24/06/2011

RELAÇÃO ENTRE SERES: UMA CADELA E UM MENDIGO

Sem-teto desenganado por médicos se reencontra com cadelinha de estimação como último desejo
 A matéria em português pode ser lida CLICANDO AQUI .

8 comentários:

  1. Que lindo!!! Os humanos deviam ser como os animais. Amor sincero e verdadeiro. É de emocionar.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!! Os humanos deviam ser como os animais. Amor sincero e verdadeiro. É de emocionar.

    ResponderExcluir
  3. Andréa Neves25/06/2011 02:29

    QUE LINDO! EMOCIONANTE!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que eles puderam se despedir! Que coisa mais triste....

    ResponderExcluir
  5. No leito de morte, ele ainda se preocupava com
    o seu melhor amigo e nao morreu sem antes
    poder reve-lo.
    Esse sim, foi um ser humano admiravel, que
    esteja com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Patrícia, concordo com você!

    Este realmente foi melhor amigo do seu amigo! Um ser humano realmente admirável, que obtém no meu coração o lugar que reservo aos seres que mais amo neste mundo: nossos irmãozinhos de outras espécies!

    Não digo animais, uma vez que eu sou animal - mamífero, homo sapiens.

    Acho o termo animal bem impróprio, mas... é a linguagem corrente, né?


    Abração,



    Verinha Rath - Germany, Donauwoerth, 23h46min

    ResponderExcluir
  7. Esse morreu em paz, sabendo que não deixou seu amigo desamparado.Quantos seres humanos conhecemos que pode dizer o mesmo???????????????

    ResponderExcluir
  8. Isso ai, Verinha, eles nao sao animais, sao nossos
    irmaozinhos peludos, animal e o homem.
    Bjs

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪