07/04/2011

CÃO ESPERA PELO DONO HÁ CINCO ANOS NA PORTA DO HOSPITAL - RJ


Direto da Redação RJ - Rede Record - 06/04/11

Já tinhamos publicado a matéria do SBT no incío do mês de março deste ano contando, inclusive, a história do cão Canelo. Para rever, clica neste link abaixo:
http://ogritodobicho.blogspot.com/2011/03/deviamos-aprender-com-os-caes-sermos.html
.

11 comentários:

  1. Tá, mas o cachorrinho vai ficar lá??? Ninguém adotou ele???

    ResponderExcluir
  2. Andréa Neves07/04/2011 16:07

    Por mais que ele seja bem tratadinho e receba carinho sempre, rua é rua, né? Porque uma dessas pessoas não tenta levá-lo para casa? Será que já fizeram isso e ele não se adaptou? Tadinho...

    ResponderExcluir
  3. Muito triste vê-lo aí na rua daquele jeito!! chorei pra caramba!!!poxa vida merecia sair dali e ter uma familia.Porque as pessoas não tiram ele de lá???

    ResponderExcluir
  4. Por qué alguém nao o adota? Será que nao tem ninguém que se comova com ele. Este cachorro é um heroi, me lembra Hachiko o cachorro que esperou seu dono na estaçao do metro no Japao, e morreu alí, acabarm construindo um monumento em homenagem a ele.Mas no Brasil nao sei....... ALGUEM O ADOTE POR FAVOR!!!!

    ResponderExcluir
  5. Beth Vieira07/04/2011 23:01

    Gente, que exemplo de amor e fidelidade, né? Lindo e triste, muito triste (desabei).

    Mas sinceramente, acho que sair dalí agora seria pior para o Branquinho. Ele já sofreu muito, está com 10 anos e há 5 está alí, o local guarda a referência do dono. Embora rua não seja lugar pra cachorro (nem pra ninguém), lá ele encontrou (ou cativou?) amigos que cuidam (vacinas e banho), alimentam e dão carinho; uma nova separação e recomeço acho que seria muito difícil e bastante sofrido pra ele (que pela dedicação dos funcionários acho que foi o que já aconteceu e não certo... sei lá).

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Concordo com a Beth. A rua nao é o melhor lugar , mas ja que ali, ele encontrou muitos amigos que lhe dão carinho, não seria uma boa tirá-lo dali naum.

    ResponderExcluir
  7. Nunca achei que o semblante dele fosse de extrema felicidade por morar ali. Pela própria definição, lugar de animais domésticos não é na rua. Eles precisam do amparo e segurança de uma casa e o aconchego de uma família. Só está faltando que uma pessoa de bom coração, paciente e determinada, pegue nele, e o ensine a aceitar um novo ambiente, onde se sinta acolhido e protegido.
    Não é difícil mudar as referências dele. Afinal, ele só está ali, porque foi o último lugar onde viu o dono, não tinha para onde ir, recebeu comida, e estabeleceu ali o seu território.
    Gy Emygdio da Silva
    Brasília, DF

    ResponderExcluir
  8. Concordo com a Beth e outra colega... Gente... Ele tem 10 anos, ha 5 esta no hospital, a referencia dele e la! Tem quem cuide, quem alimente, quem de banho, um monte de amigos... Tem vacina!! Sinceramente... Ele ta feliz! Ta cuidado... Ele parece ser um docinho!!

    ResponderExcluir
  9. Cristina Calixto11/04/2011 12:29

    Conheço esse cão, pois já levei um paciente em 3 ocasiões para lá. Não há encenação por cauisa da reportagem. Ele vive ali e todos o tratam muito bem. Na minha opinião, não é o lugar ideal. Gostaria que ele tivesse um lar, uma cama macia e quentinha e muito carinho no final de sua vidinha. Torço para que alguém o adote. Mesmo tendo atenção de todos, ali é um hospital e não um lar. E gente ignorante e implicante pode criar caso. A gente sabe disso.

    ResponderExcluir
  10. fidelidade nunca acaba até a morte não é capaz de acabar com a fidelidade

    ResponderExcluir
  11. fidelidade nunca acaba até a morte não é capaz de acabar com a fidelidade

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪