excluindo as pessoas deficientes. Quer prova maior? Pegue um ônibus de transporte coletivo. Quando muitos, os ônibus oferecem 2 lugares para cadeirantes e isso se tiver ônibus na sua cidade que ofereça o serviço. Isso não é exclusão? O que seria exclusão então?
    Com os anim ais é isso que acontece.
    Eles são excluídos da sociedade, como se não fizessem parte dela. Não vou lembrar que a vaca morta no seu prato não é bem uma forma de inclusão. Tudo isso, todo esse desrespeito aos animais ( e em particular aos deficientes, já que este blog se propõe a esse debate ) parte da ideia de exclusão mesmo. É a mesma falta de compaixão que se vê para com os animais. Ela está bem clara entre as pessoas. Por isso que a causa animal é uma causa tão abrangente, por que na causa animal estão refletidas todas as patologias da alma humana: crueldade, abuso, maldade, perversidade. Pense bem antes de achar que a causa animal não tem nada a ver com você. Pense muito bem antes de achar normal que seu colega de trabalho tenha relatado que se livrou de uma ninhada de gatos recem-nascidos. Pense muito bem antes de achar normal eutanasiar animais deficientes e responda a si mesmo se isso não é um reflexo que se expande para a sociedade em que você vive. Pense bem, se puder. Se seu cérebro ainda pensar por si mesmo!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪