04/02/2011

SOBRE A DENÚNCIA DO CEMITÉRIO DO IJV NO RJ

Gente, eu recebi uma denuncia sobre o Cemitério do Instituto de Medicina Municipal Veterinária Jorge Vaitsman - IJV e antes de qualquer coisa, COMO MANDA O PROTOCOLO, fui apurar a realidade dos fatos.

O atual diretor, Dr. Carlos Eduardo, é pessoa muito querida minha e assumiu aquela direção na ultima segunda-feira. Ele, imediatamente, explicou tudo (embora eu soubesse de quase tudo por lá já que tivemos nossa sede naquela instituição e por que fazíamos atendimento aos animais abrigados no Cemitério do Caju de humanos) e nos comunicou que fez uma NOTA para ser distribuída.

Acontece que na prefeitura tem uma "meleca" que estabelece que só depois do aval da Assessoria de Imprensa é que eles podem se pronunciar. Então, estamos esperando a assessoria lerda e lenta autorizar a divulgação da NOTA.

Até lá, espero que não façam julgamento de fato que ignoram, como por exemplo, acharem que nas fotos do denunciante aqueles cães estavam em decomposição exalando cheiro pelo Instituto inteiro.... Que viagem!!!!! aquelas carcaças de animais eram de animais enterrados ali há mais de 3 anos que, por seus donos não virem definir o que fazer, são retiradas das gavetas e incineradas.

Tem o funcionário pedreiro que quebra os beirais todos e um outro que vem pegar os animais para levar para o forno que estava, neste final de semana citado, funcionando parcialmente por estar sendo feito manutenção. Como aquelas carcaças estavam sendo cremadas no forno individual, levava mais tempo. Aliás, as fotos são, apenas, de uma ala que não tinha sido limpa ainda. Ao todo, me parece que são 40 alas de sepulturas. Será que o denunciante não viu o resto?

Enfim, nada de trágico acontecia lá. É como nos cemitérios comuns, onde nas sepulturas populares (cova rasa), você passa e até vê ossos expostos de humanos. Realmente, a ausência de conhecimento de corpos pós-mortem e a dor de ter perdido seu animalzinho de estimação, levou a pessoa analisar de forma equivocada, principalmente, ao achar que o cheiro daqueles "animais em decomposição" (leia-se mumificados que no máximo cheiram a mofo) alcançavam a recepção do instituto... Pelo amor de Deus!!!! é muito distante.. é impossível!!!!

Agora, o que é preciso lembrar que ali é um hospital de animais, portanto, doentes. Alguém sabe do cheiro de uma diarréia de um cão de porte grande? então? a gente limpa, joga desinfetante apropriado e a coisa demora a sair do ar, não é? ah, tenha santa paciência... ali é atendimento de animais e, mesmo tendo uma equipe de funcionários limpando o tempo todo, pode acontecer de uma "cagada" inesperada... Pelo amor de Deus!!!!!

É igual lá na SUIPA: neguinho vê um bando de funcionários limpando limpando limpando, mas, diz que sentiu um fedor danado!!!! ora bolas, entra numa loja de perfume ao invés de cobrar cheiro de madressilva num lugar dedicado a atender aos bichos que chegam, na maioria das vezes, podres pela negligência humana.

Ah, só para terminar: o carro da carrocinha está lá parado há anos porque o setor responsável ainda não foi buscar a carcaça, apesar, dos inúmeros pedidos. Tem gente que queria que ela fizesse parte do museu como tem a câmara de matar os bichos... Acho legal, porque todos saberiam o preço de nossa luta e deixariam de achar que foi "mole" toda uma história de mudança dentro da área de saúde pública. A galera de hoje acha que tudo nasceu pronto conforme encontraram.... Qual!!!!!
.

4 comentários:

  1. Andréa Neves04/02/2011 17:25

    Só irei me pronunciar, quando houver algo de concreto...Bjs

    ResponderExcluir
  2. Bem,que tem gente sem noção, isso é verdade. Só para ilustrar,tenho um amigo que trabalha comigo e sabendo que eu estou sempre na Suipa para pegar um exame levar um bicho meu ou dos outros ao médico,vivia me pedindo para levá-lo comigo. Levei, e ele ficou do lado de fora, entrou saiu logo, me esperou lá. Disse que o cheiro era horrível,no que eu disse: Enche seu apartamento com umas três mil pessoas e vê se o cheiro vai ser bom.

    ResponderExcluir
  3. vou aguardar a nota...

    ResponderExcluir
  4. Não sei bem o que aconteceu. Sheila, vc conhece , milita há anos nesta área de amor e proteção aos animais, ninguém duvida. Mas, se as pessoas denunciaram com o intuito de ajudar, mesmo que de forma errônea, deve-se desculpar.Erra menos aquele que age mesmo errando do que os que se omitem.Beijos.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪